• Aqui contém tópicos de discussões automaticamente criados para os artigos que são enviados a nossa biblioteca. Para exibir o artigo, clique na aba "overview" dentro de cada tópico. Se você prefere navegar pelos artigos e não pelas suas discussões, acesse a biblioteca aqui. Ou clicando na aba "Biblioteca" em nosso menu principal.

Milho de Pipoca - Substrato para Casing

Salaam`aleik

Kal-hifa
Administrador
Na minha experiência, se você chacoalhar o pote de milho com vermiculita, a vermiculita espalhada + milho + colonização transformará o milho colonizado em um bolo bem duro. Que não vai ser muito fácil de quebrar em pedaços depois, e acabará fazendo com que fiquem grãos de milho com os miolos expostos (risco de contaminação).

Então eu acho melhor não chacoalhar o milho, caso seja usada a vermiculita (eu uso).
 

Lwalker

MAD SCIENTIST
Membro Ativo
Na minha experiência, se você chacoalhar o pote de milho com vermiculita, a vermiculita espalhada + milho + colonização transformará o milho colonizado em um bolo bem duro. Que não vai ser muito fácil de quebrar em pedaços depois, e acabará fazendo com que fiquem grãos de milho com os miolos expostos (risco de contaminação).

Então eu acho melhor não chacoalhar o milho, caso seja usada a vermiculita (eu uso).
Eu não chacoalhei o milho e colonizou bem rapido, cerca de uns 15 dias..
 

ygor

Hifa
Membro Ativo
O milho de pipoca é barato, simples e grande produtor de frutos.

O milho coloniza muito rápido.

Gera um micélio forte, excelente para montar casing.

Para fazer um bolo PF é necessário moer arroz, por opção juntar sementes ou outros ingredientes e ter vermiculita.

Para fazer um casing de milho basta ter o milho inteiro mesmo.

Preparo do milho:

Para evitar deparamos com o Trichoderma Harzianum é necessário uma esterilização personalizada para o milho.

Acredito que uma esterilização agressiva seja a melhor maneira de combater o problema.

1ª fase - Ferva o milho durante 30 minutos, apague o fogo e deixe de molho na panela durante 24 horas para acelerar o processo de absorção de água pelo grão.

2ª fase - Após 24 horas de molho, o milho estará bem macio, escorra toda água e lave o milho em água corrente.

3ª fase - Ponha o milho em uma bacia encha com água e acrescente 2 colheres de água sanitária, deixe de molho por 24 horas.
O milho já amolecido absorve o hipoclorito e esteriliza o miolo do grão.

4ª fase - Retire o milho do molho coloque num escorredor de macarrão e enxágue com água da torneira.

Coloque numa bacia e deixe de molho em água com 2 colheres de calcário, cal, carbonato ou outro produto do tipo por 24 horas

5ª fase - Retire o milho do molho, lave em água corrente e seque em fralda de pano de criança, até ficar sem umidade nenhuma aparente.

6ª fase - Distribua o milho em potes.

Não encha muito para poder sacudir durante a colonização.

Cubra com tampão de papel alumínio.

Coloque 3 folhas, para não rasgar quando sacudir.

Esterilize em panela de pressão por 1 hora.

Não encha muito a panela para não entrar água nos potes.

Deixe esfriar totalmente.

Depois de fria, abra a panela.

Retire os potes.

Aperte o tampão de papel alumínio na boca do pote.

Passe fita durex para prender o tampão na boca do copo.

Deve ficar muito bem lacrado.

Otimizar a esterilização:

1 - Cozinhar o milho ao invés de deixar de molho em água fria.
Já elimina grande parte dos micro-organismos.

2 - Deixar de molho na própria panela por 24 horas amolece bastante o milho, indo até o miolo.

3 - Deixar de molho em solução de água sanitária por 24 horas.
Parece que apenas calor não tem eliminado o fungo verde no interior do milho. A água sanitária completa a esterilização e é totalmente eliminada durante o próximo aquecimento.

4 - A circulação livre de vapor entre os grãos esteriliza com maior eficiência os grãos. Por isso deixar o tampão solto é muito melhor do que prender com fita e fazer apenas furos no tampão.

5 - O uso de calcário elimina qualquer traço de acidez no milho devido a utilização de água sanitária.

Inoculação:

Passe papel toalha com álcool em todo o pote.

Flambe a agulha da seringa.

Faça 4 furos equidistantes.

Faça os furos rente a parede do pote.

Vede os furos com fita durex, imediatamente.

Guarde os potes dentro de caixa de papelão, no escuro.

A temperatura dentro da caixa pode oscilar entre 26º e 29ºC.

Colonização:

A colonização inicia nos pontos da inoculação.

Segue forte, ampliando a área colonizada.

Para acelerar a colonização, após 10 dias, agite o pote para misturar os grãos colonizados, sem violência para não danificar o micélio..

Cuidado para não rasgar o tampão.

Otimizar a colonização:

1 - Secar os grãos em fralda de pano.
Quanto mais seco o milho estiver externamente, mais rápido coloniza. Qualquer quantidade de água dentro do pote atrasa a colonização.

2 - Injetar a menor quantidade de água com esporos possível. Justamente para não deixar água sobrando no fundo do pote.

3 - Agitar o pote. Isso promove uma colonização muitíssimo mais rápida.

Preparo do Casing:

Apesar de ser um substrato com muitas qualidades, o milho não frutifica se não for montado um casing.

São diversos os materiais que podem ser usados para montar um casing

Casing - Preparo da Camada

Frutificação:

Frutificação - Fatores Importantes
Boa, o cal utilizado para a esterilização é cal de construção msm? Se eu não usalo, terei problemas?
 

TheHunter

Cogumelo Imaturo
Membro Ativo

tupy

★ vento sul ☆
Administrador
Bom "ouvir" isso, @tupy. Nunca usou nada pra regular o ph do milho depois de deixar de molho na água sanitária?
Não, que eu lembre, nunca usei nada. Acredito que o segredo do milho é a sua secagem, é preciso cuidar muito para não deixar excesso de água nos grãos. Aquele famoso restinho de água que fica no fundo dos copos pode complicar em muito o desenvolvimento do micélio.
 

Visitante3102

Primórdia
Membro Novo
a 2 semanas atras , Segui esta técnica inoculei 9 copos,
dos 9 apenas um gerou micelio forte e consistente, os demais estão como se eu eu nao tivesse inoculado nada ( nada de micelio nem sinal )
( onde será que eu errei ? kkkk )
Hoje ou inocular novamente nestes copos que não vingaram, pra ver se vai pra frente, depois posto aqui o resultado.
Forte Abraço a todos !
 

WoD

Hifa
Membro Ativo
Eu estou tratando o milho desse modo agora:


Para 2 kilos de milho de pipoca.

1 - Em panela comum, deixe o milho cozinhar por 30 minutos, deslige o fogo.

Sem abrir a panela o milho fica de molho até o dia seguinte.

2 - Retire o milho da panela coloque num escorredor de macarão e enxágue com água da torneira. Coloque numa bacia e deixe de molho em água com 2 colheres de água sanitária por 24 horas.

O milho já amolecido absorve o hipoclorito e esteriliza o miolo do grão.

3 - Retire o milho do molho coloque num escorredor de macarão e enxágue com água da torneira. Coloque numa bacia e deixe de molho em água com 2 colheres de calcáreo ou bicarbonato ou outro produto do tipo por 24 horas

4 - Retire o milho do molho, lave em água corrente e seque em fralda de pano de criança, até ficar sem umidade nenhuma aparente.

5 - Distribua em potes, coloque tampão de papel alumínio, não passe fita ao redor, para promover maior circulação do vapor entre os grãos.

Distribua os potes na panela de pressão e esterilize por 60 minutos, só abra a panela quando estiver fria, então vede com fita durex.

Proceda a inoculação como foi descrito acima.

A água sanitária completa a esterilização e o calor durante a esterilização elimina qualquer traço de hipoclorito no milho.

O molho em calcáreo é para anular qualquer acidez, devido a utilização de água sanitária.

Quanto aos potes, coloco milho a menos da metade do volume do pote assim:

1 - Mais espaço e ar dentro do pote durante a colonização.
2 - Perco menos material se ocorrer contanimação.
3 - Colonização muito mais rápida.

Sempre resta um pouco de umidade dentro do pote quando esse sai da panela, mas os grãos voltam a absorver essa umidade de um dia para o outro.
Sugestão aos moradores,

O próprio autor atualizou sua estratégia. Não seria melhor re-modelar o tópico ou o artigo?
 
Superior