Bem-vindo ao Teonanacatl

Olá, seja bem-vindo!


Nós somos uma comunidade de entusiastas da micologia. Aqui você encontrará diversos assuntos envolvendo a micologia amadora, incluindo cultivos de cogumelos comestíveis, medicinais e psicoativos, como os do gênero Psilocybe!


Convidamos você para participar da nossa comunidade! Leia o nosso termos de uso e cadastra-se clicando no botão abaixo ou clicando aqui!


  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar utilizando esse site, você concorda em usar nossos cookies. Saiba Mais.
  2. Por favor, leia com atenção as Regras e o Termo de Responsabilidade do Fórum. Ambos lhe ajudarão a entender o que esperamos em termos de conduta no Fórum e também o posicionamento legal do mesmo.

    Dispensar Aviso

Em Andamento Pf TEK com Refrigeração - Cultivo no NE

Discussão em 'Diário de cultivo' iniciada por WoD, 4 Jul 2018.

  1. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Olá galera,

    Depois de muito pesquisar, avaliar as condições e planejar decidi que é hora de iniciar meu diário de cultivo. Essa jornada não começa com a montagem do bolo, mas sim com a resolução de um problema mais complexo:

    a temperatura ambiente na minha cidade oscila de 28º a 32º, o que é um pouco acima do recomendado para todas as etapas de desenvolvimento da espécie que eu escolhi (cubensis).

    Postarei o resultado das pesquisas para os colegas mais experientes me corrigirem no caso de algum equívoco. As melhores temperaturas em cada uma das etapas é:
    - [Spawn] desenvolvimento do micélio é: 24º-27º
    - [Primordia] desenvolvimento dos primeiros pinos: 20º-22º
    - [Fruit Body Development] desenvolvimento dos frutos: 20º-22º
    OBS: podem variar conforme o strain

    1ª Tentativa - Sistema de resfriamento com fan de 120mm~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    Desmontei o velho pc, coletei os fans/coolers, pus dentro de uma caixa de madeira. Eu ainda não comprei a que se tornará o terrário, pois não decidi o material ao qual farei. Vou tomar essa decisão quando tiver elaborado melhor meu sistema de resfriamento, já que ela será um importante componente. Medi a temperatura em três condições dentro de um copo de água, na superfície da água dentro do copo e no ar externo da caixa. Todas as temperaturas foram medidas com a caixa fechada, aguardei a temperatura estabilizar durante cinco minutos e então registrei os resultados.

    Temperatura Ambiente: 29.6º
    - Ar da caixa: 29.0
    - Superfície da água no copo: 27.4
    - Fundo do copo: 28.3

    Ou seja, nem arranhou a temperatura. O sistema acima é uma tentativa de simular um terrário. Algumas diferenças: o terrário provavelmente terá uma umidade maior o que pode derrubar a temperatura, mas ainda sim derrubaria muito pouco, correndo um risco enorme de em um dia quente eu ultrapassar os valores delimitados novamente. Além disso, eu nunca conseguiria alcançar uma temperatura de 22º com um sistema assim.

    Depois de refletir, pensei que isto pode estar acontecendo porque não há troca de temperatura do ambiente interno para o externo. Daí caí em uma cadeia de ideias:

    Ideia: Sistema de refrigeramento externo, onde um cooler + dissipador seria conectado a um conjunto de fios de cobre que seriam apoiados na parte superior da caixa, esfriando o ar de cima da caixa que cairia sobre nossa plantação.
    Problema: Não testei, cheguei a conclusão que eu precisaria de vários coolers e muito fio de cobre pra conseguir chegar a temperatura adequada. O cobre talvez não seria um condutor de temperatura adequado para isso e a minha margem de erro ficaria muito próxima do limite. Ou seja, teria um trabalhão, sem garantia de que daria certo.

    Ideia: pensei então de por a bomba de aquário que fica no copo dentro da geladeira, assim ela roubaria frio da geladeira e empurraria ele pela mangueira para dentro do sistema.
    Problema: minha esposa nunca permitiria, pois além dos problemas óbvios, isso tenderia a prejudicar a borracha da geladeira, além gerar um vazamento ao redor da mangueira que daria muito trabalho de resolver e provavelmente prejudicaria a abertura da porta. Além disso, eu teria que explicar aquela arrumação pra toda visita da casa :facepalm:

    Cheguei a conclusão que eu só ficaria satisfeito com um sistema de resfriamento potente o suficiente para gerar uma temperatura consistente. Logo, eu precisaria de um sistema mais complexo que envolve um controlador de temperatura.

    Ideia: Meu primeiro pensamento foi comprar um motor velho de geladeira.
    Problema: Imagina só, eu teria potência demais (leia-se gasto de energia) para uma caixa de 70 litros. Parte do frio teria de ser inclusive dissipado para outro lugar. Ou seja, potente demais. Muito desperdício, não rola.

    Investiguei então outros dispositivos refrigeradores: ar-condicionado, ar-condicionado de mão... EUREKA

    Depois de investigar o funcionamento de um ar-condicionado de mão e um refrigerador de água eu me esbarrei com as danadas das pastilhas peltier. QUE MARAVILHA DA CIÊNCIA!

    Corri pro fórum, mas só encontrei tópicos muito antigos e vagos. Parecia ser uma boa direção, mas eu ainda precisaria entender como criar um sistema sólido.


    [Continua....]
     
    • Curtir Curtir x 3
    #1 WoD, 4 Jul 2018
    Última edição: 4 Jul 2018
  2. Mitopilubare

    Membro

    :
    18 Mar 2018
    :
    81
    :
    77
    :
    8
    Sexo:
    Masculino
    :
    +109 / 9 / -0
    Raça Preferida:
    Spectrum
    Técnica Preferida:
    Casing
    Ótima iniciativa meu caro, será de grande utilidade para meus cultivos o resultado dessas suas experiências (y)

    Você poderia começar o cultivo e ir adaptando as condições da temperatura local.
    Levantando uma questão resultado das minhas experiências, um dos meus bolos que me rendeu mais frutos foi resultado de um bolo em que o arroz acabou cozinhando, ficava numa janela recebendo sol a tarde toda e a temperatura aqui é mais ou menos igual aí, ou seja, você pode conseguir um resultado bacana para um iniciante mas claro que com essas experiências você poderá otimizar o cultivo e melhorar bastante suas colheitas :feliz:
     
    • Curtir Curtir x 2
  3. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    2ª Tentativa - Projeto de Sistema de Refrigeramento com Pastilha Peltier

    • Nesse post eu vou apresentar o projeto. O resultado será descrito nas postagens seguintes.

    Quando investiguei sobre a pastilha peltier, eu vi que ela poderia chegar até -18º. Se eu apenas a ligasse dentro do terrário, provavelmente congelaria todo o sistema e ainda correria o risco de enfrentar pane elétrica. É que a pastilha tem um limite de operação de umidade, se esse limite for ultrapassado, teremos um curto.

    I) Controlador de Temperatura
    Então precisamos fazer o mesmo que o povo do sul faz com o termostato de aquário: conseguir um termômetro capaz de ligar a peltier quando a temperatura chegar a um determinado ponto e a desligar quando chegar em outro. Depois de pesquisar, descobri que o nome dessa peça é termostato de refrigeração, conhecido nas eletrônicas como controlador de temperatura para freezer pequeno. Para usar um dispositivo assim, teremos de montar montar um pequeno circuito elétrico. Fiquei assustado no começo, mas logo vi que não tinha mistério.

    [​IMG]

    O controlador de temperatura tem um relay (relé). Um relay é basicamente uma entrada de energia que é controlada por uma placa eletrônica em uma determinada condição. A nossa condição será especificada pela placa, com base na temperatura ambiente.

    Na imagem acima, vemos um exemplo de um controlador desse tipo. A esquerda a fiação que será ligada na tomada. No meio o relay, que nesta figura está ligando uma lâmpada incandescente (ou seja, na imagem é um sistema de aquecimento ao invés de resfriamento, normalmente usado pra chocadeira). Do lado direito temos a sonda do sensor de temperatura. Comprei o meu por 140 porque não pesquisei. Depois vi em outros cantos por até 30 reais. A palavra-chave pro mercado livre é "termostato digital chocadeira" [Link para a pesquisa direta]. Você vai encontrar alguns kits já completos, inclusive. Vamos discuti-los a seguir.

    II) Alimentação de Energia do Relay
    O meu controlador entrega uma voltagem de 220 ou 110 no relay. Isto é muito mais do que nós precisamos. Os coolers e a pastilha de peltier trabalham todos em 12v, se nós o ligarmos em em 220 ou 110 eles vão explodir! Então se o relay do controlador entrega 220 ou 110, vamos ter de conseguir fonte que converta 220v ou 110v para 12v. Isso é facinho de encontrar em qualquer loja que venda carregadores para notebooks. Vale a pena checar aquela gaveta onde você deve guardar os carregadores e fontes velhos. Fontes de modem, por exemplo, costumam ser de 12v. Eu tive de fazer isto, então nesse projeto eu descrevei com uma fonte.

    A amperagem também vai ser importante. Para o nossos sistema com a pastilha e os coolers, que veremos a seguir, vamos precisar de uma amperagem de no mínimo 8A: pastilha = 6, cada cooler por volta de 0,3a. Comprar mais do que isso, é desperdício.

    Outra dica é comprar um controlador que já entregue 12v, assim você não precisará de fonte. O meu foi caro porque entrega 220 e é pra freezer. Quanto menor a potência, mais barato será.

    II) Pastilha Peltier

    A pastilha peltier é um troço do tamanho de uma bolacha com dois fiozinhos de alimentação de energia. Quando você liga, um lado da pastilha esquenta e o outro lado esfria. Só que não é tão simples quanto parece. Se você só liga ela, os dois lados trocam calor entre si e isso aumenta o esforço de troca de temperatura até o ponto que ela simplesmente queima. A pastilha precisa de resfriamento, pelo menos no lado que esquenta.

    Imagens da Peltier no Google

    Resfriando o lado quente da pastilha
    Para aqueles que sacam de manutenção de computador, essa tarefa vai ser fácil. Basicamente o que precisamos fazer é colocar pasta térmica em cima do lado quente da pastilha, por um dissipador de alumínio e então um cooler. Se você tiver um computador antigo, com placa mãe queimada, você vai encontrar um cooler como esse já pronto em cima do processador. Se você não entendeu nada do que eu disse, pergunte pro seu amigo que entende que ele vai te ajudar rapidinho. Para a nossa felicidade, a pastilha tem quase o mesmo tamanho que um processador de computador, então qualquer cooler para processador vai servir bem. Se não tiver nenhum, sugiro ir no centro comercial da sua cidade e pesquisar em lojas que vendam sucata de computador. De qualquer forma, um novo vai custa entre 30 a 90 reais, dependendo da qualidade. Pasta térmica é vendida a menos de 5 reais o frasco. Recomendo poitar (pedir emprestado) a do colega que entende de manutenção de computador.

    Isolando a troca de temperatura entre os lados da pastilha
    Além de resfriar o lado quente da pastilha, você também vai precisar isolar os lados dela para evitar que a troca de temperatura aconteça por ali e ela perca efetividade. Eu comprei uma chapa de mdf fina, que tem mais ou menos uns 3mm de espessura. Perfurei e montei a peltier lá dentro preenchendo o espaço da placa com a madeira com EVA. A chapa de madeira também vai ajudar na fixação do cooler, pois para o resfriamento da placa ser eficiente você vai precisar apertar bem a placa contra o dissipador. Se tiver um espaço mínimo que for entre os dois, você vai perder eficiência.

    Distribuindo a baixa temperatura do lado frio da pastilha
    Até agora nós temos uma chapa de mdf pequena, com uma placa peltier encaixada. Do lado quente, nós temos um cooler acoplado fazendo a refrigeração. Do lado frio a placa está exposta. Se ela permanecer desta maneira, já vai esfriar o espaço, mas somente o lado ao qual está acoplada ao terrário. Então precisamos ventilar essa refrigeração no espaço interno para poder espalhar a temperatura. Para que isso aconteça, vamos repetir o processo já feito com o lado quente. Passei pasta térmica, pus um dissipador de alumínio e um cooler.

    Alimentação de Energia Elétrica
    Meu controlador de temperatura veio sem uma tomada. Então fui numa eletrônica e comprei uma tomada. Liguei o polo positivo no local indicado (fique atento para ligar em 220 ou 110, de acordo com a tomada que você pretende ligá-lo. Se você errar essa voltagem o controlador vai explodir). Depois liguei o neutro no local indicado.

    Até agora nós temos nosso controlador de temperatura abastecido de energia (para verificar, ligue na tomada. A temperatura ambiente vai aparecer no controlador.​

    Você vai precisar de um pequeno fio pequeno. Uma ponta vai no polo positivo que está alimentando o controlador de energia e a outra ponta vai no relay. Isso vai permitir que o relay seja alimentado. Se você não por esse fio pequeno, o dispositivo conectado no relay não vai funcionar.

    Agora temos também nosso relay bem alimentado com energia​

    Agora vamos pra alimentação dos cooler e pastilha: eu arranquei a tomada da fonte fora, descasquei o fio e liguei o fio vermelho no relay do controlador de temperatura (pode ser que sua fonte seja de outra cor. Não tem importância. Qualquer um dos dois vai servir) e conectei o outro fio no neutro da alimentação do controlador de temperatura. Quando eu digo ligar, é pegar a parte de cobre de um enrolar na parte do outro e passar fita isolante mesmo.

    Nosso circuito de relay está alimentado agora com polo positivo e negativo ativados.
    Cortei então o conector da fonte fora, o que iria no dispositivo alimentado. Mais uma vez, dois fios vão aparecer. Um deles é o de alimentação e o outro é o neutro. Conectes os fios de alimentação da pastilha e dos coolers, pode enrolar todos juntos. Não tem problema, mas não esqueça de isolar para impedir levar choque no futuro. Depois pegue o outro fio, o neutro da fonte e faça o mesmo com os dos coolers e da pastilha.

    Sistema de resfriamento devidamente alimentado.
    Configurando o controlador de temperatura
    Não sei se posso ajudar muito nesse momento. Leia o manual do dispositivo que você comprou. Se você já tiver entendido o que é positivo, neutro e relay. Você vai ser capaz de entender o suficiente do que ele vai trazer. Há uma sessão que vai te explicar como configurar o relay.

    Isto vai permitir que nós digamos para a placa em qual intervalo de temperatura que ela deve energizar o relay e assim ativar o resfriamento. No meu, eu ativei o modo resfriamento. Tem uma temperatura chamada setpoint (sp) que é como se fosse a temperatura inicial. E tem uma outra que é o intervalo de trabalho (no meu é dF).

    Eu pus o sp em 24º e o dF em 3º. Basicamente eu disse para a minha placa: nossa temperatura mínima é 24º. Se o sistema estiver nessa temperatura ou menos, desligue o resfriador. Nossa intervalo de trabalho é de 3º, se o sistema ultrapassar ele (24º + 3º = 27º), ligue o resfriamento. Ou seja, quando alcançar 27º, o resfriamento é ativado. Quando cair para 24º, o resfriamento é desligado.

    [​IMG]



    Quando eu testar tudo, trago imagens do circuito já feito.​
     
    #3 WoD, 6 Jul 2018
    Última edição: 6 Jul 2018
  4. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Fail 1 - Fonte não suportou a carga

    Fiz merda. Tava usando uma fonte que só suportava 5A. Na hora que eu ligava a peltier, ela sugava toda a energia e os coolers desligavam. Pelo menos consegui identificar o problema. Vou providenciar outro e retomo o processo.

    OBS: a peltier, sozinha, consome 6A, conforme eu disse acima. Foi lerdeza minha não ter conferido a amperagem da fonte. Não cometam o mesmo erros! Garantam que há alimentação para todos os componentes!

    [​IMG]
    Vou deixar esse brinde aqui:

    Minha placa de MDF é uma tampa de caixa. :LOL:
    No centro, a peltier acoplada.
    O branco ao redor dela é EVA que eu pus pra tapar o espacinho que havia ficado entre ela e a madeira.
    O branco melado, é a pasta térmica.
    Os dois breguelinhos pretos, são duas abraçadeiras que eu vou usar pra fixar o cooler.
    O fio vermelho é a alimentação da placa. O preto é o neutro.
     
    • Criativo Criativo x 1
  5. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Liga em série, ai vc vai ter 10A, sobra 4 de bobeira ai.
    Espero te ajudado.
    Abraços!
     
    • Obrigado Obrigado x 1
  6. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Ah, antes que esqueça, parabéns pela sua iniciativa e inovação, isso faz a diferença!
    E Obrigado por compartilhar conosco!
    Abraços, tudo de bom e boa sorte!
     
    • Obrigado Obrigado x 1
  7. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Fui revisar eletricidade vista no colégio depois do teu post :D

    Pelo que eu li:
    - Em série a corrente se mantém constante, mas a tensão oscila.
    - Em paralelo a tensão se mantém constante, mas a corrente oscila.

    Sendo assim, a peltier receberia menos carga do que o mínimo necessário (6A) e a potência dos coolers poderia ser alterada pela variação na tensão. O sistema acabaria perdendo eficiência.

    Não obstante, estou com medo de resfriar demais. Nesse caso, ligar em série na fonte de 5A poderia ser uma forma inteligente de diminuir a potência do sistema sem desperdício de energia. Manterei-me atento a essa possibilidade, se ela se mostrar necessária no futuro.

    A essa altura já comprei a fonte de 10A, tá faltando só tempo pra ir lá e fazer os testes.


    Eu que agradeço pela audiência. É muito bom ter com quem conversar sobre essas loucuras! :hilario:
     
    • Curtir Curtir x 1
  8. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Hoje fiz testes com o sistema usando uma fonte de 10A com conexões em paralelo (igual ao que tem na imagem acima) e funcionou! Estou me planejando de quando for montar, mostrar o passo a passo com imagens.

    Depois de montado, eu ainda preciso verificar as temperaturas pra saber se o sistema realmente funcionou.
     
    • Merecedor Merecedor x 1
  9. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Opa, então logo temos um novo projeto pra rodar, e de muita utilidade,
    uma vez que uma geladeira consome muita energia.
    Muito bom!
    Grande Abraço!
     
    • Obrigado Obrigado x 1
  10. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Depois de atualizar a fonte para uma de 10A, não enfrentei mais problemas. Vou listar uma série de testes que fiz.
    O objetivo é criar um dispositivo que resfrie adequadamente com o menor gasto de energia possível.

    Uma observação, para a maioria das pessoas que lerem esse texto, esse tópico será absolutamente desnecessário. Isso porque estou fazendo diversos testes, mas pode ser que o leitor esteja mais interessado no resultado final. Nesse caso, sugiro pular para as últimas linhas. Não obstante, para os nerds que lerem todo, observações/sugestões e críticas serão muito bem vindas.

    Montando os componentes de resfriamento.

    Com o circuito 100%, é hora de montar os nossos componentes de resfriamento:
    [​IMG]

    Na primeira imagem nós o exaustor que vai remover o calor da placa peltier. Ele tem um pequeno pedaço de metal que fica sobre a peltier e está conectado com o dissipador de alumínio (essa peça de metal) através de um pedaço de cobre. Importante lembrar que esse componente de metal não fica em contato direto com a placa, entre os dois há pasta térmica. Esse pedaço de metal rouba calor da peltier e transfere para o dissipador através do fio de cobre. O cooler então sopra ar por entre filetes de metal do dissipador de alumínio, removendo o calor coletado.

    Temos a placa Peltier no meio dessa placa de MDF (conforme as imagens dos posts anteriores). Deixei bem apertado entre as laterais da placa com EVA, de forma que o ar, e se tudo der certo a temperatura, não saia por ali.

    Na parte de baixo da placa tem um outro dissipador de alumínio bem maior e por cima dele um cooler de 120mm amarrado com abraçadeiras. Este é o cooler de resfriamento que fica dentro do terrário. Ele não puxará ar de fora para dentro. Se isso acontecesse, teríamos uma enorme perda de temperatura e umidade, o que nos tiraria eficiência. Ele vai mover o ar que já está dentro do terrário. Nesse processo, é muito provável que a água condense no dissipador de alumínio e pingue sobre o cooler. Mesmo sabendo disso, optei por deixá-lo embaixo porque a parte elétrica desse coler parece estar adequadamente isolada. Em outras palavras, estou arriscando :atrapalhado:

    Esse pedaço de madeira vai ser anexado a caixa que servirá de terrário.

    Testes de Eficiência da nossa GelaTEK
    Gostaram do nome? Me ocorreu essa semana ;)

    Uma breve revisão:

    Nosso sistema controla a temperatura a partir de um ciclo de resfriamento. Quando a temperatura chega ao valor máximo configurado, o sistema de resfriamento liga. Quando ela alcança o valor mínimo, o sistema de resfriamento desliga.

    Vou chamar de tempo de resfriamento (TR) o intervalo de tempo que o terrário leva para ir da temperatura máxima para a temperatura mínima
    Vou chamar de tempo de esquentamento (TE) o intervalo de tempo que o terrário leva para ir da temperatura mínima para a temperatura máxima

    Durante TR, o sistema de resfriamento está ligado gastando energia. Durante o TE, o sistema está desligado sem consumir energia. Então temos que procurar construir um terrário onde TR seja muito rápido, e TE seja muuuuito demorado.

    Durante os testes eu liguei o sistema e medi os TEs TRs até que eles cheguem em números relativamente constantes.

    Teste 1) ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    [​IMG]

    [Caixa] = Isopor de 8L com revestimento duplo.

    [Conteúdo] = Nada, apenas os medidores de temperatura.

    [Isolamento] = Pus uma camada de plástico (um saco), recortada para caber o cooler de resfriamento. Em cima, pus a própria mdf com sistema de resfriamento. Tapei o restante com outra chapa de mdf e pus a fonte (componente de metal a esquerda) e o controlador de temperatura (a direita).

    [Temperatura do Ambiente] = 28º, teste realizado durante a noite.

    [Comentários] = Esse teste foi feito pra eu ver se a peltier ia aguentar. Se o isolamento que eu fiz na chapa de mdf não tivesse funcionando bem, havia uma chance grande dela funcionar por alguns minutos e então queimar.

    [Resultados]
    TE = 8 min
    TR = 3 min
    TE = 8 min
    TR = 4 min
    TE = 8 min
    TR = 3 min
    TE = 7 min
    TR = 3 min

    [Conclusão]
    TE médio = 8 min
    TE médio = 3 min
    Teste2) ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    [​IMG]


    [Caixa] = Isopor de 8L com revestimento duplo.

    [Conteúdo] = Argila expandida em água. Pus dois copos virados para simular os bolos. Um outro copo com água, onde eu pus a mangueirinha da bomba de ar de aquário, medidores de temperatura.

    [Isolamento] = Igual ao teste 2. Pus uma camada de plástico (um saco), recortada para caber o cooler de resfriamento. Em cima, pus a própria mdf com sistema de resfriamento. Tapei o restante com outra chapa de mdf e pus a fonte (componente de metal a esquerda) e o controlador de temperatura (a direita).

    [Temperatura do Ambiente] = 28º, teste realizado cedinho da manhã.

    [Resultados]
    TE = 26 min
    TR = 4 min
    OBS: só fiz um ciclo porque o tempo foi extremamente longo e eu precisava sair. :roflmao:


    ______________________________
    Já estou bastante satisfeito com o resultado de [TE 26/TR 4], mas ainda dá pra melhorar o isolamento. Nos próximos testes eu vou encaixar o mdf de resfriamento na tampa do isopor e fazer mais ciclos.

    Outra observação: eu comprei uma caixa organizadora de 65, que inclusive custou uma nota. Montei o sistema nela, isolei com plástico e mesmo depois de 20 minutos, eu ainda não havia conseguido alcançar 24º. Ou seja, colegas do NE: fujam das caixas organizadoras. Não vai ter resfriamento que dê conta!

    Vou ter que usar o isopor ou uma caixa térmica. Caixas térmicas são caras e difíceis de cortar, então vai ser isopor mesmo. Ainda preciso ver como vai ficar a questão da iluminação de das trocas de ar.

    Sobre a iluminação, não vou usar lâmpadas dentro porque elas gastam energia e esquentam. Seria contraproducente. Estou pensando em fazer algumas "janelinhas" fechando por fora e por dentro com uma tampinha de acrílico ou um saco transparente.

    Sobre as trocar de ar, estou pensando em perfurar o isopor com palitos de pirulito. Precisa ser furos bem pequenos para garantir uma vazão bem mínima. O ar só pode sair por esses palitos, pois se entrar por eles teremos mais uma vez perda de temperatura. Para diminuir o impacto da entrada de ar quente pela bomba de ar, eu passei a mangueira por dentro do dissipador. Mesmo quando a peltier não está funcionando, o dissipador ainda vai estar ligado, o que pode resfriar o ar passando pela mangueira.

    Em breve mais testes!

    Tá foda. Ainda não consegui os esporos. Comprei TKSS. O rapaz mandou, mas o correios ainda não entregou.​
     
    • Criativo Criativo x 1
    • Show de Bola Show de Bola x 1
    #10 WoD, 16 Jul 2018 às 11:41
    Última edição: 16 Jul 2018 às 20:21
  11. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Olá @WoD
    Fico muito feliz em ver que este projeto está tendo bons resultados!


    Rs, ficou muito bom o nome!!


    Sobre o MDF; Fuja dele, além de reter umidade ele pega fungo muito fácil;
    A idéia da placa de acrílico é perfeita; fácil pra limpar, transparente;
    Além de vc conseguir fazer buracos para entrada de ar e conseguir usar filtros;

    Sobre o ar quente, ele tende a subir sempre, mas o problema é o CO2 que é mais
    pesado que o oxigênio;

    Fazer um buraco na parte inferior pra sugar o CO2?

    Então Boa Sorte e tá fico TOP o projeto!
    Aguardo novas informações sobre!
    Grande Abraço.
     
    • Útil Útil x 1
  12. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Cara!!!! Que dica preciosa! Muuuuuuuuuito obrigado. Ela vai fazer muita diferença no projeto.
    Infelizmente eu já colei tudo, então agora vou ter que cobrir todas as superfícies do MDF.
    Se não der certo, vou ter que remodelar todo o projeto! :oh:
     
    • Curtir Curtir x 1
  13. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Fico feliz em poder ajudar!
    Boa Sorte!
     
    • Obrigado Obrigado x 1
  14. Mitopilubare

    Membro

    :
    18 Mar 2018
    :
    81
    :
    77
    :
    8
    Sexo:
    Masculino
    :
    +109 / 9 / -0
    Raça Preferida:
    Spectrum
    Técnica Preferida:
    Casing
    Não sei o que tá acontecendo mas não estou conseguindo curtir nenhum post desse tópico, só consegui o primeiro a uns dias atrás.
    Passando só para dizer que tá interessante e eu estou aqui acompanhando :roflmao:(y)
     
    • Curtir Curtir x 1
    • Obrigado Obrigado x 1
  15. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Atualizações:

    Depois da dica preciosíssima do @I3th3 , consegui algum tempo e isolei todo o MDF que ficaria exposto dentro do terrario. Demorou um tempasso pra fazer. Psiconautas engenheiros: usem acrílico!

    Comprei um isopor de 33 litros e montei o complexo de resfriamento na tampa. Fiz uma única testagem e obtive tr4/te8 sem água e Vermiculita, mesmos valores da caixa de água 8l. Achei bem estranho. Em breve, testes mais sólidos.

    Meus esporos chegaram a cidade, então já estou preparando a glove box. Assim que completar posto aqui os detalhes.
     
    • Curtir Curtir x 1
  16. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Obrigado @WoD , fico realmente feliz de poder ajudar de alguma forma.
    Estamos juntos nessa!!!
    Também estou ansioso para ver seu projeto rodando!!!