Budismo

Abzû

Aprendiz Psicopompo Metamórfico
Contribuidor
O u repele o que te agrada? E atrai o que desagrada?
Rapaz, que coisa @Ecuador
Passados alguns dias esta sua frase não sai da minha cabeça. Num primeiro instante eu não gostei muito de ler ela. Mas de alguma maneira, parece que no modo automático que o dia a dia acontece, sinto que isso se aplica.
Valeu pela reflexão.
 

Ecuador

Artífice esporulante
Administrador
(28)
Os inimigos interiores, raiva, apego e assim por diante,
Não tem armas nem pernas,
Tampouco possuem coragem ou habilidades;
Então, por que fazem de mim seu escravo?

Guia do Estilo de Vida do Bodhisattva
Capítulo 4

Shantideva
 

Ecuador

Artífice esporulante
Administrador
(...)

Tudo o que passa a existir depende de tudo o mais. Nada surge por si só.

No budismo, geralmente falamos sobre "não-eu". Essa é uma idéia difícil de entender em inglês. O que queremos dizer é que o eu, como normalmente imaginamos, realmente não existe. Assim como o narciso é composto dos nutrientes que extrai do solo, da energia da luz solar, da água que o ajuda a crescer e das abelhas que polinizam, também somos feitos do ar que respiramos, da comida nós comemos, a água que bebemos, os antepassados que vieram antes de nós e tornaram nossa vida possível.

Mas isso significa que, como o narciso é composto de materiais não narcisos, não é um narciso? Claro que não! E da mesma forma para cada um de nós.

Em chinês, a palavra "não-eu" é wuwo, mas wu não significa "não" em chinês. Nega mais do que define. É indefinido. Não é fixo ou concreto. Wu conota fluidez, movimento e até esperança.

A realização de não-eu não é niilista. Significa simplesmente que o eu é algo diferente do que habitualmente supomos que seja.

No Chan, o vazio não é nada. E o nada não é nada. Poderíamos dizer "não-coisa" em vez disso. Nenhum eu pode ser melhor expresso como não. Não o não, não-.

Qual é o significado de não-eu? Infinitude.

(...)


Livre tradução de parte do texto de Guo Jun em: The Calligrapher’s Apprentice
 
Superior