Como secar e Porque secar é bom

gldtn

Artífice esporulante
Administrador
Resolvir transferir este assunto para o nosso novo fórum, acho o tópico de grande validade para a comunidade. Vamos continuar esta discusão aqui.

euoutrovc disse:
Acabo de entrar nessa séria brincadeira dos deuses e seus reinos. Eu como cogumelos a 10 anos a 5 anos eu os desidrato. Porém nunca os cultivei eu conheço lugares e nas temporadas certas os recolho. O que sei aprendi batendo cabeça e com amigos que não vejo mais. Vou começar com uma dúvida que tenho, como recolher esporos de cogumelos colhidos na natureza? Tenho interesse de variar minha vida de "caçador" para quem sabe agricultor...Também tenho uma ótima dica para quem quer desidratar cogumelos mantendo suas caracteristicas e o máximo de massa ar quente de arcondicionado ou do carro ou de casa, colocar a uma distância de 70 cm e ligar e desligar de 1 em 1 h. Outra dica que acredito que ninguém vai concordar mas é que cogumelos secos encontrados no pasto ainda são extremamente alucinógenos se alguém se interessar posso postar as razões desse fato, Obrigado.
Alguém esta familiarizado com a expresão carne dos deuses. A desidratação tem que ser lenta se não a carne vai embora pis vira pó...
Cygnus X 1 disse:
Conforme explicado pelo fórum, a secagem mais adequada para manter a potência são aquelas q não utilizam calor, a vento (frio de preferência) e atraves de dissecadores.

A desidratação tbm não deve ser lenta, muito pelo contrário, deve ser o mais rápida possível pois uma vez separado do micélio os tecidos do cogumelos começam a degradar pela falta de "circulação", de uma certa forma vc pode dizer q uma vez q vc arranca os cogumelos do micélio, vc tirou o coração do bicho.
euoutrovc disse:
Caro colega, eu não conhecia esteb site até ontem, conswequentemente não sabia da discussão de vocês no forum. Porém o que eu sei é baseado na minha própria experiência e análise muitas vezes estética das situaçòes. Eu já desidratei de muitas formas, concordo com você com relação a esquentar de +, porém o ar condicionado não esquenta mais que 34 a 36 graus e a funçao principal do mesmo é que ele seca violentamente o ambiente, diminuindo bastante a humidade grantindo um processo de desidrataçao amdor porém eficaz. qunado digo que tem que ser lento é que uma vez que eu não tenho um desidratador pofissional notei com o passar dos tempos que todas as vezes que eu desidratava rapidamente o cogumelo perdia a carne e consequentemente seu poder. Em uma desidratação mais lente de mais ou menos três dias eu consigo manter os tecidos originais do cogumelo mantendo assim ele mais carnudo. Uma vez que a desidratação esta completa guardo eles em um recipiente bem fechado com silica gel e papel toalha já conservei por até 45 dias mantendo a qualidade satisfatória. Eu já desidratei com ar frio inclusive com o do ar-condicionado que também seca o ambiente o maior problema é que pode levar de 4 5 dias e as chances de um apodercimento de alguns individuos são grandes.

A razão pela qual eu digo que pegar o cogumelo já em processo de secagem natural dirto do pasto também é muito forte também é por experiência minha e de alguns amigos. Eu nos meus devaneios venho a seguinte conclusão Muitas vezes o cogumelo seco na bosta secou devido ao excesso de sol ele podia estar no seu momento mais maduro e iniciar o processo de secagem de fora para dentro, porém enquanto isso ele se mantém irrigado pelo talo. Como se fosse uma luta pela sobrevivência. Quando você encontra um cogu com a chapeleta bem deformada e já enrrugada presume-se que ela diminuiu algo que acontece no processo de desidratação, porém se ela ainda estiver sendo irrigada por dentro quando você a retira é possivel secar de vez o cogumelo apenas com silica gel 10g em mais ou menos 2 horas e sem perda de massa ou de volume. Isso é o que eu venho percebendo. Obrigado pelasua opinião espero poder contar com uma réplica. Até :D
Logo logo postarei fotos da minha última leva de desidratados como eu só vou abrir o pote no dia do consumo talvez demore uns 10 dias.... :cool:
Cygnus X 1 disse:
Suas observações não são de todo ruins, no entanto sua observação em relação à perda de carne dos cogumelos (o q se refere na verdade à concentração de umidade no corpo) é incorreta. A perda de carne, q é apenas uma perda de umidade, apenas influi na concentração de princípios ativos quando envolve calor e outras substâncias nocivas ao cogumelo, e mesmo secando da forma q expressei ocorre uma perda considerável de psicoativos, mas é uma perda comparativamente ridícula se vc considerar com a perda de psicoativos de cogus q pegaram sol ou passaram por processos de secagem demorada.

Sabe-se q a "carne" do cogumelo é algo próximo à 90% de água, quando vc seca ele adequadamente ( até o ponto cracker dry, secagem absoluta ) a expectativa é de q sua carne literalmente evapore em 90%, isto é, se vc tem 40 gramas de cogumelos úmidos, secando vc terá algo próximo a 4 gramas secas.

Durante meu experimento de extração de psilocibina, percebi o tanto q a umidade atrapalha a potência, eu já tinha me informado consideravelmente sobre perda de potência mas ver acontecendo é algo realmente aprofundante. Os cogumelos não tem só carboidratos e proteínas em sua massa sólida, possuem também uma quantidade de gordura consideravelmente alta (tanto q tenta-se através de um passo extra na extração, retirar essas gorduras). Quimicamente eu percebi a influência negativa da umidade e estas gorduras, me parece q conforme vc vai secando o cogumelo, os psicoativos q estavam em contato próximo com estas gorduras tendem a perder sua potência pois as gorduras tendem a reter a umidade dentro de si, dificultando a secagem, e aumentando o contato e o tempo de exposição do psicoativo com seus degradantes (a fosfatase alcalina no caso da psilocibina e qualquer oxidante no caso da psilocina), pois como se sabe, o micélio metaboliza estes psicoativos de diversas formas e para tanto precisam de substâncias reagentes em relação à mágica. Daí q secar de forma rápida e fria consegue isolar estas gorduras (q não irão evaporar) antes q elas atuem sobre o princípio ativo.

O q acha?
simbagulho disse:
eu vi uma fotos de cogumelos secos no sol e na sombra, eles falavam que a diferenca entre a quantidade de psilocibina com cogus secos no sol e na sombra é minina..
euoutrovc disse:
Uou fiquei impressionado com tamanha quantidade de informações...preciso pensar, principalmente por não compreender uma série de termos técnicos que vc utilizou...acredito que você deve ter razão mas fico pensando na potência dos cogumelos secos da forma que eu venho fazendo, eles são extremamente fortes e olha que no inicio eu só comia frescos. Inclusive já comi com amigos que nunca haviam comido eles secos que também elogiaram a qualidade...Talves não esteja relacionado ao cogumelo em si mas a nós humanos e nossa digestão. Talves o cogumelo fresco possua uma série de óleos e substâncias que não necessariamente ajudam no efeito da psilocibina e da psilocina. Talves o fato da digestão do cogumelo desidratado ser mais rápida permita com que a psilocibina entre na corrente sanguinea de maneira mais concentrada e junta. Talves a digestão do cogumelo fresco, devido ao fato de que o corpo tem que se esforçar para digerir aquilo tudo e "separar" o que vai ser utilizado e o que não vai, faça com que o corpo desperdisse parte dos principios ativos ou que eles sejam captados tardiamente. Em suma, quem sabe mesmo que o cogumelo fresco possua maior quantidade do principio ativo que os secos talvez a quantidade que chega ao cérebro após o processo de digestão seja menor equilibrando entào o efeito aos secos. Uma coisa que eu sempre noto é que o cogu seco bate muito mais rápido normalmente para mim em aproximadamente 15 minutos depois da ingestào chegando ao seu ápice em aprox 2 horas...
Quem sabe até as diferenças dos efeitos dos secos para com os frescos estajam relacionados ao lado psicologico da facilidade de ingestão dos secos e da dificuldade de ingestão dos frescos. Talvez como nas "religiões" os individuos tem que passar por uma provaçào para atingir a provaçao, o céu, etc. Num certo sentido a dificuldade mental, o desafio para algumas pessoas ao ingerir um cogumelo fresco podem gerar uma super valorizaçao da viagem, o inverso também é valido a facilidade perante os desidratados equilibra-se com uma idéia cristã onde sem sofrimento, sem perseverança nào se pode chegar ao céu, consequentemente não se pode ficar mais louco pois o processo(caminho) esta muito aberto. Desculpe se viajei demais ...
oque vc acha? abcs
Cygnus X 1 disse:
Achei genial...

Suas suposições no q se refere à diferença entre secos e potentes fazem muito sentido e estão de acordo com os sintomas q ambos tipos de consumo apresentam. Basicamente, na maioria das situações pelo menos, os cogumelos frescos dão muito trabalho físico, cogumelos secos não dão nem 1/3 de trabalho (se tomássemos doses comparativas)... a onda em si é diferente justamente pelo q vc falou, por causa da forma em q a substância é aproveitada (de forma concentrada ou dispersa no tempo), apesar de ser mais potente os frescos demoram bem mais para serem completamente digeridos e talvez o mesmo possa ser dito do principio ativo; os secos apesar de terem uma potência menor passam pelo digestivo e entram na circulação mais rápido q os frescos... sendo q supostamente a intensidade da onda é relativa à quantidade de psicoativo na circulação durante um momento específico é fácil entender aonde exatamente vc chegou e de onde vc está ainda existem inúmeras conclusões à sua frente, agora acessíveis a vc.

O q tentei relevar mesmo é q uma secagem "perfeita" garante perda mínima de psicoativos, e uma coisa é certa, secagem ao sol (e naturalmente ao sol) não são nem um pouco "perfeitas", apesar de darem ao shroom e sua onda uma qualidade diferente, são simplesmente convenientes.

Em relação à suas considerações da "batalha de kurukshetra" mística q rola, eu já expus minhas crenças sobre o assunto em um outro post aí, acho q entra de acordo com o q vc colocou no fim do seu post... da forma como vc colocou, a luta funciona como um "placebo de intensificação da onda", a pessoa diz q é melhor e mais potente pq foi realmente foda de passar por ela, eu acho q já passei várias vezes por isto.
wayne disse:
ai em relação a potencia entre seco e humido deve se levar em consideração tambem o tamanho do cogumelo uma vez que cogumelos pequenos possuem uma porcentagem bem maior de psilocina e também a transformação da psilocina em psilocibina no processo de secagem esta é a razão pela diferença da onda e da potencia da onda
pelas minhas experiencias o que se deve fazer é comelos puros sem cha ou sucos de estomago vazio umas 4 horas 6 de jejum esta bem e tambem tendo no dia comido apenas coisas leves
Lupa disse:
"me parece q conforme vc vai secando o cogumelo, os psicoativos q estavam em contato próximo com estas gorduras tendem a perder sua potência pois as gorduras tendem a reter a umidade dentro de si"

esse certamente não é o motivo, pois gorduras são hidrofóbicas e tendem a repelir a água.
poderiam talvez perder sua potência porque os psicoativos estavam perto das gorduras (o que mantinha-os protegidos da água), e com essa separação, tenha feito com que a água entrasse em contato com os alcalóides, ocorrendo algum tipo de reação.

acho que em nenhum dos dois casos é esse o motivo da perda de potencia,
tendo em vista que o contato com a água não é prejudicial aos alcalóides, pois se fosse, seriam impossível toma-los na forma de chá.

acho que nem o segundo ponto em que você tocou é o verdadeiro motivo: os degradantes, pois esses, só entrarão em contato com os alcalóides em um momento muito pequeno, apenas na hora da mastigação, pois certamente quando chegarem ao estomago (PH de 3 a 2), serão inativados, a não ser que esses degradantes não sejam enzimas, mas desse caso se manteriam ativos inclusive se os cogumelos fossem secos.

acho que o verdadeiro motivo dessa diferença de potência ainda é um mistério, pelo menos com tão poucas informações.
marcosbj disse:
uma vez que cogumelos pequenos possuem uma porcentagem bem maior de psilocina
Não pequenos, mas sim jovens

:)
Cygnus X 1 disse:
hhhhmmm... a água é prejudicial aos alcalóides sim, o q é comprovado pelo fato q cogumelos úmidos começam a perder potência assim q são retirados do corpo micelial e tbm vale lembrar q estes chás e licores (q usualmente contêm muita água) tem a menor data de validade de todas as diversas formas de conservação discutidas. Diluido em um álcool isopropílico é muito difícil notar qualquer forma de azulamento do soluto, em comparação com álcoois não 100% puros (diluídos em água) onde nota-se a azulação em pouco tempo.

Apesar de concordar com vc sobre as gorduras, vale a pena te lembrar q os degradantes de psilocibina existem dentro dos cogumelos tbm e começam a agir assim q entram em contato com a mágica, independente de estarem dentro do estômago ou não... minha hipótese se refere à proporção de degradantes para mágica dentro de uma solução (seja em licor, extratos, cogumelos...), nunca disse q a água em si degrada a psilocibina, apenas notei q a água tende a retirar dos cogumelos muitos dos degradantes naturais e deixa-os em contato mais "direto" com a mágica.

Levantei a hipótese das gorduras pois no fim da extração por alcool isoprop foi muito difícil secar os últimos resquíceos de álcool (ou pelo menos meio aquoso) q sobra, mesmo com dissecantes, o q sobrou, ao invés de ser algo totalmente seco foi um tipo de "gel insecável" com cheiro extremamente forte de cogumelos vivos e uma coloração azul esbranquiçada, longe do ideal objetivado e muito menos potente do q o esperado. Considerando q foi uma extração bem simplificada, percebo q existe uma necessidade de incluir outros solventes e outros passos no projeto com este exato objetivo de separar estas gorduras e estes degradantes do produto final (muito bem recomendado pelos gringos)... Então propus estas idéias sobre os degradantes e sobre as gorduras, pois parece-me q são os grandes inimigos.
Lupa disse:
andei pensando e levantei duas hipóteses para a causa dessa degradação, pode ter a ver com as gorduras sim, mas acredito que não, acompanhe meu raciocínio:

primeira hipótese: os alcalóides estão protegidos da água pelas gorduras, as enzimas de degradação da psilocibina possívelmente estão livres no citoplasma (meio aquoso), sendo assim se as gorduras estiverem protegendo os alcalóides da água, consequentemente estão protegendo-na de seus degradantes, quando essa proteção é desfeita, a água (citoplasma) junto com suas enzimas entra em contato com os alcalóides, que ficam dessa forma expostos a seus degradantes.

os contras dessa hipótese são: não sabemos se de fato as groduras estão protegendo os alcalóides, pois esses podem ter se unido em alguma etapa de sua extração, talvez essas gorduras sejam as próprias membranas celulares, que se ligariam com facilidade já que ambos são hidrofóbicos e se atraem facilmente, não sabemos também onde estão essas enzimas que degradam os alcalóides, se elas estiverem dentro de alguma organela celular, essa hipotese cairia na hora, pois dessa forma, a água poderia entrar em contato com os alcalóides sem problemas pois os degradantes não estariam no citoplasma, também não sabemos o que fez com que as gorduras se soltassem dos alcalóides, pois em meio aquoso (célula) não é tão facil desgruda-los, você mesmo teve essa dificuldade em sua extração.

a segunda hipótese é a que eu acho mais provável, quando o cogumelo é separado do micélio, em pouco tempo entra em apoptose (morte celular), isso ocorre normalmente quando um tecido para de receber nutrição, por isso o tecido apodrece, esse processo envolve a produção de um grande número de radicais livres, que são moléculas instáveis que oxidam tudo que vêm pela frente, ouvi falar que até o cytocromo (autamente oxidante) se desprende da mitocôndria, e que as enzimas dos lisossomos são soltas no citoplasma, mas não tenho livro aqui para confirmar, mas que libera radicais livres é certo, e isso já basta.

então passo a passo:
- o cogumelo é seperado do micélio
- dessa forma deixa de ser nutrido e entra em apoptose
- essa apoptose produz uma série de moléculas oxidantes para destruir a célula (afinal essa é a intensão de uma apoptose)(apodrecimento do tecido)
- como os alcalóides estão dentro da célula, são destruidos juntos.

ou seja não há nem a desfosforilação da psilocibina, ela é destroida por todos os lados.

li em um post, acho até que é seu Cygnus, de que a psilocibina é facilmente oxidada.

vantagem da segunda hipótese sobre a primeira: na primeira ficou a dúvida de o que faria com que as gorduras se soltassem dos alcalóides, e isso é facilmente resolvido na segunda hipótese pois os próprios radicais livres degradarão as gorduras e depois os alcalóides.

tenho quase certeza que é a segunda!!!

se alguém descobrir, em que parte da célula os alcalóides ficam por favor

digam-me os que têm experiência, a quantidade de psilocibina degrada é proporcional ao grau de apodrecimento do cogumelo?
ou seja, quanto mais podre o cogumelo menos potente ele está?
Lupa disse:
"hhhhmmm... a água é prejudicial aos alcalóides sim, o q é comprovado pelo fato q cogumelos úmidos começam a perder potência assim q são retirados do corpo micelial e tbm vale lembrar q estes chás e licores (q usualmente contêm muita água) tem a menor data de validade de todas as diversas formas de conservação discutidas"

talves a água não seja diretamente prejudicial aos alcalóides, pense comigo,
por que a água só entraria em contato com os alcalóides quando o cogumelo fosse dividido do micélio?
esse corte não poderia ser o responsável pela quebra da proteção aos alcaloides oferecidas pelas gorduras (se é que essas gorduras o protegem).

a única resposta é a mais obvia, APOPTOSE, é lógico, quando se divide o cogumelo do micélio, esse perde sua potência pois inicia assim seu processo natural de apodrecimento, que envolve a produção de radicais livres, que são oxidantes, que por sua vez destroem qualquer molécula que vêm pela frente inclusive os alcalóides. ;)
Lupa disse:
na verdade a morte celular originada do corte de nutrição ao tecido chama-se AUTÓLISE e não apoptose.
apoptose é uma morte celular programada, pois está determinada no DNA do indivíduo, para que ocorra existe uma grande maquinaria enzimática, e o estímulo para que inicie-se o processo normalmente é hormonal.

dessa forma o calor realmente aumenta a velocidade de degradação da psilocibina, pois aumenta a velocidade do processo de autólise, aumentando assim a velocidade em que o cogumelo apodrece.
Cygnus X 1 disse:
Sim, esta conversa de autólise é importante mesmo... sobre as gorduras, não tem como dizermos q dentro do corpo do micélio vivo elas são usadas para conservar a psilocibina, acho isto meio q impossível já q as gorduras não são nem um pouco seletivas... argumentei q no produto final de uma extração simples o q sobra de gorduras tende manter a solução em um estado mais gel do q sólido ou totalmente líquido, em um estado meio aquoso as reações acontecem mais rapidamente pq ocorre um contato mais fácil entre os degradantes (e comento aqui q a psilocibina não oxida, ela defosforila para a psilocina, esta última sim oxida facilmente, principalmente na presença de água) e os alcalóides em questão, já q a água por si só não degrada diretamente os alcalóides (pelo menos a psilocibina não). Então deixemos esta conversa de gorduras para o assunto das extrações...

Sobre esta autólise q vc comentou, me parece q realmente vc encontrou o termo q define muito bem a causa da degradação natural de psilocibina no cogumelo e tbm o pq secar é muito bom... quando vc arranca o cogumelo do micélio é como se a produção de psicoativos parasse e os q sobram vão se degradando e não são "re-sintetizados" novamente conforme o micélio vai morrendo, secando os cogumelos vc tira um dos maiores agentes de decomposição e grande parte da massa do cogumelo q é água, dando um pause na degradação natural de tudo.
Lupa disse:
certo!

mas acho que existem gorduras (membranas), envolvendo os alcalóides para isola-los do citoplasma, esses certamente não estariam boiando livres na célula, devem estar dentro de granulos, mas nesse caso é um camada fina de gordura (bimolecular), apenas uma membrana.

seria interessante se alguém encontrasse um bom livro de micologia, para descobrir aonde ficam os alcalóides dos basidiomicetos (cogumelos), certamente isso ajudaria em alguma coisa.

alguém sabe dizer:
aonde são sintetizados os alcalóides????
sabe-se se os alcalóides têm algum papel FUNCIONAL nos cogus???
wayne disse:
bom segundo o que foi falado o melhor para secalos para durar mais é pegalos secos no pasto ouseja antes da chuva e não se deve apertalos deve tentar mantelos intactos tirando um pedaço da bosta junto para ele não começar a morrer rapido então levalo a um ar condicionado para secar e manter a qualidade depois de seco acho que geladeira frost free tambem funciona
wayne disse:
wayne disse:
bom segundo o que foi falado o melhor para secalos para durar mais é pegalos secos no pasto ouseja antes da chuva e não se deve apertalos deve tentar mantelos intactos tirando um pedaço da bosta junto para ele não começar a morrer rapido então levalo a um ar condicionado para secar e manter a qualidade depois de seco acho que geladeira frost free tambem funciona

meus queijos sempre secam na minha
kotonmouth disse:
na secagem a a psilocina oxida e vai perdendo o seu efeito psicoativo, sobrando somente a psilocibina, q corresponde a cerca de 50% das substancias psicoativas do cogu( isso é um dado extrapolado). a vantagem é q 5g secos vão bater mais do q 5 g fresco. essa é única vantagem dos cogus secos,
marcosbj disse:
a vantagem é q 5g secos vão bater mais do q 5 g fresco. essa é única vantagem dos cogus secos
Eu discordo. Com os cogumelos frescos, não existe perda alguma de psilocibina e somente parte da psilocina oxida. Não existe uma razão para aumentarem a potência (qt de substancia ativa) por secagem, já que no cogumelo Psilocybe não existem substâncias não psicoativas que se transformam e psicoativas.

isso além de experi~encias proprias e de terceiros. Cogumelos frescos colhidos na idade correta são os mais potentes exemplares.
euoutrovc disse:
A muito que não me correspondo com vc´s ...Segue aqui as fotos de parte da minha última desidratação. Estava tudo muito dentro dos conformes. Surtio efeito em mui tos amigos. As experiências com essa safra se iniciaram em janeiro e vieram até a semana passada com pouca perda de poder. Eu guardei tudo em um recipiente totalmente lacrado e com silica. Por favor mandem suas opiniões sobre o que consta nas fotos....
NeuroFX disse:
Fala!

Umas perguntas:

- Por quanto tempo vc acredita que poderia ter conservado eles?
- Qual a relação qtde de dissecante X qtde de cogumelos vc usou?

[]'s
euoutrovc disse:
Fala,

Conservei por 4 meses acho que já estava no finalmente pelo menos dizem que ele vai perdendo a potência na semana passada quando comi pela última vez ainda estava bem forte. Tive a confirmação deste fato em conjunto com outros amigos também experientes. Talvez não tenha sido tão longa porém louca a balada foi....
Quanto aos dissecantes Para secá-lo eu não fiz uso de dissecantes eu usei outras técnicas descritas na primeira página desta discussão. Porém depois de secos eu os guardei em 03 tuppleair (n~ sei se é assim) cada grupo com muitos papel toalha o fundo isololado do cogumelo com sal grosso e mais ou menos 20 g de silica gel em saches por tuppleair. Cada tupple air tinha + ou - 25 por 15 cm. Até
Mauricio disse:
marcosbj disse:
a vantagem é q 5g secos vão bater mais do q 5 g fresco. essa é única vantagem dos cogus secos
Eu discordo. Com os cogumelos frescos, não existe perda alguma de psilocibina e somente parte da psilocina oxida. Não existe uma razão para aumentarem a potência (qt de substancia ativa) por secagem, já que no cogumelo Psilocybe não existem substâncias não psicoativas que se transformam e psicoativas.

isso além de experi~encias proprias e de terceiros. Cogumelos frescos colhidos na idade correta são os mais potentes exemplares.
Tb acredito que cogumelos frescos tenham o mais alto indíce de psilocibina, pelo simples fato de que a natureza e sábia. A psilocibina é armazenada no corpo do cogumelo que é basicamente constituido de agua (90%) .Logo agua não é uma inimiga da psilocibiana e sim o meio no qual a natureza acondiciona a substância sintetizada. O micélio se abastece do substrato para produzir energia e massa(como todo ser vivo), a massa(aminoacidos,proteinas, carboidratos, açucares,gorduras) monta o corpo do cogumelo, neste frenessi de sinteses são produzidas substancias secundárias ( intermediarias que não serão aproveitadas) devem ser excretadas e o micélio empurra essas substâncias para o corpo acima(o cogu) ali devem ficar armazenadas para nosso uso. Estou fazendo um paralelo do que acontece em geral. O fruto (como uma maçã, batata, etc) é um depósito de substâncias sintetizadas no processo CO2+foton+H2O= energia+massa, muitos seres vivos excretam substâncias nestes processos( o LSD é excretado pelo Clavicipes quando este se alimenta do centeio) Logo numa comparação grosseira o LSD seria o coco do Clavícepes, a psi o coco do Cubensis. O ato de excretar uma substancia é motivado pelo fato de que a concentração dela no meio pode ser prejudicial ao corpo então empurrar para fora (para o cogu) evita o envenenamento.E armazenar em agua a psi é sábio porque neste meio ela se dilui e esta protegida.
Lupa disse:
concordo que cogumelos frescos devam ser mais potentes... não acho que haja uma diferena significativa na digestão e absorção dos alcalóides como foi sujerido anteriormente... mas a secagem é a melhor forma de mante-los potentes por algum tempo... conserva-los...

mas em relação a isso que foi citado na mensagem acima:

"CO2+foton+H2O= energia+massa"

posso garantir que não é por aí... essa reação acima é uma tentativa de representação de fotossíntese... que com certeza não ocorre no cogumelo... que é aeróbio (respira O2 e não CO2) e heterotrófico (retira energia de um composto orgânico e não da luz)...

e não é a água que é nociva aos alcalóides e sim os degradantes que estão nela... quando foi dito água nas mensagens anteriores, não estava se referindo a H2O pura, e sim ao citoplasma, essa é a água do cogumelo, que está cheia de enzimas e radicais livres que são nocivos aos alcalóides..

"O ato de excretar uma substancia é motivado pelo fato de que a concentração dela no meio pode ser prejudicial ao corpo então empurrar para fora (para o cogu) evita o envenenamento.E armazenar em agua a psi é sábio porque neste meio ela se dilui e esta protegida."

discordo arduamente disso..!! se os alcalóides fossem prejudiciais ao micélio, ele não os sintetizaria, acho completamente incoerente pensar que o cogu se envenenaria com seus próprios alcalóides, se isso ocorresse certamente a seleção natural já teria dado cabo dessa espécie a uma bom tempo...
e mesmo que fosse prejudicial, o fato de jogar esses alcalóides pra cima, não salvaria o micélio, pois os alcalóides estão por todo o corpo do fungo, e não apenas no fruto...
Mauricio disse:
Ai companheiro tudo bem, acho realmente interesante a discusão deste assunto. Não afirmei que a equação que os verdinhos utilizam é a que nosso cubensis utiliza, não foi isso que eu quis passar, fiz sim um paralelo, claro que o cubensis consegui energia e massa sem a fotossíntese eu sei todos nós sabemos. A psi migra para o corpo para diluir-se na agua que ali compõe 90% da massa total, menor concentração menor atividade.Sempre imagei porque nosso amigo tem essa coloração amarelo,ouro, marrom no chapeu, se a cor que vemos e essa é porque na verdade o oposto é absorvido, então porque o chapeu absorve. Será que essa gama de fotons interage de alguma maneira com a psi mantendo-a "quieta" naquela area ate decomposição, visto que a luz como é sabido diminui a potencia. Então a natureza, a propria natureza do cubensis achou uma forma de defendê-lo e preserva-lo. Em toda e qualquer reação subprodutos são gerados mesmo em laboratorio com o rigor de controle, na natureza esses subprodutos muitas vezes nos dão a magia como no caso do cubensis. O que pode ser nocivo para alguns não é para outros.
Lupa disse:
Mauricio disse:
A psi migra para o corpo para diluir-se na agua que ali compõe 90% da massa total, menor concentração menor atividade.Sempre imagei porque nosso amigo tem essa coloração amarelo,ouro, marrom no chapeu, se a cor que vemos e essa é porque na verdade o oposto é absorvido, então porque o chapeu absorve. Será que essa gama de fotons interage de alguma maneira com a psi mantendo-a "quieta" naquela area ate decomposição, visto que a luz como é sabido diminui a potencia. Então a natureza, a propria natureza do cubensis achou uma forma de defendê-lo e preserva-lo. Em toda e qualquer reação subprodutos são gerados mesmo em laboratorio com o rigor de controle, na natureza esses subprodutos muitas vezes nos dão a magia como no caso do cubensis. O que pode ser nocivo para alguns não é para outros.
não acho que ela migre para o cogumelo para diluir-se na água, pois não é apenas os cogumelos que têm 90% de água, é todo o fungo.

quanto a coloração amarelada do chapéu, não acho que a luz absorvida seja ultilizada, pois em todo organismo vivo ou ate mesmo a metéria inanimada, há esse tipo de absorção. com certeza essa gama de fótons absorvidos não interagem com a psilocibina, pois estão em contato apenas com a parte superior do chapéu, e a psilocibina está em todo o fungo, inclusive no micélio... e uma absorção funcional de luz é algo muito complexo, para isso é preciso células altamente especializadas, que não ocorrem na parte da superfície dos chapéus..

discordo que e luz diminua a potência, acho que o calor faça isso..

se a sua opinião corresponder com a verdade, você não acha que para a natureza defende-lo e preserva-lo seria muito mais econômico no que diz respeito a ultilização da energia absorvida e por tanto mais viável à vida, não sintetizar esses alcalóides..?? já que eles seriam nocivos ao fungo... dessa forma o fungo só sai perdendo, pois gasta uma energia enorme para sintetizar uma quantidade grandíssima de moléculas prejudiciais a si próprio, acho que isso não faz nenhum sentido... um organismo desse já teria sido extinto pela seleção natural...

e acho completamente incoerente afirmar que os alcalóides de qualquer espécie de qualquer reino sejam subprodutos de outras reações... existem vias enzimaticas extremamente complexas e é claro determinadas no código genético do indivíduo para que a sintese dessas substâncias ocorram...
e não podemos jamais comparar um organismo vivo com experimentos laboratoriais, pois subprodutos em organismos vivos, tem um destino adequado, e são aproveitados, não é como em um laboratório que só atrapalham...

posso afirmar com certeza absoluta que os psicoativos do Cubensis não são lixo (subproduto) de uma outra reação.... mesmo porque não é uma única reação que os gera, são uma sequência de reações, como disse anteriormente reguladas por enzimas...
Lupa disse:
confirmando que a psilocibina não é um subproduto..:

escrito por Lazaris:
"The experimental data suggest a sequence: tryptophan -> tryptamine -> N-methyltryptamine -> N,N-dimethyltryptamine -> psilocin -> psilocybin" ...


escrito por Frederico:
Instituto Brasileiro de Estudos Homeopáticos - IBEHE

Segundo o Dr. Omar Geraldo Lopes Diniz:

"O Psilocibe Cubensis sintetiza triptofano a partir da glicose que se transforma em psilocibina devido a outros fatores."


são muitas enzimas envolvidas e hormônios...(pelas informações acima podemos concluir que são mais de 6 enzimas, eu arriscaria dizer que são mais de 10, porque sintetizar triptofano apartir de glicose não é algo que apenas uma enzima faria), existe um gasto altíssimo de energia para sintetizar esses alcalóides, se fossem prejudiciais ao fungo, essa espécie já não existiria mais... sintetizar moléculas prejudiciais a si próprio com esse custo energético é suicídio...
Mauricio disse:
Lupa, discussão bacana essa, na verdade minhas considerações não estão baseadas em verdades absolutas, são frutos da minha curiosidade em ter respostas. Curiosidade como: a psi migrar por um caminho que consome energia, para elevar-se até o cume é necessário energia ( como um elevador que sobe) então para que fazer esse fazer esse caminho algo deve ser favoravél lá no cume. Imagino o chapeu como um depósito para o produto sintetizado onde luz e calor(energia) vão atuar.Se não for a luz o calor (energia) que o foton transporta.A prioridade de todo ser vivo e manter o seu gene na natureza, isso é a reprodução, reproduzir é o fim de todos os seres vivos.Após o período de fertilidade o declínio e a morte. Então acredito que os processos que levam a criação de corpo( massa) são os processos prioritários todos os outros são consequencias dessa atividade( ai a sintese de psi).O cogu existe para gerar cogu para ter seu gene preservado a psi vem sim na onda dessa atividade. Nós como seres vivos seguimos a mesma linha nascemos, crescemos, reproduzimos e morremos tudo mais que acontece nesse intervalo é subproduto da nossa existência. Produzimos tb nossas substancias mágicas(sero), mas não é por isso que existimos. Claro que não estou diminuindo nosso estar aqui na Terra( aprendemos, evoluimos, crescemos como seres cósmicos), mas reproduzir, preservar o gene é a prioridade.
Lupa disse:
fala Maurício, esclarescendo, o que faz com que a psilocibina suba para o cogumelo, é a difusão simples, quando dois sistemas tem concentrações diferentes de soluto, esse passa do meio hipertônico (mais concentrado) para o meio hipotônico (menos concentrado), e por incrivel que pareça não há gasto energético... imagine o micélio cheio de psilocibina e o cogu sem nenhuma, a psilocibina subiria para o cogumelo para igualar a diferença de concentração.. inclusive é isso que acontece no transporte de nutrientes em árvores gigantescas...

e concordo com suas ultimas colocações...
Cygnus X 1 disse:
Sim, difusão é a parada nestes fungos, sem dúvida, já tentei estabelecer isto como fato aqui já faz um bom tempo.....
Lupa disse:
CURIOSIDADE:

achei aqui no Leninger a rota de síntese de triptofano apartir do fosfoenolpiruvato (pruduto da glicólise)...
estão envolvidas 12 enzimas nesse processo..

juntando essa informação às informações sobre glicólise (postadas no tópico Bioquímica) e as informações abaixo:

escrito por Lazaris:
"The experimental data suggest a sequence: tryptophan -> tryptamine -> N-methyltryptamine -> N,N-dimethyltryptamine -> psilocin -> psilocybin" ...


escrito por Frederico:
Instituto Brasileiro de Estudos Homeopáticos - IBEHE

Segundo o Dr. Omar Geraldo Lopes Diniz:

"O Psilocibe Cubensis sintetiza triptofano a partir da glicose que se transforma em psilocibina devido a outros fatores."

podemos concluir que em todo o processo de síntese da psilocibina apartir da glicose estão envolvidas 26 enzimas... 9 delas fazem parte da via glicolítica, 12 são da própria via da síntese do triptofano apartir do fosfoenolpiruvato e 5 delas participam da via da síntese da psilocibina apartir do triptofano... só para ter uma idéia da complexidade e do alto gasto energético que envolvem a síntese dessa substância...

estou fazendo uma pesquisa, e pretendo esquematizar essa rota da síntese de psilocibina, assim como possíveis outras rotas...
se alguém tiver alguma informação que possa me ceder....

se alguém sober a fórmula estrutural dessa molécula?: tryptamine, por favor me informe, pois dependo dessa informação para montar o esquema...

vou adiantar a rota apenas com os nomes dos compostos:

Glicose -> glicose-6-fosfato -> frutose-6-fosfato -> frutose-1,6-bifosfato -> gliceraldeído-3-fosfato + diidroxiacetona fosfato -> (2) gliceraldeído-3-fosfato -> 1,3-bifosfoglicerato -> 3-fosfoglicerato -> 2-fosfoglicerato -> fosfoenolpiruvato -> 2-ceto-3-desoxi-D-arabinoeptulosonato-7-fosfato -> 3-desidroquinato -> 3-desidroshiquinato -> shiquimato -> shiquimato-5-fosfato -> 3-enolpiruvilshiquimato-5-fosfato -> corismato -> antranilato -> N-(5´-fosforribosil)-antranilato -> enol-1-O-carboxifenilamino-1-desoxirribulose fosfato -> indol-3-glicerol fosfato -> triptofano -> triptamina -> N-metiltriptamina -> N,N-dimetiltriptamina -> psilocina -> psilocibina

cada seta representa uma enzima...

se alguém tiver alguma informação sobre síntesa da Baeocistina me diz também... pela fórmula estrutural, acho que ela vem depois da psilocibina...
Lupa disse:
esses alcalóides tem um alto "preço" para serem sintetizados, e não existiriam se não ouvesse uma função muito importante para eles... a minha dúvida é: qual é a função desses alcalóides?? alguém tem algum palpite..??
suisso disse:
Mas e secando num forno a baixa temperatura? pelo menos por um tempo apos eles sairem do sol??
eh mto prejudicial?

e cogus secos podem ser usados como? cigarro? cha? comida?
Daek Mosunami disse:
Afinal...


Qual melhor processo de secagem?


Eu quando morava nos EUA so comia secos... numca comi frescos... nao posso dizer muito, mais os cogumelos de la eram muito potentes sim... Eles viam na BAG secos como um papel, tinha uma pó AZUL e toda sua volta.. eram tamanos medios e pequenos sempre! Era impressionante o pó azul que continha neles... As trips eran intensas...

Sobre oque o marcos falou, eu falo q ele esta errado!!! pois 5 gramas de secos valem muito mais que 5g de frescos, pois pra se ter 5g de secos vc precisa muito mais que 5g frescos para tornar 5g de secos... Entao eeeeerradddoooowww


Otra, tomar 5 gramas de cogumelos secos eh intenso d+++++... la eu tomava no maximo 3.5 gramas...

pax
Teonanacàtl disse:
Olá para todos.

Apesar de ja ter participado de vários outros foruns antigos, como a GH (hyperspace) e o psycho, essa é minha primeira mensagem aqui.

Fico feliz com o nível das discuções e gostaria de acrescentar alguma coisa a esse tópico. Primeiro, quero começar dizendo que há 5 anos seco p. cubensis pelo método da estufa de luz (parecido com o do pote de sorvete, mas coloco tudo, cogus e lampada, dentro de uma caixa de papelão). Já dissequei com cloreto de calcio uma vez, mas diante da facilidade e preço de se usar a estufa, esse se tornou meu método preferido. quanto a perda de potencia dos metodos, gostaria de dizer que há grande variação de potencia (concentração) nos proprios cogus, portanto acho besteira se preocupar demais com a perda da potencia no processo de secagem. O que vale mesmo é secar do jeito mais facil pra vc e descobrir a potencia provando pequenas quantidades. Usando estufa de luz, consigo secar e ter efeitos satisfatórios até 4 ou 5 meses de estocagem adequada. por isso não me preocupo em tentar outros métodos mais sofisticados, já que o time tá ganhando !

Quanto aos ultimos tópicos do LUPA, gostei das suposições e gostaria de acrescentar alguma coisa:

Os alcalóides são substâncias hidrofílicas, ou seja, solúveis em água e insoluveis em lipídeos. Embora concorde que devem estar armazenados em grânulos de secreção nas celulas, não acredito que estejam solubilizados em lipídeos. Mas, um acontecimento precoce no processo de autólise é a desestabilização de membranas celulares. Isso faz com que os alcalóides sejam liberados dos granulos logo no inicio da morte celular, mesmo antes de alterações histológicas serem observáveis ao microscopio optico. É importante lembrar que isso acontece com todas as membranas, inclusive de lisossomas e outras organelas, liberando no meio inumeras enzimas e oxidantes que poderiam degradar a "mágica". Mas então o que fazer ?´É teoricamente impossivel quantizar esse processo tanto em termos de velocidade quanto de concentração, pelo fato de que cada enzima possui condiçoes ideais para atuar, e uma vez que esse processo se iniciou, essas condiçoes (pH, temp., concentração de co-enzimas e etc) variam constantemente. sendo assim, só seria possivel saber como isso ocorre atraves de metodos experimentais que necessitariam de grande estrutura de pesquisa.

Por isso, me parece meio pretencioso demais tentar compreender simplesmente com suposições e raciocíneo lógico como o processo se dá exatamente.

Outra coisa para qual gostaria de chamar a atenção é que toda substancia produzida num organismo possui uma meia-vida, de modo que mesmo antes de colhido, a mágica ja é degradada no cogu, só que é ao mesmo tempo produzida. Isso é mais um motivo para dificultar a elucidação do processo. quanto da perda de potencia se deve a degradação devido a morte e quanto se dá devido a interrupção da produção com manutenção da degradação fisiológia ? vai saber...

Como acho que to falando demais, e colcluindo muito pouco, só gostaria de dizer mais uma coisa, que talvez os ajude a tentar compreender melhor isso tudo: não sei detalhes do processo de produção dos alcaloides, mas já li em algum lugar que são moleculas precursoras do AIA (acido indolil-acetico, se não me engano), que nada mais é que um hormonio de crescimento comum às plantas e alguns fungos.

Bom, é só por enquanto ! me critquem, perguntem, respondam... quanto mais informações, melhor !

"you are what you cache"
Pete disse:
Aí vai uma bela dica... eu tenho uma bandeja de louça com sal onde ponho os cogumelos a secar sobre toalhas de papel... O mais legal que eu descobri foi que reaproveitando as toalhinhas e as secando num aquecedor elétrico que eu tenho bem pequeno, extraindo toda a água, aos poucos foi acumulando uma espécie de sal, cristaizinhos brilhantes, PSILOCIBINA PURA...eu creio... eu raspei algumas toalhas que estavam cheias o suficiente e obtive um pouco de pozinho branco salgado... será que é psilo? Se for, pela aparência, deve de estar bem pura... Tomara que seja mesmo porque tentei extrair com álcool etílico 98º e nao deu...os cogus nao tavam completamente secos também... falooou
Cygnus X 1 disse:
Ando meio parado nas leituras, mas à um boooom tempo atrás eu li algo q indicava que as psilinas ajudam no sistema imunológico do fungo, só q não me lembro qual a ação específica nem razão pra isso...

Acho q é possível afirmar, sem suposições, só senso para-anormal mesmo, que uma das funções do alcalóide é um tipo de comunicação interespécies... daí a "mágica" infama. Agora motivos e objetivos bioquímicos fica complexo...
 

andiorsato

Primórdia
Membro Novo
brother tenho uma duvida hj peguei 2 culler aonde trabalho e vou por numa caixa de sapato um pra mandar o ar para dentro e outro do otro lado para tirar o ar sera q assim ele vai secar bem ou vai demorar de mais ? aqui aonde moro acho bastante amanitas e to fazendo um negocio pra seca eles se alguem sabe se esses culler vao ajuda diga ae
abraço ae valeu ;]
 

User03

Cogumelo maduro
Membro Ativo
brother tenho uma duvida hj peguei 2 culler aonde trabalho e vou por numa caixa de sapato um pra mandar o ar para dentro e outro do otro lado para tirar o ar sera q assim ele vai secar bem ou vai demorar de mais ? aqui aonde moro acho bastante amanitas e to fazendo um negocio pra seca eles se alguem sabe se esses culler vao ajuda diga ae
abraço ae valeu ;]

Deve funcionar sim! Seu sistema é um túnel de vento, e a adição de mais um ventilador pode facilitar ainda mais a saída da umidade.

Mas eu aconselharia outro recipiente, ao invés de uma caixa de sapatos! Até mesmo um cano funcionaria de uma forma mais adequada!
 

AshtarSherry

CONEXÃO
Contribuidor
andiorsato, esses coollers vão ajudar muito sim, e acho a caixa de sapatos muito conveniente, especialmente por ser de papelão, que ajuda a absorver a umidade e é praticamente imune a contaminação por outros fungos. Vai dar certo!
 

AshtarSherry

CONEXÃO
Contribuidor
Melhor verificar isso aí, rain. Pelo que consta, o papelão é usado em clonagens e isolamentos justamente por ser altamente resistente a contaminação por fungos inferiores. E é muito difícil ele ficar úmido com dois coollers circulando o ar dentro da caixa. Eu tenho usado um sistema semelhante e não tenho tido problemas!
 

User03

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Melhor verificar isso aí, rain. Pelo que consta, o papelão é usado em clonagens e isolamentos justamente por ser altamente resistente a contaminação por fungos inferiores. E é muito difícil ele ficar úmido com dois coollers circulando o ar dentro da caixa. Eu tenho usado um sistema semelhante e não tenho tido problemas!

Clonar é uma coisa... usar de recipiente, seja para terrário ou para secagem, é outra!

Ele pode funcionar muito bem para a clonagem, mas não creio que desempenhe um bom papel para ser usado para outra finalidade.
 

mantonelli

Oompa Loompa, do-ba-dee-doo
Membro Ativo
Melhor verificar isso aí, rain. Pelo que consta, o papelão é usado em clonagens e isolamentos justamente por ser altamente resistente a contaminação por fungos inferiores. E é muito difícil ele ficar úmido com dois coollers circulando o ar dentro da caixa. Eu tenho usado um sistema semelhante e não tenho tido problemas!
Eu também já usei um sistema semelhante que funcionou muito bem, é verdade, mas foi uma situação emergencial.

Se tem a intenção de cultivar por muito tempo ainda, não vejo sentido em não investir em algo de melhor qualidade.
 

Jowks

Esporo
Membro Novo
Alguém tem experiência na secagem com sal ou sal grosso? Será que funciona ?
Depois de secos e colocados no pote hermético é possivel trocar a sílica dessecante por arroz ou outro material que "puxe" umidade?
 

tupy

★ vento sul ☆
Administrador

AshtarSherry

CONEXÃO
Contribuidor
Eu permaneço cultivando e tendo ótimos resultados em termos de quantidade e qualidade de meninos santos. Então resolvi desidratar os cogus num desidratador de alimentos. Primeiro adquiri um da FunKitchen, que funcionou bem por 2 anos, então pifou rs... Daí adquiri outro desidratador (melhor, com regulagem de temperatura da desidratação), que tem funcionado muito bem! Bom que dá pra desidratar outros alimentos também, além da Carne dos Deuses. Fiz até Jerkey Beef que ficou SHOW
 

Hellneroni

Hifa
Membro Ativo
Eu permaneço cultivando e tendo ótimos resultados em termos de quantidade e qualidade de meninos santos. Então resolvi desidratar os cogus num desidratador de alimentos. Primeiro adquiri um da FunKitchen, que funcionou bem por 2 anos, então pifou rs... Daí adquiri outro desidratador (melhor, com regulagem de temperatura da desidratação), que tem funcionado muito bem! Bom que dá pra desidratar outros alimentos também, além da Carne dos Deuses. Fiz até Jerkey Beef que ficou SHOW
Tenho secado os cogumelos em touquinha de cozinha presa na grade do ventilador e depois em pote vedado com potinho de cloreto de cálcio.
Eles ficam cerca de 1 dia no ventilador e mais uns 3 no pote até ficarem cracker dry, mas notei um perda de potência bem grande que também pode ser resultado de uma colheita tardia).

Você topa dizer que desidratador você comprou, @AshtarSherry ?
 
Superior