Cultivo de Amanita Muscaria Muscaria : Indoor/Outdoor/Camara Frigorífica

Mortandello

Mortandello Himself
Contribuidor
Velho .. embora voce tenha dito finalizada a pesquisa..
pq você não tentou a colonização em Xaxim?
Pois o problema maior.. na minha opnião é o substrato...
misturando aquela palha de xaxim.. com não sei .. talvez terra.. folhas de pinus.. essas coisas saca? e mantendo isso úmido ...
não duvido que nesse tipo de substrato .. mais orgânico e simulando mais ainda um ambiente depinus.. não frutifique...
pois já q os amanitas.. não necessitam de "mto" cuidado.. e a dificuldade está mais na frutificação.. talvez o substrato traga novos resultados e possivelmente positivos...
abço!
procure a PORÇÂO MAGICA.
foi no que resultou esses estudos.
um metodo que dispensa a frutificaçao e tem efeitos muito satisfatorios.
 

Naberus

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Em Mortandello, que substrato e qual a quantidade tu utilizou quando o micélio conseguiu colonizar completamente ? Quanto tempo demorou para colonizar ? O substrato passou por algum tipo de esterilização ?
 

alemons

Cogumelo maduro
Membro Novo
ola beleza?
tipo eu nao entendo nada de cogus e tals nunca cultivei nen nada apenas estou pesquisando um bom modo que se adeque a min pra começar a cultivar
mas pesquisando no google sobre cogus me deparei com isto
https://teonanacatl.org/threads/fotos-do-cultivo-da-natureza.3874/#post-59749
sei que os cogus ali mencionados nao ten nada aver com amanitas mas...
ten uma parte la no final da pagina 11 +ou- que dis que alguns cogus para induzir frutificãção precisa de mudança da temperatura, humidade alta ,deficiencia de um nutriente, concentraçao de co2 no ar, luz ou trauma fizico bom vc tentou temperatura e humidade pelo q entendi do post agora e tentar os outros po derepente en 4 anos o danado crecendo la leve uma pancadinha ou en serta epoca do ano aja uma certa alteraçao no ambiente como seila floração dos pinhos se e que pinho florece ou de algun outro vegetal comumente encontrado nestes locais, quen sabe algum micro organismo encontrado junto a pinos que en serta epoca do ano se reproduza mais e talves altere alguma enzima substancia seila no substrato ali encontrado, quen sabe algum tipo de musgo ...
Me desculpe se eu estiver falando alguma ou muita besteira
mas de uma coizinha eu sei: nao e impocivel continua tentando que vc concegue e vc realmente ta de parabens por faser isto tudo pelo ben da ciencia (e dos membros do forun e praticantes de enteogenia hehehehe)
abraço boa vibres pra vcs...
ps: Depois de ver este site http://micologia.net/g3/micologica-P?page=3
Pencei en uma coisa que ate pode ser ridicula mas pencei vendo aquelas fotos ampliadas trocentas vezes: eletricidade estatica como a gerada por un pequeno gerador van de graf ou seila como se escreve sabe aquela eletricidade que da quando desliga uma tv pois ben pensei se ela nao poderia ajudar na formação dos filamentos miceliais ou seila tamben como se chama pois os danadinhos nao se mechen muuuito ben sozinhos eles dependen do flucso de agua e evaporação pra se mover pelo que li . E acho que um chacoalar muito forte poderia romper tais filamentos e a eletricidade estatica poderia dar algum rumo a eles sen chacoalhar muito seila pois notace que poeira e outras coizas quando caregadas estaticamente ten a tendencia de subir umas nas otras en caso de poeira forma tipo umas cordinhas nao se se vcs me entenden bom desculpe denovo se eu estiver falando muita mer *&¨( :eek:*&¨a ...
 

HempCogu

Cogumelo maduro
Membro Novo
Saudações a todos,
Não sei se já foi mecionado mas creio que o Amanita muscaria possui uma relação simbiontica com as raizes dos pinheiros.
Para ser mais claro, os amanitas são importantes micorrizas do gênero Pinus, especialmente o Pinus elliottii.

Isto porquê o Pinus elliottii é um simbionte obrigatório de um basidiomiceto que forma micorrizas. Essa micorriza tem maior chance de se estabelecer em solos ácidos e distróficos.

A associação entre o fungo e as raízes da planta facilita o estabelecimento de P. elliottii em solos pobres, onde a micorriza auxilia a captação de água e nutrientes pela árvore, enquanto recebe carboidratos da mesma (Mahmoud, 2003). Que diga-se de passagem é da região da Lapônia (Suecia, Finlândia e Russia) de onde advem o xamanismo ( xamã - palavra da tribo tung da sibéria ) com uso de amanitas.

Mas como eles chegaram aqui ? Ou no mundo ?

Bem os pinheiros são muito resistentes e possuem alta capacidade de crescimento com baixo custo nutritivo. isto fez com que diversos paises utilizassem a sua madeira de rápido crescimento para produção de "florestas" ou o famoso "re-florestamento" para diversos fins : Suas principais finalidades são madeira (móveis, celulose, laminação, compensados etc.), celulose de fibra longa e resina (terebentina). Incluindo ai a Faber- Castel e seus milhões de lápis....

Os estados unidos com um clima temperado logo adotou este método de sivicultura (platação de madeira).

O Brasil, famoso "maria-vai-com-as-outras" em 1948, através do Serviço Florestal do Estado de São Paulo, foram introduzidas, para ensaios, as espécies para eles então "americanas" conhecidas nas origens como "pinheiros amarelos" e "pinheiros verdes" que incluem P. palustris, P. echinata, P. elliottii e P. taeda. Dentre essas, as duas últimas se destacaram pela facilidade nos tratos culturais, rápido crescimento e reprodução intensa no Sul e Sudeste do Brasil.

Desde então um grande número de espécies continuou sendo introduzido e estabelecido em experimentos no campo por agências do governo e empresas privadas, visando ao estabelecimento de plantios comerciais. A diversidade de espécies e raças geográficas testadas, provenientes não só dos Estados Unidos mas também do México, da América Central, das ilhas caribenhas, da Ásia e claro da Lapônia foi fundamental para que se pudesse traçar um perfil das características de desenvolvimento de cada espécie para viabilizar plantios comerciais nos mais variados sítios ecológicos existentes no país.

E com eles, CLARO vieram nossos amigos Amanitas.

Que poderiam nascer aqui na Bahia também, afinal é cheio de pinheiro plantado, mas infelizmente, o calor aqui não permite a frutificação, como ocorre no Sul do país.

O dado triste é que o "re-florestamento" de pinheiros está perdendo rápidamente espaço pela especie invasora e sinistra responsável por parde da desertificação da Austrália... o famoso e infelismente perfumado - Eucalipto.
 

viniciusc

Cogumelo maduro
Membro Ativo
O dado triste é que o "re-florestamento" de pinheiros está perdendo rápidamente espaço pela especie invasora e sinistra responsável por parde da desertificação da Austrália... o famoso e infelismente perfumado - Eucalipto.
olá hempcogu seu post é ótimo, mas isso aqui é gol-de-placa

(tudo bem nao quero desviar o tópico mas precisamos mesmo falar nisso)

o eucalipto é endêmico da austrália, e lá a água é atingida muito mais fundo do que aqui

trouxeram um MONSTRO que suga toda a água dos lençóis da mata atlântica, que está muito mais próxima da superfície

alguns estudos que a gente lê aí na internet dizem que não, eles só crescem um pouquinho, são inofensivos e bláblá

e o nome disso deve ser ARACRUZ CELULOSE

sei que numa região do sudeste brasileiro, é a própria mata que perde espaço pra ele

é isso aí se pudesse eu mandava esses amigos todos de volta pra terra deles:neg: na verdade a indignação não é com os eucaliptos em si mas com os 'gênios' que trouxeram esse desengonçado pra cá, e contra quem deixa que eles fiquem aqui argh :mad::!:
 

HempCogu

Cogumelo maduro
Membro Novo
olá hempcogu seu post é ótimo, mas isso aqui é gol-de-placa

(tudo bem nao quero desviar o tópico mas precisamos mesmo falar nisso)

o eucalipto é endêmico da austrália, e lá a água é atingida muito mais fundo do que aqui

trouxeram um MONSTRO que suga toda a água dos lençóis da mata atlântica, que está muito mais próxima da superfície

alguns estudos que a gente lê aí na internet dizem que não, eles só crescem um pouquinho, são inofensivos e bláblá

e o nome disso deve ser ARACRUZ CELULOSE

sei que numa região do sudeste brasileiro, é a própria mata que perde espaço pra ele

é isso aí se pudesse eu mandava esses amigos todos de volta pra terra deles:neg: na verdade a indignação não é com os eucaliptos em si mas com os 'gênios' que trouxeram esse desengonçado pra cá, e contra quem deixa que eles fiquem aqui argh :mad::!:
Tenha certeza irmão que minha indgnação é sem dúvidas com os responsáveis pela sua introdução e não com a espécie, que diga-se de passagem em seu lugar de origem é elemento ecológico chave para o desenvolvimento do seu ecossistema (nutrindo o solo, a micro fauna e a macrofauna "rango de coala":D).

Devemos nos ater as famosas promessas destas empresas de celulose (ex; AraCruz) a inuculosidade ou inofensibilidade da introdução de especies exóticas em nossos biomas..:!:.

É tragica a introdução descabida com um único proposito - lucro financeiro.

Sem mais e ciente de sua compreensão em minha luta.:cool:
 

Agricola

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Mortandello, já tentou adicionar nitrogenio no solo? Lembre-se que todas as plantas precisam de nitrogenio e que a maioria delas retira do ar. Fungos não retiram nada do ar, então porque não tentar?

Um jeito fácil de "adicionar nitrogenio ao solo" é adicionando cinzas de alguma queima. Cinzas de madeira por exemplo.

Boa Sorte!
 

membro

Cogumelo maduro
Membro Novo
salve rapaziada, bom dia pra nois...
entao.......otro dia eu tava vendo umas imagem de pinnus no computador, ai vi uma foto q tava escrito, q o pinnus eh o maior inimigo dos motoquero, pq eles dexam as moto embaxo deles, e q cai uma seiva dos pinhero na moto, q mancha e nao sai nem a pau.....e sei la, lombradao, acendeu uma lampadinha na cabeça e pensei, sera q essa seiva ai nao tem algum tipo de ligaçao com a formaçao das amanita?
provavelmente nao deve te nada a ve isso, to longe de se cientista, sou soh um lock q se amarra no site.
mas sei la, tb nao custa dexa a ideia aqui...
valeu galera, ate.
 

Alkaloid

Cogumelo maduro
Membro Novo
Oi pessoal, acabei de registrar e me desculpem incomodar mas preciso fazer algumas perguntas, que apesar de parecerem cretinas pra quem e expert, gostaria que lessem com atenção e respondessem com seriedade, agradeço muito.

Eu achei um ring de amanitas muscaria ou formosa, algumas alaranjadas e outras vermelhas. E no meio delas tinha uma unica branca amarelada sem pintas, muito semelhante a phalloides. Quando aqueci ela para seca-la a 40ºc (no maximo), ocorreu uma reação quimica na pele do pileo e ela ficou marrom escuro.
Tirei os prints das musc/form em oco de pinus, e fiz a cagada de tirar esse branco junto. Então ai vão minhas perguntas:

- É possivel ou provavel que seja uma Phalloides, ou seria uma anomalia no ring de musc/form?

Considereando que seja uma Phalloides:

- Se caso nascerem, é possivel que se misturem em uma raça híbrida?

- Como os prints foram colocados muito proximos, é possivel que as duas raças vinguem ou apenas uma?

- Como foram colocadas no mesmo recipiente para secar, é possivel que a toxina da phalloides tenha contaminado minhas musc/form.?

Des de ja obrigado.
 

FranklinRS

Cogumelo maduro
Membro Novo
Olá Mortandelo, primeiro sinceramente espero que nem vc nem ninguem jamais consiga cultivar artificialmente as amanitas, tenho esta opinião porque nos 15 anos de coleta que tenho faz uns 7 que não consumo as amanitas, eu perdi o interesse pela experiencia mas jamais vou deixar de coleta-las, para mim a grande viajem é entrar em contato com elas e apreender com elas, o "fim" não são elas mas o caminho até elas, mas de qualquer forma vc em seus objetivos tambem esta trilhando em busca delas, vc provavelmente já sabe tudo o que vou te falar mas talvez seja bom vc ter estes dados em mente sempre bem claros: a amanita não é a droga mais antiga do mundo por acaso, ela é na verdade um "dinosauro vivo", bem antes de surgirem as angiospermas as coniferas reinavam numa terra com bem menos diversidade do que temos hoje, hoje as coniferas estão em processo de extinção, é diferente de especies ameaçadas, elas estão naturalmente caminhando para a extinção(falta alguns miles de anos), haverá um dia em que as angiospermas tomarão conta da terra, se o homen deixar, as amanitas provavelmente não vão desaparecer e sim se adaptarão e estabelecerão simbiose com angiospermas, voltando ao presente, a amanita em sua sinbiose micorizica estabelece uma relação morfologica com a planta hospedera onde a interação é intracelular, para esta união acontecer ocorre uma "conversa" entre a amanita e a arvore, nesta conversa a amanita literalmente "bate na porta da celula das raizes da arvore e pede passagem", a arvore(que não abre a porta apenas para a amanita mas tambem para varios outros cogus) pede uma senha a amanita, esta senha que cientificamente se chama fator nod é uma substancia que traz informações do dna da amanita, se a celula reconhece o dna ela abre a porta e se estabelece a simbiose, e do mesmo geito que a gente arruma um quarto para um hospede a arvore vai iniciar uma serie de transformações morfologicas a fim de se adequar a presença do fungo, a amanita diferentemente dos fungos saprofitos que se alimentam de matéria organica em decomposição(matéria morta) a amanita se alimenta de exudatos(seiva viva) da planta, pelo que vi vc esta tentando reproduzir a amanita num hospedeiro morto(substrato),ela a milhares de anos esta acustumada a receber a comida viva e fresquinha na boca, não creio que ela tenha a capacidade dos fungos saprofitos de converter a matéria organica morta em energia, talvez isso somente seja possivel se colocares um gene de um fungo saprofito na amanita para que ela tenha esta capacidade, mas isto seria transgenia, isto poderia ser perigoso para a amanita visto que este transgenico não perderia a capacidade de estabelecer sinbiose e sendo saprofito competiria com a amanita verdadeira o que pederia eredica-la, mudando de assunto, vc já terntou esterrilisar uma terra em um vaso e esterilizar uma semente de pinus e inucular com esporos limpos desde a germinação isso deve ser bem interresante, abraço.
 

Pitbull

Cogumelo maduro
Membro Ativo
entao neuro! o fogo eh isso, por eu estar FAZ|ENDO a magica por enquanto só dentro do meu laborat´´orio, eu nao gostaria de divulgar em um site resultados PARCIAIS. entende? quero postar em PRIMEIRO lugar aqui, mas somente quando o trabalho estiver PRONTO. quem quiser saber maiores detalhes, entra em contato por PM ou MSN q eu tenho fotos, anotaçoes, docs, graficos e tudo. MAAAS só vou revelar as coisas pra quem tiver REALMENTE a fim de me ajudar, se for só por curiosidade nao adianta gastar meu tempo! (EHEHEHEH) até agora NINGUEM se ofereceu pra me ajudar perceberam. eh porque o trabalho NAO é facil e NAO é gratificante, aliás TUDO que eu consegui até agora, foram VARIOS fracassos(se bem q eu aprendo MUITO a cada ano que passa e eu nao frutifico nada)
por exemplo:
jah consigo controlar a taxa de crescimento do micelio, encontrando uma temnperatura Ideal / humidadde de 11 graus C/ 85% UA.
a camara precisa ter uma troca CONSTANTE DE AR , por isso que nao vai bem em BOLO, pois o micelio consome oxigênio DEMAIS e morre dentro dos bolos.
(alguem pod eme explicar alguma coisa sobre a forma de metabolismo do oxigenio pelos cogumelos eh estritamente gasosa ou o exigenio pode estar diluido em algum liquido?)
pra resolver isso , eu tenho um sistema de filtragem de ar de 3 camadas, tem filtragem mecanica, quimica e biologica , usando um sistema de filtragem de aquarios ADAPTADO pra injetar ar fresco dentro da camara.(eh dificil manter a humidade constante porr causa dessa troca.
AH outra coisa que eu vneho notando, nao sei se eh ação do micelio, mas o MEIO de cultivo SE AQUECE SOZINHO, isso gera calor, MUITO POUCO, mas o suficiente pra conseguir manter o INTERIOR do bolo a 13 ou 14 graus.
e pra frutificar. isso eh que pega. eu NAO CONSIGO! em nenhum meio que eu testei até agora nao deu fruto. o maximo sao as primordias, que ficam estagnadas em 3 ou 4 mm, NAO ABORTAM NEM CRESCEM MAIS APÒS ISSO. elas simplesmente BRECAM. deve existir alguma coisa faltando NESSA parte. um dunk nao funciona, jah tentei(cool drunk)jah tentei deixar a temperatura subir gradualmente pra 16 graus... nada tb. ae apodrece as primordias. TEM ALGUMA coisa SSIMPLES faltando no processo.. .ams eu nao acho ESSA coisinha... isso jah está me tomando MUITO tempo ...ehehhehe bejus!
Olá Mortandello, sabe cara, como vc sabe eu sou novato nisso td, e não tenho bagagem alguma para querer dar dicas, mas como vc mesmo disse talvez o que falta seja uma coisa simples, e hj pensando em seu tópico me veio em mente uma idéia bem simples que talvez vc ainda não tenha pensado, vamos lá, sabemos que na natureza os amanitas vivem em simbiose com as coniferas ( pinus ) certo?? pois bem, partindo desse princípio sabemos que em cultivos indoor não temos as benditas coniferas, li que vc já até cobriu com casca de pinus pra ver e nada neh, pois bem, pelo que andei lendo " o cogumelo alimenta a arvore e a arvore alimenta o cogumelo" mas em cultivos indoor vc não tem a bendita arvore, até pq não teria como se ter arvores de pinus dentro de casa eheh, opa ! tem sim, partindo do princípio que qualquer espécie de árvore pode se tornar bonsai, poderemos dizer que sim, isso é possível.... Pense nisso !

Abração amigo, espero ter ajudado...:rolleyes:
 

Átomo

Cabeça de Cogumelo
Membro Ativo
Bonsais de pinus são bem cmuns por aí, vi um ontem por 15 reais..
 

mirador

Desligado
Membro Novo
Micorrização “in vitro” de Germinantes de Pinus pinaster

Nesse estudo aí há cultivo invitro de A. Muscaria.
 

Anexos

sheldon

Cogumelo maduro
Membro Novo
Que trampo eim cara !!
mais aconselho a continuar !!!
acredito que o prof° Fannaticus naum conseguiu da noite para o dia !!!
quem sabe um dia vc pode ser lembrado e venerado do mesmo jeito que ele !!
paz e muita luz em suas pesquisas e desenvolvimento desse magnifico trabalho!!!
 

Mortandello

Mortandello Himself
Contribuidor
Que trampo eim cara !!
mais aconselho a continuar !!!
acredito que o prof° Fannaticus naum conseguiu da noite para o dia !!!
quem sabe um dia vc pode ser lembrado e venerado do mesmo jeito que ele !!
paz e muita luz em suas pesquisas e desenvolvimento desse magnifico trabalho!!!
Entao cara.
eu consegui ja.
ta em outros topicos a resposta pra isso e se chama AMBROSIA.
:)
abrass.
(so nao lembrem de mim nem me venerem, por favor me esquecam.)
 

Barcelon

Primórdia
Membro Novo
atualizando a threadd.
hoje fui dar uyma observada nos meus cultivos de amanitas, e tenho alguamns observaçoes:
COm a chegada do inverno, eu aumentei o timer do freezer para ligar 15 minutos a cada 3 horas, e abri ao maximo a troca de ar. estou bombeando 60 litros de ar para dentro da agua gelada do freezer, enquanto um cooler de pc ligado diretamente 'a fonte da bomba de gás do freeze faz a circulaçao interna do ar.
substrato colonizado 100% eh hora de testar novas tecnicas para forçao uma frutificação.
alguem teria alguma idéia?
a minha ultima ideia foi coletar RESINA de pinnus, aquela usada para fazer CHICHELETE ou essencias, mas eu coletei diretamente na natureza.
(mafufi, tah lembraddo daquela resina q a gente achou ?)
bom, tou pensando em diluir ele em óleo inodoro e colocar na agua do fundo do freezer, para q ela seja vaporizada junto com a agua.
estou pensando em colocar uma quantidade minima, e deixar lah. caso nao surte efeito algum, estou pensando em radicalizar geral.
um amigo aqui do fórum levantou a duvida: talvez esse micelio tenha perdido a capacidade de frutificaçao , pois o mesmo está " enclausurado" jah faz 3 anos.
estou precisando URGENTEMENTE de esporos, para fazer uma miscigenaçao de DNA, acredito que seja benefico, visto q MUITO PROVAVELMENTE toda raiz dos amanitas brasileiros tenha sido colonizada por aqui vindos da mesma região.
se isso se confirmar, eu estarei constatando uma coisa BEM triste. acrewdito q o problema em fazer Indoors seja a porcaria da RENOVAÇAO de dna causada pelos flushes esporadicos na floresta. sem isso acredito q ele nao frutifique NUNCA. q q vcs acham?
 

Kpm

Primórdia
Membro Novo
Fala Mortandelo!

A dificuldade do cultivo de amanitas é justamente a frutificação. Pelo que andei pesquisando, não é difícil fazer o micélio crescer em meios nutritivos, a questão é como reproduzir indoor a relação simbiótica dos vermelhos com as plantas. Pegando o padrão da frutificação, sabemos que é necessário um estímulo para ela acontecer. No caso dos amanitas, milhares de dúvidas surgem quanto a qual seria o estímulo (ou estímulos) para frutificá-los. Pode ser algo que parta do micélio quando sua simbiose atinge um determinado estado, pode ser um estímulo vindo diretamente da planta, pode ser uma combinação ambiental, enfim, são milhares de possibilidades.

O calor é normal, fruto da ação de enzimas na decomposição, qualquer micélio gera calor.

Boa sorte cara, é uma atitude bem corajosa se empenhar nessa meta! :pos:

Pra começar, boa tarde galera, eu procurei o fórum buscando uma maneira de ficar chapado e doidão com cogumelos mas acabei me deparando com um universo completamente diferente, as ideias as propostas o empenho da galera me mostrou que a micologia é algo completamente diferente eu a cada dia fico mais apaixonado, sou completamente leigo sobre os assuntos quanto a cubensis, porém, faço Agronomia e tenho acesso a equipamentos e pessoas que talvez possam me ajudar, seja como for estou 100% interessado em ajudar.
Parando com a conversa fiada, sobre a relação Planta-Fungo acredito que estímulos por parte da planta quanto a frutificação sejam raros, a maioria desses estímulos são com relação a clima (Ex: A Planta perde folhas devido a tal condição climatica e então o fungo/inseto sabe que é hora de fazer "tal coisa".)
Vale lembrar que existem cultivos completamente impossíveis por conta da necessidade de simbiose um exemplo são algumas espécies de fungos que vivem nos aparelhos respiratorios dos insetos, o cultivo em vitro é na pratica impossível devido a complexidade dos nutrientes, acredito que tendo sucesso no cultivo outdoor você pode observar as condições do local, não só umidade, mas dias que choveram, variações nas plantas, estação em que os aparelhos reprodutores(cogus) aparecem etc...
Acredito que você tem meio caminho andado por conseguir isolar o fungo, temos que lembrar também que existem dois tipos de reprodução quando falamos de fungos sexuada (Macho + Femea = Cogumelos onde os esporos são os filhos) e Assexuada (Em que não há distinção de sexo e o esporo é uma "cópia" do pai), enfim citei as coisas que vieram na mente agora, mas eu vou me empenhar partindo de hoje em busca de informações, toda e qualquer informação que você queira me enviar por e-mail para auxilio na montagem do material (criando apostilas etc etc) estou a disposição seja em forma de audio ou scans, em breve volto com mais informações.
Abraços e parabéns mais uma vez pela iniciativa.
Ps: 1º Post no fórum imeeeeenso, malz ae pelo tamanho \o
 
Superior