Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

Reiniciando o Início

  • Criador do tópico Mauricio
  • Data de início

mexicano

Cogumelo maduro
Cadastrado
25/01/2010
Mensagens
232
Reputação
0
Pontos de reações
278
Pontos
69
Técnicas de Umidade


Em alguns diários de cultivo que vi, para aumentar a umidade do terrario usa-se garrafa com gelo e em outros agua quente.

Qual dos dois metodos é mais eficiente ? [Corrijam-me se tiver falando bobagem... :censored: é a inexperiência]


Se reduzir a temperatura com garrafas de gelo num terrário que está muito aquecido, ou seja, que esteja com temperaturas não ideais para a frutificação e/ou incubação, você vai fazer a temperatura diminuir e a umidade vai diminuir também, devido à condensação dos vapores.

Uso de garrafas de água aquecida ou fria, apenas serve para balancear a temperatura ideal para cultivos indoor de P. cubensis ou quaisquer outros basideomicetos (cogumelos)

Para customizar a umidade relativa seria mais interessante você usar um nebulizador ou colocar um borbulhador no fundo do terrário.

"nebulizador = fornecimento de umidade.
É dificil montar um setup que nao acabe contaminando seu cultivo inteiro.
Pesquise bem sobre troca gasosa/ umidade necessaria pro seu tipo de cultivo.
por exemplo - É dispensavel o uso de um nebulizador em caso de casing.
pra bolos voce vai ter que achar o equilibrio entre umidade e aeracão." by mortandello
 

Giuliano

Cogumelo maduro
Cadastrado
26/12/2010
Mensagens
245
Reputação
0
Pontos de reações
144
Pontos
46
Talvez, quando estiver muito frio, uma garrafa de 300 ml de água numa temperatura um pouquinho acima da temperatura do corpo, no máximo, pode ajudar a criar um ambiente úmido. Colocar uma temperatura maior que esta pode ser arriscado de superaquecer o terrário, aconteceu durante o período de incubação do meu 2º cultivo, incubado numa caixa de isopor, temperatura subiu para 35ºC.

Abastecer o terrário com água morna no fundo de material poroso irá aumentar muito o nível da água.
 

Marshall

Cogumelo maduro
Cadastrado
15/03/2011
Mensagens
46
Reputação
0
Pontos de reações
32
Pontos
41
Técnicas de Umidade


Em alguns diários de cultivo que vi, para aumentar a umidade do terrario usa-se garrafa com gelo e em outros agua quente.

Qual dos dois metodos é mais eficiente ? [Corrijam-me se tiver falando bobagem... :censored: é a inexperiência]

As garrafas com e gelo e com água quente não servem para aumentar umidade, mas sim para regular a temperatura do terrário, se muito frio coloca-se a garrafa quente, se muito quente a garrafa fria. Não tenha medo em perguntar bobagem, melhor tirar as dúvidas logo. Leia mais algumas coisas na biblioteca, lá tem praticamente tudo. Boa sorte!
 

asking

Primórdia
Cadastrado
06/03/2011
Mensagens
27
Reputação
0
Pontos de reações
6
Pontos
39
Muito obrigado pelas respostas :D
 

Cygnus X 1

Cogumelo maduro
Cultivador Confiável
Cadastrado
21/01/2005
Mensagens
270
Reputação
5
Pontos de reações
369
Pontos
76
Excelente post. Deve entrar como sticky thread no fórum pq é super completo.

Recomendaria uma adição relativamente cara a glove box, q seria imbutir um Vick's HEPA air purifier nele, esse purificador de ar custa uns 100 legais e tem ionizador e purificador de ar 99,9% (pré-filtro/filtro HEPA). Como exatamente deve-se imbutir isso na glove box requer mais estudos (basicamente fazer um buraco do tamanho do output de ar do filtro hepa, o encaixe deve estar bem justo e vedado com silicone ou coisa do tipo).

E vou comentar aqui, talvez inapropriadamente:

Isolamento a partir de esporos é bom para gerar novas cepas em projetos de melhoramento.

Não exatamente, o isolamento a partir de tecido de cogumelos ("clonagem") é bom para gerar novas cepas em projetos de melhoramento.... o q acontece é q depois q vc tem uma bom isolado por clonagem, costuma-se tirar um print dela para guardar para posteridade (esporos duram mais q cultura líquida ou sólida).

Também vou recomplementar e desnecessariamente complicar mais a discussão da seção Básico e a minha ultima frase dizendo q é possível fazer melhoramento através de esporos.

Vc teria q isolar 1 (isso mesmo, UM) esporo em cada tubinho (o q não é difícil se vc diluir bastante), depois vc mistura dois tubinhos e poe pra germinar. Vc vai ter dois micélios haplóides em um mesmo tubo, ambos produto de meiose e portanto com variabilidade dentro da genética da linhagem, q quando crescerem, se encontrarem e trocarem núcleos, se tornarão diplóides e resultarão em um micélio produtor de cogumelos q é tecnicamente uma linhagem única E produz uma raça de esporos muito mais homogênea e reproduzível.

Diferenciando sempre de um mix de esporos gerando um mix de micélios diplóides (um mesmo bolo de seringa de esporos produzindo vários cogumelos, cada cogumelo resultado de um grupo local de hifas diplóide, possivelmente o mesmo diplóide para cada cogumelo), versus 2 esporos gerando um único diplóide (q é um isolado único). Quando vc clona o tecido q é proveniente de um cogumelo, é extremamente provável q isso seja um único micélio diplóide E certamente é um isolado, pq o cogumelo só se forma se o organismo já estiver diplóide, o q por si só é uma restrição da totalidade do mix de esporos original. Não sei se o mesmo cogumelo possui duas ou mais hifas diplóides, provavelmente sim se forem compatíveis... mas em todo caso clonar a partir de um cogumelo vc estaria no mínimo restringindo o total de variabilidade q existe em um mix de esporos.

--- nesta discussão: pra ver se fica claro: linhagem = isolado = cepa e raça = mix de esporos. Uma "linhagem única" é o q estou chamando este ultra isolado com quase certeza de ser composto por apenas dois esporos.
 
Última edição por um moderador:

samuca

Cogumelo maduro
Cadastrado
23/01/2011
Mensagens
247
Reputação
9
Pontos de reações
675
Pontos
74
Técnicas de Umidade

Em alguns diários de cultivo que vi, para aumentar a umidade do terrario usa-se garrafa com gelo e em outros agua quente.

Qual dos dois metodos é mais eficiente ? [Corrijam-me se tiver falando bobagem... :censored: é a inexperiência]

acho que depende da temperatura do lugar, se é muito quente garrafa com gelo, se é muito frio agua quente
 

Jonny Quest

Cogumelo maduro
Cadastrado
06/05/2008
Mensagens
141
Reputação
0
Pontos de reações
24
Pontos
71
Existem diversas formas de propagar o micélio : em meio líquido, meio sólido, em agar-agar.
Em meio líquido:

Preparar uma cultura líquida (CL) é muito simples, basta adquirir dextrose em pó ( fig. 2) ou xarope de glucose (fig. 1), o que muda é só a forma de apresentação.
Então pese 5 g de um ou outro e misture com 95 g de água mineral quente. Agite com uma colher até total dissolução, depois derrame numa mamadeira, ponha 1 bolinha de gude e ferva em banho-maria por 30 minutos.
CL em dextrose

#1-Meça 2 gramas ou uma colher rasa de chá de dextrose
#2-Meça 250ml de água quente no pote para mistura
#3-Adicione dextrose à água quente
#4-mexa para dissolver
#5-adicione os pedaços de vidro no pote
#6-preencha os potes abaixo da metade com a solução contendo a dextrose
#7-os potes devem ter apenas 1 furo na tampa. Cubra-o com a folha de alumínio bem apertado.
#8-ponha os potes na panela de pressão e deixe esterelizar por 30 minutos.

Boa Noite, gostaria de saber a Medida Correta da Dextrose, visto que em Dois Posts diferentes existem duas Medidas.
Quanto a Colher rasa da Dextrose Realmente tem 2 gramas? Obrigado a todos e Boa semana!
Link 2 : https://teonanacatl.org/threads/esporos-em-suspensão-líquida-meio-cultura-líquida.4619/
 

Cosmik

Fractal Ambulante
Cultivador Confiável
Cadastrado
07/05/2011
Mensagens
3,337
Reputação
66
Pontos de reações
9,721
Pontos
64
... gostaria de saber a Medida Correta da Dextrose, visto que em Dois Posts diferentes existem duas Medidas. ...

Não sei se é "correta", acho que isso é subjetivo. Bom, de qualquer forma, ontem fiz algumas CL's, e cada uma tinha 100ml de água destilada e 5g de açúcar de milho (dextrose). :)

... Quanto a Colher rasa da Dextrose Realmente tem 2 gramas? ...

Use uma balança.
 

Jonny Quest

Cogumelo maduro
Cadastrado
06/05/2008
Mensagens
141
Reputação
0
Pontos de reações
24
Pontos
71
Não sei se é "correta", acho que isso é subjetivo. Bom, de qualquer forma, ontem fiz algumas CL's, e cada uma tinha 100ml de água destila e 5g de Corn Sugar (dextrose). :)

Use uma balança.
Não tenho uma balança e se tivesse, para pesar 2 gramas tinha que ser de precisão! por isso a perguta.

Quanto às medidas, dizem que se colocar Dextrose demais não acelera o crescimento, muito pelo contrário faz é estagnar o crescimento do Micélio, então, as medidas e as Proporções ai estão muito diferentes, tem uma que tem 4 X a Quantidade de Dextrose para a água. Gostaria de Uma Informação certa. Obrigado.
 

Jonny Quest

Cogumelo maduro
Cadastrado
06/05/2008
Mensagens
141
Reputação
0
Pontos de reações
24
Pontos
71
Quantos mls de CL para cada Pote de Substrato? no caso potes de 400 g de centeio...
 
M

Mauricio

Visitante
Não tenho uma balança e se tivesse, para pesar 2 gramas tinha que ser de precisão! por isso a perguta.

Quanto às medidas, dizem que se colocar Dextrose demais não acelera o crescimento, muito pelo contrário faz é estagnar o crescimento do Micélio, então, as medidas e as Proporções ai estão muito diferentes, tem uma que tem 4 X a Quantidade de Dextrose para a água. Gostaria de Uma Informação certa. Obrigado.

2, 4, 5 g/100 ml são medidas aceitáveis.
10, 20 g/100 ml é demais

Quantos mls de CL para cada Pote de Substrato? no caso potes de 400 g de centeio...

2, 3, 5 ml depende da densidade da CL.
O cultivo aprimora a tek.
 

Jonny Quest

Cogumelo maduro
Cadastrado
06/05/2008
Mensagens
141
Reputação
0
Pontos de reações
24
Pontos
71
2, 3, 5 ml depende da densidade da CL.
O cultivo aprimora a tek.
Pronto, então vou colocar 2 ml em cada pote, visto que o micelio ta bem vivo na cultura Liquida. depois dou uma chacoalhada apos a inoculação? deixo o furo onde vai passar a seringa(um pouco mais grossa) com micropore? ou tampo totalmente?
 
M

Mauricio

Visitante
Pronto, então vou colocar 2 ml em cada pote, visto que o micelio ta bem vivo na cultura Liquida. depois dou uma chacoalhada apos a inoculação? deixo o furo onde vai passar a seringa(um pouco mais grossa) com micropore? ou tampo totalmente?

Inocule, vede e deixe em descanso.
 

Ecuador

Artífice esporulante
Membro da Staff
Cultivador Confiável
Cadastrado
22/12/2007
Mensagens
8,837
Reputação
85
Pontos de reações
20,705
Pontos
98
Up.

Estava lendo outro dia o Shroomery, e me chamou a atenção alguns trechos escritos pelo RogerRabbit, um cultivador experiente de lá, moderador e com milhares de posts. O assunto é um recorrente entre os cultivadores, inclusive os cultivadores daqui do CM, que são os setores de crescimento rizomórfico e algodoado do micélio.

Muitas vezes aqui esses dois estados são tratados como sendo diretamente influenciados pela genética daquela parte do micélio, ou pela genética da strain. Entretanto, sem descartar a influência dessa causa, a história pode não ser bem assim. O micélio rizomórfico e o algodoado podem ser apenas expressões diferentes do mesmo genótipo, devido a influências ambientais.


RogerRabbit said:
Mycelium will change states back and forth. A major cause is the nutritive base of the media. Cardboard is probably the poorest media available, thus the mycelium goes rhizomorphic as it spreads. A more nutritious substrate such as PDA is likely to cause the mycelium to revert to a more cottony appearance.

Rhizomorphic myco goes tomentose on agar...why? - Mushroom Cultivation - Shroomery Message Board

O estado do micélio mudará em uma direção e voltará para a anterior. Uma causa importante é a base nutritiva do meio. Papelão é, provavelmente, o meio mais pobre disponível, então o micélio fica rizomórfico à medida que ele se espalha. É provável que um substrato mais nutritivo como PDA cause a reversão do micélio para um aspecto mais algodoado.


RogerRabbit said:
Don't put all your eggs into the rhizomorphic basket. You can easily get most strains to go back and forth between cottony and rhizomorphic mycelium simply by controlling the nutrient load and/or moisture content.

Chances of isolating a non-fruiting strain? - Mushroom Cultivation - Shroomery Message Board

Não coloque todos os seus ovos na cesta do rizomorfismo. Na maioria das strains você consegue facilmente fazê-las ir e voltar entre micélio algodoado e rizomórfico simplesmente controlando a carga de nutrientes e / ou umidade.


Links de outras citações sobre o assunto:
- Different looks for mycelium growing on bulk substrates - Mushroom Cultivation - Shroomery Message Board
- Agar Issues - Mushroom Cultivation - Shroomery Message Board


Esse aspecto do micélio pode não ser mesmo preponderante para um bom resultado, uma impressão que sempre tive, pois os meus cultivos variam muito entre rizomórfico e algodoado, e os algodoados nunca decepcionaram. Então a busca pelo micélio rizomórfico "ideal" deve ser repensada, e a energia investida em outras questões.
 

Cosmik

Fractal Ambulante
Cultivador Confiável
Cadastrado
07/05/2011
Mensagens
3,337
Reputação
66
Pontos de reações
9,721
Pontos
64
O estado do micélio mudará em uma direção e voltará para a anterior. Uma causa importante é a base nutritiva do meio. Papelão é, provavelmente, o meio mais pobres disponíveis, então o micélio fica rizomórfico à medida que ele se espalha. É provável que um substrato mais nutritivo como PDA cause a reversão do micélio para um aspecto mais algodoado.


Concordo plenamente. Presencio isso com frequência em meus cultivos. Na fase do spawn (grãos de centeio), sempre ficam meio algodoados, e só quando está 100% colonizado é que as "perninhas" começam se espalhar pelo pote em busca de alimento. Ao transferir para o bulk de palha, que tem um baixo valor nutritivo, não só colonizam rápido como também ficam bem rizomórficos.
 

Ecuador

Artífice esporulante
Membro da Staff
Cultivador Confiável
Cadastrado
22/12/2007
Mensagens
8,837
Reputação
85
Pontos de reações
20,705
Pontos
98
Fatores que influenciam a pinagem

Normalmente, quando se fala em fatores que influenciam a pinagem, ou que causam problema na mesma, a base são informações cuja origem pode ser rastreada a textos clássicos de autores como Stamets (como por exemplo em "The Mushroom Cultivator").

Nesse livro os fatores citados por Stamets como influenciando ou atrapalhando a pinagem são:
- Genética da strain
- Umidade muito baixa
- CO2 muito alto (aeração insuficiente)
- Temperatura muito alta
- Luz insuficiente


Nas informações mais recentes de alguns fóruns, como o Shroomery, os fatores não mudam muito, mas a organização da informação sim.

Por exemplo, em http://www.shroomery.org/forums/showflat.php/Number/19279962#19279962 RogerRabbit escreve:

Fresh air exchange causes a loss of moisture from the cakes or other substrate, and this loss of moisture is the number ONE pinning trigger. Noobs worry too much about humidity, which is easily corrected with misting. You MUST mist to make up for the lost moisture. In the old days, people would toss cakes in a sealed up chamber and hope for a couple of mushrooms before green mold set in. Today, you can easily get three or four times the harvest the early growers did by using a proper terrarium that provides both fresh air and high humidity.

Furthermore, why you guys think CO2 is heavy like water and will drain out holes in the bottom baffles the mind. If all the CO2 settled to the bottom, we'd all be dead due to the power plants and cars, cows, etc., that are puking out tons of CO2 by the minute. The CO2 MIXES with the air and thus must be exchanged WITH the air. It isn't a sweet little layer on the bottom of your fruiting chambers.

As for only reading 80% humidity in a shotgun terrarium with a humidifier running in the closet, it proves your hygrometer is screwed. I can put a shotgun terrarium in an open room with the lid totally off and get higher humidity than that.

I seriously doubt anyone has lower humidity than I do. It's below zero outside and I use a large cast iron wood stove to heat my cabin. My properly made shotgun terrariums all read 95% or greater. I keep a cool mist humidifier running near the wood stove, and it's nice and cozy in here, even though there's nearly five feet of snow on the ground outside.
RR


A troca de ar fresco causa perda de umidade do bolo ou de outro substrato, e esta perda de umidade é o gatilho número um da pinagem. Os novatos se preocupam muito com a umidade, a qual é facilmente ajustada com nebulização. Você deve nebulizar para compensar a umidade perdida. Em tempos passados, as pessoas iriam colocar bolos em uma câmara selada e esperar por um par de cogumelos antes de um mofo verde aparecer. Hoje, você pode facilmente obter três ou quatro vezes a colheita que os primeiros cultivadores obtinham usando um terrário adequado que proporcione tanto ar fresco como alta umidade.

Além disso, vocês ficam com a mente confusa por que acham que o CO2 é pesado como água e vai escorrer para fora por furos no fundo do terrário. Se todo o CO2 se concentrasse no fundo, todos nós estaríamos mortos devido às usinas e carros, vacas, etc, que estão vomitando para fora toneladas de CO2 a cada minuto. O CO2 SE MISTURA a com o ar e, portanto, deve ser trocado COM o ar. Ele não forma uma camada prejudicial no fundo de suas câmaras de frutificação.

Quanto a só ler 80% de umidade em um terrário shotgun com um umidificador funcionando no armário, ele prova que seu higrômetro está ferrado. Eu posso colocar um terrário shotgun destampado em uma sala aberta e obter maior umidade do que isso.

Eu seriamente duvido que alguém tenha menor umidade do que eu. Está abaixo de zero lá fora e eu uso um grande fogão a lenha de ferro fundido para aquecer a minha pequena residência. Meus bem feitos terrários shotguns apresentam todos 95% de umidade ou mais. Eu mantenho um umidificador de vapor frio correndo perto do fogão a lenha, e é agradável e acolhedor aqui, mesmo que haja quase cinco metros de neve no chão do lado de fora.

Continuando:

LIGHT IS NOT THE MAJOR PINNING TRIGGER FOR MUSHROOMS!

As for pinning, full colonization of the substrate is the most important pinning trigger. If there are contaminants present in a substrate, the mushroom mycelium generally stops growing when it contacts them. This represents full colonization because the mycelium has hit a natural barrier, and often pins begin to develop, whether light is present or not.

The second most important pinning trigger is an increase in air exchange, with the corresponding drop in CO2 levels that occurs simultaneously. When you uncover a tray to look at it, you allow the CO2 to escape and be replaced by fresh air. THIS is a pinning trigger, even if you do it in the dark.

Third, which goes along with second, is a steady rate of evaporation of moisture from the substrate or casing layer. In the artifical environment of a small tray, we must mist to keep the substrate or casing from drying out, but we also must allow that moisture to evaporate off between mistings.

Fourth, when the above three triggers are active, light becomes a pinning/growth initiation factor.
RR

A luz não é o principal gatilho para a PINAGEM DE COGUMELOS !

Para a pinagem a colonização completa do substrato é o gatilho mais importante . Se existem contaminantes presentes num substrato o micélio de cogumelos geralmente pára de crescer quando entra em contacto com eles. Isso representa colonização completa porque o micélio atingiu uma barreira natural, e muitas vezes os pins começam a desenvolver, se a luz está presente ou não.

O segundo gatilho de pinagem mais importante é um aumento na troca de ar, com a diminuição correspondente dos níveis de CO2 que ocorre simultaneamente . Quando você descobre uma bandeja para olhar a mesma, você permite que o CO2 escape e seja substituído por ar fresco. Este é um gatilho de pinagem, mesmo se você fizer isso no escuro.

Em terceiro lugar, que ocorre junto com o segundo, é a taxa constante de evaporação da umidade do substrato ou camada de cobertura. No ambiente artificial de uma bandeja pequena, temos de nebulizar para evitar que o substrato o ou revestimento seque, mas também devemos permitir que a umidade evapore entre as nebulizações.

Em quarto lugar, quando os três gatilhos acima estão ativos, a luz torna-se então um fator de iniciação pinagem / crescimento.
 
Top