Bem-vindo ao Teonanacatl

Olá, seja bem-vindo!


Nós somos uma comunidade de entusiastas da micologia. Aqui você encontrará diversos assuntos envolvendo a micologia amadora, incluindo cultivos de cogumelos comestíveis, medicinais e psicoativos, como os do gênero Psilocybe!


Convidamos você para participar da nossa comunidade! Leia o nosso termos de uso e cadastra-se clicando no botão abaixo ou clicando aqui!


  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar utilizando esse site, você concorda em usar nossos cookies. Saiba Mais.
  2. Por favor, leia com atenção as Regras e o Termo de Responsabilidade do Fórum. Ambos lhe ajudarão a entender o que esperamos em termos de conduta no Fórum e também o posicionamento legal do mesmo.

    Dispensar Aviso

Completo Cultura Negligente #3 - In Vitro Tek - Australian - 15º Cultivo

Discussão em 'Diário de cultivo' iniciada por ExPoro, 9 Jul 2018.

  1. ExPoro

    ExPoro Psiconauta Apaixonado. Enteogenista Floyd-Gospel.
    Membro

    :
    14 Abr 2015
    :
    2,032
    :
    2,859
    :
    34
    Sexo:
    Masculino
    :
    +4,690 / 595 / -1
    Raça Preferida:
    MDK
    Técnica Preferida:
    Técnica PF
    Olá a todos. Tenho andado afastado do fórum, mas venho aqui publicar sobre meu atual cultivo em andamento. Não pretendo fazer mais outras postagens de atualização sobre o mesmo, por isso o marquei como "completo", apesar de ainda em andamento.

    Para um diário detalhado sobre cultivo "PF Pet Tek", remeto ao meu Diário-Tutorial (Diário Completo #1), em que além de informações de cultivo em si, são dados também os conceitos fundamentais de cada etapa do cultivo. Caso queira ver um diário mais detalhado sobre a in vitro tek, veja este Diário (Cultura Negligente #2).

    Agora às informações do presente cultivo:
    • Strain/Cepa - Australian;
    • Forma de inoculação - seringa ME (multi-esporos);
    • Confecção da seringa - seguindo este tutorial, cuja genialidade da simplicidade e eficácia merece constar um dia na Biblioteca do Teo;
    • Composição do substrato - 500 ml de água, 500 ml de arroz moído no moedor de café, e 1 litro de vermiculita, rendendo um total de 8 copos de requeijão grandes;
    • Local dos procedimentos de confecção da seringa e de inoculação - na boca do fogão;
    • Furos por copo e ml inoculados - dois, recebendo cada 1 ml da seringa;
    • Tempo de colonização e consolidação - variável de 1 mês a quase 2 meses, tendo em vista metade dos copos terem sido doados e a outra metade ter ficado na geladeira-incubadora, variando as condições de temperatura de cada colonização;
    • Terrário - não há terrário, pois o método é o in vitro (Diário 1 e Diário 2 sobre in vitro tek);
    • :!: Adaptações de simplificação à in vitro tek - copos não tampados, nem com camadas de "casing" de vermiculita sobre os bolos, como fiz no cultivo in vitro anterior. Apenas o uso de touca cirúrgica na boca dos copos para permitir a troca de ar e impedir a incidência de insetos. Acredito que não influencie na retenção de umidade, mas parece que nos copos não houve perda de umidade maior que em um terrário, pois na hora da colheita ainda havia umidade da confecção do bolo no fundo de um dos copos.
    • Número de flushes já colhidos até o dia de hoje - dois.
    • Dunk - sim, apenas após a segunda colheita, de 24 horas, com cold-shock (apesar de que o cold-shock não tem eficácia comprovada).

    Inicialmente eu não ia fazer diário, mas quando me deparei com isto na segunda colheita, não aguentei:
    849.jpg 848.jpg 850.jpg --> vejam que lindos, cresceram de uma forma que não esperava, mas a touca cirúrgica bem frouxa ajudou a não reter o crescimento dos santos. :feliz:


    Foram 3 copos que cresceram assim juntos. O quarto copo está hoje com um flush em ponto de colher amanhã.

    Mas sobre as duas primeiras colheitas e seus pesos frescos:
    1. 23 gramas frescas, que cresceram ainda com os copos lacrados. Baseado nessa colheita de 4 copos, não imaginei que teria o resultado seguinte, em 3 copos;
    2. 72 gramas frescas!, nessa colheita dos bolos das fotos acima. :love:
    O resultado me impressionou. A segunda colheita foi suficiente para fazer dois chás de 20 gramas frescas (conservados no congelador), e secar os 32 gramas restantes para conservação em pote hermético com sílica gel.

    Finalmente, sobre a feitura dos chás, utilizei:
    1. Vitamina C de liberação prolongada macerada (não pode a efervescente!), que tem a finalidade de reduzir a oxidação da psilocibina pelas borbulhas da água fervente;
    2. Gengibre, uns poucos mg ralados, que tem a finalidade de impedir ânsias durante a experiência;
    3. Pó de suco de maracujá (novidade!), que tem a finalidade de tirar o gosto dos cogumelos, que eu não gosto. :notworthy: Antes eu usava mel, mas descobri que suco em pó de maracujá dá um resultado muito, mas muito melhor que mel pra tirar totalmente o gosto.

    Qualquer pergunta que façam, se eu demorar a responder, será apenas porque tenho entrado pouco no fórum.

    E é isso, galera. Continuem por aqui, que o caminho dos meninos santos é um caminho de amor, cura e redescoberta. :anjo:
     
    • Curtir Curtir x 3
    • Show de Bola Show de Bola x 2
    • Vencedor Vencedor x 1
    • Útil Útil x 1
    #1 ExPoro, 9 Jul 2018
    Última edição: 9 Jul 2018
  2. l3th3

    l3th3 Primórdia
    Membro

    :
    9 Nov 2011
    :
    51
    :
    38
    :
    26
    :
    +53 / 5 / -0
    Parabéns @ExPoro !!!
    Quando será o chá das 7? kkkkk
    Abraço!!!
     
    • Engraçado Engraçado x 1
  3. WoD

    WoD Esporo
    Membro Novo

    :
    20 Jun 2018
    :
    25
    :
    23
    :
    4
    Sexo:
    Masculino
    :
    +35 / 2 / -0
    Que fotos lindas cara. Parabéns!
     
    • Obrigado Obrigado x 1