Teonanacatl.org

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

  • Por favor, leia com atenção as Regras e o Termo de Responsabilidade do Fórum. Ambos lhe ajudarão a entender o que esperamos em termos de conduta no Fórum e também o posicionamento legal do mesmo.

Seleção de Genótipo de Micélio (Isolamento)

  • Autor Insider
  • Publish date
  • Atualizado
  • Article read time 3 min read
Estou traduzindo alguns tutoriais de um banco de cogumelos Austríaco. Evidentemente os tutoriais não são os melhores para o padrão brasileiro devido aos materiais de laboratório serem difíceis de encontrar.

Sugestões para adapta-lo a um padrão brasileiro serão aceitas.

De qualquer maneira acho que vai ser uma ótima complementação pra biblioteca, para que o pessoal veja como é feito os procedimentos a um nível profissional.



Introdução:


Se você cultivar micélio de cogumelo em meio de agar vão surgir diferentes formas de micélio. As duas principais formas são: micélio rizomórfico e micélio algodoado (parece algodão). Para posterior cultivo e frutificação apenas o micélio rizomórfico é apropriado. O micélio rizomórfico se parece com as raízes das plantas. As primórdias que depois se transformam em frutos (cogumelos) são formados por ele. Se você crescer culturas de cogumelo em placas de Petri, você terá de separar o micélio algodoado do micélio rizomórfico. Apenas o micélio rizomórfico é usado para replicação em cultivos posteriores.

168.JPG
Micélio rizomórfico e micélio algodoado em uma placa de Petri.
Essa cultura já foi selecionada uma vez.​

Materiais Recomendados:

  • Touca e Máscara protetora
  • Luvas de látex
  • Lampião de álcool
  • Bisturi com lâminas esterilizadas
  • Desinfetante para ambiente
  • Desinfetante para mãos
  • Placas de Petri com meio de agar.
  • Parafilm pra selar as placas.
  • Ambiente estéril (glovebox ou Filtro HEPA)


Procedimentos:


Assim que suas placas estiverem completamente colonizadas, você poderá proceder com a seleção de genótipo. Não espere muito, caso contrário o micélio algodoado pode crescer por cima dos genótipos rizomórficos e isso significa que a placa de Petri fica inutilizável.

164.JPG
Essa placa Petri está pronta pra seleção.​

Como em qualquer etapa do cultivo de cogumelos é importante para o sucesso que o trabalho seja feito em ambiente limpo e estéril, e de forma rápida. Borrife e limpe o ambiente e as suas mãos com o desinfetante antes de começar a trabalhar. É recomendável o uso de luvas de látex, touca e máscara protetora enquanto trabalha em frente a um Filtro HEPA ou dentro de uma glovebox.


Se você quer trabalhar com diferentes placas Petri de uma vez, é muito importante que você limpe e desinfete suas mãos e o ambiente toda vez antes de trabalhar com uma nova cultura de micélio. A cada nova cultura troque também suas luvas de látex e a lâmina do bisturi. Para limpar o bisturi (sem a lâmina) passe-o no fogo do lampião até ficar vermelho e deixe esfriar à temperatura ambiente para então colocar uma nova lâmina (estéril).


:teo_atencao: CUIDADO: luvas de látex e desinfetantes são altamente inflamáveis. Risco de queimaduras. :teo_atencao:

166.JPG
Esta placa será selecionada pela primeira vez.

169.JPG
Esta será selecionada pela segunda vez.​

Agora examine o micélio e encontre setores rizomórficos. Corte alguns pedaços de 3 x 3 mm do micélio com o bisturi e deposite cada pedaço em uma placa de Petri com meio de agar. Sele imediatamente com parafilm a placa inoculada. Tome cuidado na hora de transferir os pedaços para as novas placas de forma que o micélio não escorregue e caia fora das placas!

170.JPG
171.JPG
Os pedaços de micélio são depositados em uma placa de Petri com meio de agar.​

DICA: Segure as placas de Petri que você quer selecionar em frente de uma lâmpadas. Assim você vai encontrar os genótipos rizomórficos com mais facilidade!

É recomendado fazer poucas placas de Petri de cada micélio. Mesmo em atmosfera controlada de laboratório uma taxa de falha de 10% é normal. Não desanime se você tiver uma taxa de falha de 25% ou mais quando você trabalhar com clones. Para novatos isto é normal especialmente se não for feito em laboratório estéril. Note também que pode acontecer do micélio se modificar e começar a se desenvolver com aspecto algodoado. Neste caso a placa de Petri fica inutilizada.

172.JPG
173.JPG
O micélio tem que ser selecionado até começar a apresentar crescimento rizomórfico e uniforme.​

Normalmente as culturas de micélio são marcados com nome da espécie, genótipo, data e também numero de clone. (Canetas a prova d'água e canetas para escrever em CDs são apropriadas para escrever em placas de Petri). Para iniciar o crescimento do micélio guarde as placas na temperatura de incubação. Na maioria dos casos será necessário selecionar o micélio mais de uma vez até conseguir um micélio rizomórfico e uniforme.

Assim que o micélio apresentar um rizomorfismo uniforme poderá ser usado para confecção de inóculo de grãos ou substratos.
Sobre o autor
Insider
EhNoix c sabe

surf

Informação do Guia

Autor
Insider
Article read time
3 min read
Visualizações
3,736
Última atualização

Mais em Culturas de Micélio e Agar

Mais do(a) Insider

Share this guia

Back
Top