Tutorial Um guia abrangente de cultivo de esclerotias - a partir de carimbo até carimbo (VER 1.0)

Ecuador

Artífice esporulante
Administrador
O usuário stonesun publicou este guia, com praticamente as mesmas informações, no Shroomery (http://www.shroomery.org/forums/showflat.php/Number/13431948) e no Mycotopia (https://mycotopia.net/topic/67238-a-comprehensive-sclerotia-cultivation-guide-from-spore-print-to-spore-printsver-10/).

Segue uma versão traduzida e, anexo, um PDF do próprio stone sun.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Intro:

Eu decidi reunir as informações (sobre esclerotias) neste guia, porque há inúmeros tópicos antigos e desatualizados, e informação flutuando por aí sobre o cultivo das e produção de esclerotias de Psilocybes.
No entanto, existem alguns realmente grandes tópicos também, como o Easier than Cubes! ou o Sclerotia FAQ.
Ambos são boas leituras, altamente recomendadas (y)
Tentarei cobrir as espécies mais populares e facilmente disponíveis:

  • Psilocybe galindoi/ATL#7
  • Psilocybe mexicana/A
  • Psilocybe tampanensis/Pollock
  • Psilocybe mexicana/Jalisco

Eu trabalhei principalmente com esses quatro produtores de esclerotia no ano passado.
A seção Mexicanae é o minha favorita absoluta no gênero Psilocybe.
Como você provavelmente já sabe essas espécies têm a capacidade de produzir esclerotias (trufas) in vitro e também corpos frutíferos (cogumelos).
A maioria das pessoas as cultiva somente pelas esclerotias, mas espero que depois de ler este tópico mudem de pensamento e dêem-lhes uma chance de frutificar também.
Essas espécies não são muito mais difíceis de frutificar do que P. cubensis, e requerem apenas uma camada fina de casing e alguns cuidados extras.
Vamos começar!


Preparo do Substrato com grãos / sementes para pássaros (do melhor para o menos satisfatório):

  • Grãos de centeio
  • Sementes de azevém (gramínea)
  • Sementes para pássaros
  • Farinha de arroz integral

Eu não vou entrar em detalhes sobre a Farinha de arroz integral, sementes para pássaros e sementes de azevém, porque esses três métodos são realmente inferiores a um substrato de grãos de centeio perfeitamente preparado.

Abaixo uma versão curta dos três.

Preparação de substrato com farinha de arroz integral:

A preparação de bolos de farinha de arroz integral é a fórmula regular (1/1/2 - farinha de arroz integral / água / vermiculita), mas em vez de 100% de água usar uma solução de 50% água / 50% de café.
Esterilizar a vapor durante 90 minutos ou na panela de pressão durante 60 minutos a 15 psi.

Esclerotias de P. tampanensis se formando em substrato de farinha de arroz integral

1-352828280-DSC06527_1024x768.jpg2-352828169-DSC06524_1024x768.jpg3-352828445-DSC06531_1024x768.jpg


Preparação de sementes de Azevém (jarras de aproximadamente um litro)

300ml de sementes de azevém
150ml de mistura de água e café (50/50)
Uma pitada de gesso
Coloque as sementes e o gesso no frasco e despeje o café e a água sobre ele.
Agite para distribuir o líquido uniformemente e deixe descansar por duas horas. Em seguida leve à panela de pressão por 60 minutos a 15 psi.

Escletorias de P. galindoi em sementes de azevém

4-725561881-DSC03873_1600x1200.jpg6-725562018-DSC03877_1600x1200.jpg

Preparação de sementes para pássaros:

Eu odeio sementes para pássaros porque é confuso e muito difícil de limpar o milheto das esclerótias.
Use-o no entanto, se por algum motivo, centeio ou sementes de azevém não estiverem disponível.
Você também pode prepará-lo na mesma maneira como os grãos de centeio abaixo.

P. tampanensis colonizando sementes para pássaros

7-203678481-DSC04738_1600x1200.jpg8-203678563-DSC04740_1600x1200.jpg

Preparação de grãos de centeio:

Quanto aos grãos de centeio aqui está um método detalhado e ilustrado de preparação.

Este é basicamente idêntico à preparação de grão de centeio de RogerRabbit, com a adição de café à água utilizada.

Eu começo fazendo um pote cheio (2 litros, aproximadamente) de café forte.
Em uma panela grande / chaleira aquecer 2-2,5 litros de água e adicione o café.
Adicione um par de colheres de chá de gesso e mexa.

9-880581078-DSC06423_1600x1200.jpg10-880581126-DSC06422_1600x1200.jpg11-880581324-DSC06428_1600x1200.jpg14-880581473-DSC06432_1600x1200.jpg

Enquanto a água e o café estão esquentando meça o seu centeio.
Use uma xícara de centeio para cada frasco de aproximadamente um litro.
Lave os grãos de algumas vezes para limpá-los de toda a sujeira e detritos.
Quando a água da lavagem sair claro drene-o. Quando o café e a água chegarem a cerca de 70ºC desligue o fogão e despeje nos grãos.
Mexa para misturar, cubra e deixe descansar por 4-24 horas.
Eu costumo fazer isso durante a noite, com um tempo de imersão de 8-10 horas.

Lavando o centeio e adicionando-o ao café e água

12-880581221-DSC06425_1600x1200.jpg13-880581374-DSC06430_1600x1200.jpg

Uma vez que o centeio está encharcado da solução de água e café, é hora de ferver.
Aqueça até ferver e deixe por 10-15 minutos.
Desligue o fogo e coe os grãos em grandes filtros.
Eu gosto de colocar um ventilador sobre eles e movê-los algumas vezes durante a secagem.
Certifique-se de que a superfície dos grãos esteja completamente seca!

Uma vez que o centeio está encharcado da solução de água e café, é hora de ferver.
Aqueça até ferver e deixe por 10-15 minutos.
Desligue o fogo e coe os grãos em grandes filtros.
Eu gosto de colocar um ventilador sobre eles e movê-los algumas vezes durante a secagem.
Certifique-se de que a superfície dos grãos esteja completamente seca!

Fervendo, filtrando e secando os grãos de centeio

15-880581577-DSC06433_1600x1200.jpg16-880581641-DSC06435_1600x1200.jpg17-880595324-DSC06440_1600x1200.jpg

Agora eles estão prontos para colocar nos frascos.
Use suas tampas favoritas com seu filtro favorito (o meu é disco de filtro sintético).
Tyvek ou polyfill vai funcionar também, mas nada bate os SFDs (discos de filtro sintético).
Aparafuse as tampas e coloque uma camada de folha de alumínio sobre elas.

Enchendo os frascos e encaixando tampa e folha de papel alumínio

18-880595479-DSC06446_1600x1200.jpg19-880595597-DSC06448_1600x1200.jpg20-880595645-DSC06449_1600x1200.jpg


Agora você pode colocar as jarras na panela de pressão.
Esterilize-as por pelo menos 90 minutos (eu gosto de deixar por 120 ...) @ 15 psi.
Como sempre deixe a panela de pressão esfriar completamente antes de remover os frascos.
Quando os frascos estiverem à temperatura ambiente remova a película.
Os grãos ficam um pouco compactados, então eu gosto de sacudi-los suavemente um pouco agora.
Pronto para ser inoculado!

Jarras antes e após a esterilização

21-880595707-DSC06450_1600x1200.jpg22-880595758-DSC06451_1600x1200.jpg23-880595809-DSC06462_1600x1200.jpg


Métodos de Inoculação

Então você tem uma impressão de esporos ou seringa.
Se você não quer complicar as coisas ou simplesmente não têm os suprimentos e recursos vá em frente e inocule o substrato com a seringa de esporos. Se você tem um carimbo, bem, você sabe, basta fazer uma seringa de esporos ...

Carimbo e seringa de esporos de P. mexicana

24-675145429-DSC04674_1600x1200.jpg25-448977989-DSC03770_1024x768.jpg26-884922581-DSC06916_1600x1200.jpg

Se você domina técnicas um pouco mais avançadas e faz culturas líquidas para os seus cubensis, essas espécies
se desenvolverão muito bem em uma cultura líquida de DME (extrato de malte seco) e DEX (dextrose).
Use a sua receita favorita.
Meu preferido é 1 colher de chá de extrato de malte e 1/8 xícara de Dextrose por litro.
O melhor método e mais avançado no entanto é usar seus seus esporos para fazer uma cultura em ágar.

Micélio de P. galindoi em cultura líquida de extrato de malte seco e dextrose

27-276240910-DSC06634_1024x768.jpg28-276240849-DSC06632_1024x768.jpg29-276240985-DSC06635_1024x768.jpg

Eu uso um meio pré-misturado MEA (Malt extract agar, ou meio de agar e malte) e nunca tive problema de germinação.
Quando você tem um belo crescimento saudável em seu placa (sem ir para isolamento ...), você pode inocular o substrato de grãos ou a cultura líquida com uma cunha do meio de agar.

P. galindoi e P. mexicana em agar

30-258979709-DSC04132_1024x768.jpg31-884304531-DSC06465_1280x768_1600x1200.jpg

Centeio inoculado com uma cunha de meio de agar

32-884331383-DSC06476_1600x1200.jpg33-884331440-DSC06486_1600x1200.jpg34-884331492-DSC06487_1600x1200.jpg


Agora basta guardá-los e esquecê-los!
Você está pronto para algumas pedras ?!

Muitas vezes (especialmente com esporos e inoculação com cunha de agar) as esclerótias se formam antes da colonização total do substrato. Isso é perfeitamente normal.
Se você inocular com cultura líquida, o micélio geralmente coloniza o substrato de forma vigorosa e as pedras irão se formar após 100% de colonização.
De qualquer forma, você deve ver as pedras em breve.

Algumas jarras "jovens" (menos que 30 dias)

35-101821419-DSC04100_1600x1200.jpg36-884394247-DSC03497_1600x1200.jpg37-884394292-DSC03665_1024x768.jpg

Há uma controvérsia sobre agitar ou não na fase de 20-30% de colonização.
Alguns dizem que é OK e alguns dizem para não fazê-lo.
Eu tenho feito isso com sucesso, mas falhou algumas vezes também.
Portanto, eu não agito mais.

Quando eu quero expandir e planejo fazer transferências G2G, o melhor método, pela minha experiência, é começar com cultura líquida.
Eu uso 3-4 cc por jarra e sempre coloniza dentro de uma semana.
As esclerotias não estão se formando ainda, ou se estão, eles são muito pequenas.
Assim como de costume, desagregue os grãos colonizados agitando o frasco, e transfera uma pequena quantidade para novos frascos de substratos esterilizados.
No entanto, se você tem uma boa quantidade de cultura líquida, eu prefiro ir por esse caminho em vez de G2G.

Jarras de P. mexicana/A com substrato de centeio, cerca de 60 dias

38-434207732-DSC04806_1600x1200.jpg38-434207732-DSC04806_1600x1200.jpg40-521194479-DSC04183_1024x768.jpg


Jarras de P. galindoi rye com substrato de centeio, cerca de 60 dias

41-521194285-DSC04179_1024x768.jpg42-521194144-DSC04177_1024x768.jpg43-521194033-DSC04176_1024x768.jpg39-521194344-DSC04180_1024x768.jpg


Colhendo as esclerotias

Bem, é hora de aproveitar os primeiros "frutos" do seu trabalho.
Quando você chega a este estágio os frascos devem ser de pelo menos dois meses ou mais.
Não há nenhum ponto de colher antes de dois meses e minha última colheita foi com 6 meses.
Alguns deixam as jarras por mais tempo ainda, mas eu sempre estou precisando de frascos e espaço.
De qualquer forma ...
Obter uma colher e higienizar com álcool.
Raspar e separar o substrato e esclerócios sobre folha de alumínio.
Eu tenho feito isso em câmara de fluxo de ar laminar e ao ar livre.
Nunca, jamais, tive uma contaminação com um ou outro método.


Esclerotias colhidas de substratos de centeio e azevém

1-049007611-thumb_DSC04225_1600x1200.jpg2-884473960-thumb_DSC04901_1600x1200.jpg3-075533587-DSC02153_1600x1200.jpg

Limpe as esclerotias com uma escova e armazene-ás em sacos de papel fresco na geladeira por semanas ou desidrate-as e armazene-ás por meses.

Esclerotias de P. mexicana/A colhidas de centeio

4-075533733-DSC02155_1600x1200.jpg5-075533832-DSC02157_1600x1200.jpg6-078710877-DSC02158_1600x1200.jpg


Esclerotias de P. galindoi colhidas de centeio

7-884550721-DSC04228_1600x1200.jpg8-884550775-DSC04229_1600x1200.jpg9-884550828-DSC04227_1600x1200.jpg


Esclerotias de P. tampanensis colhidas de um substrato bulk baseado em estrume

10-884550878-thumb_DSC04502_1600x1200.jpg11-884550924-DSC04500_1600x1200.jpg12-884550969-DSC04498_1600x1200.jpg


Procedimentos de frutificação

Casing de substrato de grãos:

O método mais fácil é fazer casing com os grãos e então frutificá-los..
Eu tive resultados OK com casing de azevém.
E tive excelentes resultados com casing de centeio.

P. mexicana/Jalisco frutificando em casing de azevém

13-179015534-DSC04644_1600x1200.jpg14-179015691-DSC04646_1600x1200.jpg15-179015773-DSC04649_1600x1200.jpg

P. galindoi/ATL#7 frutificando em casing de azevém

16-119805011-DSC04574_1600x1200.jpg17-119805091-DSC04576_1600x1200.jpg18-119805326-DSC04588_1600x1200.jpg

P. galindoi/ATL#7 frutificando em casing de centeio

19-439463506-DSC03734_1024x768.jpg20-439463553-DSC03739_1024x768.jpg21-439463601-DSC03744_1024x768.jpg

22-439463649-DSC03735_1024x768.jpg23-439463704-DSC03747_1024x768.jpg24-439463755-DSC03746_1024x768.jpg

Eles não necessitam de uma camada especial de casing. Eui usei uma mistura pasteurizada 50/50, 50/50 + de Jiffy Mix e Plantation Seed Starter Mix com grandes resultados igualmente.
Certifique-se de usar no casing uma camada fina de mix (~ 1/4 " - um quarto de polegada, ou cerca 0,6 cm).
Espalhe uniformemente no topo do substrato e coloque-o em sua câmara de frutificação.
Eu usei um terrário shogun e uma estufa e em ambos tive boa performance.
Manter alta umidade e muita troca de ar em todo o período de frutificação.
Mantenha a temperatura entre 18 e 26º C.
Eu os frutifiquei em temperatura de 18º C, e em temperatura de 26º constante, e em temperaturas constantes intermediárias entres essas.
Temperatura de luz de 6500K é o preferido (embora eu tenha experimentado com uma luz 8200K também com bom desempenho), com um ciclo de 12/12.

Os pins devem aparecer dentro de 10-14 dias em condições de frutificação ideais.


Grãos usados como spawn em um substrato bulk:

Você pode usar os seus grãos como spawn para qualquer substrato bulk baseado em estrume pasteurizado ou fibra de coco.
Meu favorito é o mix estrume de cavalo / palha / coco / vermiculita / gesso (40/20/20/15/5).
Deixe o bulk colonizar, aí faça um casing e frutifique-o como acima.

Spawn de grãos de centeio de P. mexicana/Jalisco em fibra de coco, café, vermiculita e giz.

25-522075588-DSC04842-1_1600x1200.jpg26-522075743-DSC04850-1_1600x1200.jpg27-522081104-DSC04861-1_1600x1200.jpg
28-526123249-DSC01624-1_1600x1200.jpg29-526123583-DSC01614-1_1600x1200.jpg30-526123783-DSC01609-1_1600x1200.jpg

Spawn de grãos de centeio de P. tampanensis em estrume de cavalo pasteurizado, palha, vermiculita, fibra de coco e giz.

1-242893080-DSC02639-1_1600x1200.jpg2-242906787-DSC02647-1_1600x1200.jpg3-242906924-DSC02649-1_1600x1200.jpg
4-251465149-DSC02691-2_1600x1200.jpg5-251465218-DSC02692-3_1600x1200.jpg6-251465535-DSC02696-7_1600x1200.jpg
7-251465429-DSC02695-6_1600x1200.jpg8-251465288-DSC02693-4_1600x1200.jpg9-251465357-DSC02694-5_1600x1200.jpg


Frutificando bolos FAI:
Com este método eu não colho as esclerótias do substrato.
Após a colonização completa do bolo aniversariar e lavar a barreira vermiculita.
Depois disto eu gosto de secar os bolos na frente de uma câmara de fluxo ou um ventilador.
Seque-o por algumas horas, pelo menos, ou durante a noite.

Bolos de P. tampanensis secando

10-352828720-DSC06552_1024x768.jpg11-352828656-DSC06556_1024x768.jpg12-352888723-DSC06556_1024x768.jpg

Por favor, note que o passo acima não é necessário, mas, pela minha experiência, ele vai te dar uma melhor pinagem e flush.

Agora que os bolos estão secos, você pode ir em frente e fazer um dunk de 24 horas.
Coloque-os de volta nos frascos, faça um casing e frutifique-os da mesma forma como é feito com grãos (descrito acima).

Bolos de P. tampanensis em dunk e em casing nos frascos

13-352888948-DSC06561_1024x768.jpg14-352888891-DSC06563_1024x768.jpg15-352889138-DSC06613_1024x768.jpg
16-352889321-DSC06617_1024x768.jpg17-352889385-DSC06621_1024x768.jpg18-352889441-DSC06622_1024x768.jpg

Frutos de P. galindoi fruits em substrato de FAI

19-178800515-DSC04723_1600x1200.jpg20-178800344-DSC04721_1600x1200.jpg21-158215811-DSC04700_1600x1200.jpg


Método alternativo de frutificação:

Se você está atrás dos frutos e não se preocupa com esclerótias esta é a técnica para você! Prepare uma mistura de substrato bulk em um saco de spawn e esterilize-o. Então inocule diretamente com cultura líquida.

Aqui está como eu preparo meu bulk. Desagrego o estrume de cavalo com um pequeno processador de alimentos.
Eu não posso acreditar que algumas pessoas ainda quebram o estrume com as mãos ...

Desagregando o estrume

22-880606761-DSC06878_1600x1200.jpg23-880606926-DSC06882_1600x1200.jpg24-880606977-DSC06883_1600x1200.jpg

Pique um pouco de palha de trigo e mergulhe-a em água por um par de horas.

Preparando palha de trigo

26-880607202-DSC06892_1600x1200.jpg25-880607143-DSC06888_1600x1200.jpg27-880607255-DSC06893_1600x1200.jpg

Hidrate alguma fibra de coco, e deixe a vermiculita e o gesso prontos.
Eu não medi nada exatamente, apenas no olho.
Não é tão importante assim, apenas tente conseguir uma proporção próxima à mencionada acima ...

Ingredientes para o substrato

28-880607085-DSC06886_1600x1200.jpg29-880607032-DSC06884_1600x1200.jpg

Agora misture os ingredientes secos (esterco / vermiculita / gesso), e em seguida misture com a fibra de coco e a palha.
Hidrate quase à capacidade máxima de saturação e encha sacolas de spawn.
Eu encho os sacos com 2 a 4 litros de substrato.

Substrato misturado e hidratado

30-880607309-DSC06894_1600x1200.jpg

Eu amo a idéia de RogerRabbit com os filtros (respiradouros) de tyvek inseridos nos sacos.
Você não precisa se preocupar com a contaminação enquanto a sua panela de pressão esfria.

Preparando os sacos de spawn

31-880607368-DSC06896_1600x1200.jpg32-880614518-DSC06898_1600x1200.jpg33-880614617-DSC06900_1600x1200.jpg

Preencha a sua panela de pressão com os sacos, e esterilize-os por 120 minutos a 15 psis.

Sacos antes e depois da esterilização

34-880614665-DSC06902_1600x1200.jpg35-880614721-DSC06903_1600x1200.jpg36-880614823-DSC06905_1600x1200.jpg


Quando os sacos estão frios eu os abro no fluxo de ar laminar estéril e inoculo o spawn com 20 a 60cc de cultura líquida.
Encho-os com ar estéril e os amarra-os.
Quando totalmente colonizado, corto o topo da bolsa um pouco acima do nível do substrato.
Faça um casing fino com sua camada de casing favorita e frutifique-os.

Saco de spawn de P. galindoi completamente colonizado, depois com o topo cortado e por último após a colocação da camada de casing

37-641969235-DSC04218_1600x1200.jpg38-641969351-DSC04219_1600x1200.jpg39-641969528-DSC04221_1600x1200.jpg

P. galindoi frutificando no saco de spawn mostrado acima

40-655256888-DSC04611_1600x1200.jpg41-655256800-DSC04618_1600x1200.jpg42-655257236-DSC04604_1600x1200.jpg
43-675145089-DSC04651_1600x1200.jpg44-675144897-DSC04647_1600x1200.jpg45-675144729-DSC04645_1600x1200.jpg


Colheita & Carimbos:

Agora que os pins se desenvolveram em frutos maduros (em qualquer ponto entre 5-10 dias) você está pronto para colhê-los.
Isso é o mesmo que você faria com qualquer outra espécie de cogumelo, mas mantenha em mente que esses caras são muito frágeis.
Com cuidado, puxe-os para fora da carcaça e retire-os.

P. galindoi colhidos de bolos de FAI

46-586091513-DSC04735_1600x1200.jpg48-675145161-DSC04668_1600x1200.jpg47-586091366-DSC04726_1600x1200.jpg49-123491929-DSC04591_1600x1200.jpg

Corte os chapéus da haste tão perto quanto você puder e coloque o chapéu em uma folha grossa de alumínio
higienizada com álcool.
Faça isto na sua glovebox ou na capela de fluxo laminar.

Chapéus de P. galindoi carimbando

49-123491929-DSC04591_1600x1200.jpg50-141201177-DSC04656_1600x1200.jpg51-141201351-DSC04665_1600x1200.jpg

Um outro bom método é utilizar uma caixa de sapatos de plástico.
Tire a tampa e coloque uma folha de papel higienizado nele.
Coloque os chapéus no alumínio e coloque o fundo da caixa em cima da tampa .
Você vai ter uma boa folha de carimbos de boa qualidade.


Chapéus de P. tampanensis carimbando em massa em uma folha de alumínio numa caixa plástica

52-251465674-DSC02698-9_1600x1200.jpg53-251465745-DSC02699-10_1600x1200.jpg54-251465813-DSC02700-11_1600x1200.jpg


Carimbos prontos de P. tampanensis

55-257378306-DSC02762_1600x1200.jpg56-257378423-DSC02766_1600x1200.jpg57-257378731-DSC02767_1600x1200.jpg

Obrigado por ler :)


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


E é isso pessoal. Qualquer sugestão sobre a tradução por favor escrevam.

Grato ao @Cosmik pela ajuda na formatação.
 
Editado por um moderador:

SiriusII

Primórdia
Membro Ativo
Para compensar o meu inglês pouco e imperfeito, ótimo trabalho, aprendi mais um pouco.
 

Cosmik

Fractal Ambulante
Membro Ativo
Tem como fazer trufa de cubensis?
:apontar: Artigo 9º - Use a Pesquisa
§ Único O CM tem um banco de dados enorme. Muita informação já foi debatida aqui e provavelmente você encontrará respostas para a maioria das perguntas que tiver. Tópicos ou mensagens repetidas serão excluídos. Evite ao máximo perguntar de novo sobre dúvidas já respondidas. Use a função Pesquisar antes de postar um novo tópico ou mensagem de dúvida. Isso contribuirá para evitar o inchamento do fórum com centenas de perguntas repetidas e facilitará muito a pesquisa.
Por favor, ajude-nos manter o fórum organizado.

:apontar: https://teonanacatl.org/wiki/esclerotia/
 

Koda

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Boa noite rapaziada!!!
Esclerótias será um projeto paralelo nas próximas semanas, irei tentar as P. Galindoi. Tudo ótimo e que tutorial maravilhoso, parabéns @Ecuador !!
- Se puder comentar, esse gesso é a mesma função do cálcio, regular pH?
 
Última edição:

Ecuador

Artífice esporulante
Administrador
Se puder comentar, esse gesso é a mesma função do cálcio, regular pH?

É um ponto que gera discussão.

Talvez o gesso não afete o pH. Mas há quem diga que, no caso de cultivos de cogumelos psicoativos o calcário também não afeta, pois levaria mais tempo para exercer seus efeitos de forma perceptível que a duração do cultivo.

Sugiro que leia Controle de pH e os links de lá.
 

Koda

Cogumelo maduro
Membro Ativo
É um ponto que gera discussão.

Talvez o gesso não afete o pH. Mas há quem diga que, no caso de cultivos de cogumelos psicoativos o calcário também não afeta, pois levaria mais tempo para exercer seus efeitos de forma perceptível que a duração do cultivo.

Sugiro que leia Controle de pH e os links de lá.
Obrigado pelo link de controle de pH, resolvi fazer o meu próprio calcário de ovos. Peguei umas receitas na net, assim é mais ecológico, substituindo matéria prima por resíduo. ;)
Mais uma pergunta @Ecuador , recebi o P.Galindoi e estou pesquisando muito antes de começar esse projeto, já percebi que é um projeto de longo prazo. Li nos fóruns gringos que a maioria não frutifica, segundo que a potência das esclerótias aumentam com o tempo que o ideal é deixar uns 6 meses se formando e terceiro, que é um micélio muito sensível que a maioria não saca ele dos copos. Estou pensando qual o formato dos copos que eu devo usar porque se eles tiverem bordas, ai que não se saca mesmo e inocular em grãos.
Pensei em um bulk mas li vários comentários nos fóruns gringos que esse micélio é mais frágil, que poderia ter problema e tal. Estou meio perdido com alguns detalhes.Teria como você me dar umas idéias para poder começar esse projeto?
 
Última edição:

Ecuador

Artífice esporulante
Administrador
Última edição:
Superior