Teonanacatl.org

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

  • Por favor, leia com atenção as Regras e o Termo de Responsabilidade do Fórum. Ambos lhe ajudarão a entender o que esperamos em termos de conduta no Fórum e também o posicionamento legal do mesmo.

Primeira Trip do Ramza

Ramza

Cogumelo maduro
Membro Ativo
21/11/2007
415
73
Olá pessoal. Fiquei 19 dias sem aparecer no forum porque tava de férias. Alguém notou? hehehe

Depois de 9 meses de muitas leituras e tentativas de cultivo tive minha primeira trip enteógena neste domingo, há dois dias.

Já 3 semanas antes dessa trip eu já tinha conseguido colher os cogumelos cambodian cultivados por mim, porém como eu sairia de férias dia 1° eu resolvi esperar para curtir a trip nas férias. No dia que eu fui comer minha mulher disse que não, pois ela estava com medo, e para evitar que a tensão dela me levasse a uma bad resolvi não tomar. A mesma cena se repetiu alguns dias, até que nesse domingo, era meu último dia de ferias e eu queria tomar de qualquer jeito, pois senão, sabe lá quando seria. Estava com medo da áfita que eu tinha na boca ficar me incomodando durante a trip, e também eu tinha algumas preoculpações em mente, coisas do dia a dia. Mesmo assim resolvi ter a trip, pois se eu fosse esperar eu estar completamente bem eu num teria uma trip nunca. Então fui logo, na coragem. Nunca em minha vida tinha usado nenhuma droga além do alcool. Mesmo assim nunca fiquei de porre. Nunca fumei cigarro nem maconha, nem mesmo tomei remédio escondido quando criança. Virgem no mundo das drogas. :p

10:00 tomei 4 cogumelos médios, cambodian, cultivados por mim. Meia hora depois não sentia nada, além das pernas bambas e a vista levemente turva. Então pedi a minha mulher que batesse mais 4 cogumelos no suco e bebi. Foi o total de 2g de cogumelos secos, precisamente pesados. 10 minutos depois de ter tomado a segunda dose já comecei a sentir os efeitos. Eu fiquei deitado na cama ouvindo musicas preveamente escolhidas e lendo gibis da turma da monica e do menino maluquinho, acreditando que isso me garantiria uma good trip. Aos poucos uma paz foi me invadindo e os desenhos do gibi pareciam em alto relevo. Lindo. Continuei lendo normalmente. Aliás, durante toda a trip eu consegui ler perfeitamente qualquer coisa, e até mesmo fazer cálculos. Minha nossão de tempo também não ficou muito alterada.

11:00 levantei da cama e fui falar para minha mulher como eu estava. Ela perguntou se eu tava me sentindo bem, e eu disse "Ta tudo bom demais. Ta tudo meio assim... anos 60, sabe?". Então olhei pra fora e vi as núvens. Quando a gente é criança, fica olhando para as núvens procurando desenhos, mas numa trip é só bater o olho que se vê milhões de imagens. Apareceram milhares de desenhos chineses, maias e budistas, muitos dragões e demônios. Tudo muito lindo. Lindo demais. Tudo fantastico. Sempre que minha mulher falava comigo eu começava a rir. Ria toda hora. Ria de mim mesmo, ria das minha manias que agora eu percebia. Ria do meu jeito mole de falar. Percebi o como tem tanta coisa que a gente faz automaticamente , sem pensar, e a cada percepção dessa seguia mais uma enchorrada de gargalhadas. Eu estava feliz, com tanto conhecimento e percepção transbordando.

Ao andar pela casa, me sentia mais alto. As cores ficaram mais intensas, mas não tanto quanto eu imaginei que ficaria. Tudo na casa parecia se mover como se fosse um reflexo na água, porém não vi nada de anormal. Minha casa continuava sendo minha casa, e eu consegui destinguir muito bem o que era alucinação/imaginação, do que era real, ou petencente ao plano físico.

11:30 voltei para a cama, voltei a escutar música e fiquei olhando pro teto, que parecia estar mais próximo de mim. Se eu fixasse meus olhos, a parede parecia de mover, mas se eu ficasse movimentando meus olhos pelo quarto eu via tudo quase completamente normal. Fixando os olhos nas palmas de minhas mão eu via enrruga e ficar extremamente velha. Acho que essa impressão foi porque eu vi cada veiazinha da palma de minha mão. Então pela primeira vez tentei fechar os olhos. Aí eu vi muitas imagens lindas e supercoloridas. Não era um ver com os olhos, era imagens que viam na imaginação, mas eram bem vivas e coloridas. A imaginação estava transbordando. Eu estava muito feliz com tanta beleza e novamente ri disso. Pensei na minha áfita e disse "há, que se lasque, num to nem aí pra ela hahaha" pensei nos meus problemas, nas coisas que me preoculpava e pensei " E daí? Esta coisinhas do mundo material não importa, olha só que maravilha tudo isso aqui!".

Então fiquei um tempão na cama deitado e de olhos fechado, vislumbrando as visões de minha mente, as vezes eu colocava o fone de ouvido e ouvia uma música e percebia detalhes que não tinha percebido antes. Eu também tinha maior facilidade de entender as músicas em inglês. Fiquei deitado porque eu queria, pois se eu me concentrasse, podia me comportar como uma pessoas normal, mas se eu quizesse podia dar asas ao que se passava em minha imaginação. No auge da experiência eu fiquei deitado e não queria saber de ouvir música, só de ver as maravilhas coloridas de minha mente. Uma paz profunda me invadiu durate toda a trip. Era tudo lindo demais. Os cogus foram muito bons comigo. Era tão bom que eu não consegui conseber como poderia existir bad trip, eu achava a bad uma coisa impossível. Toda hora que eu sentia que a trip tava comessando a passar eu achava ruim, queria mais, tava bom demais.

Dentre vários outros insigths o mais importante foi o seguinte: Uma pessoa se liga a muitas coisas na vida, a coisas materiais e coisas espirituais. A todo momento estamos interagindo com as coisas ao nosso redor e com as coisas da nossa mente, nossos sentimento, nossas lembranças, nossos pensamentos. Qualto mais uma pessoa se desprende das coisas materiais melhor ela vive. Eu associei isso aos chákras do yoga, quanto mais a pessoa se concentra no mundo material mais está se consentrando no chákra inferior, e quanto mais a pessoa se desprende das coisas materiais e se liga as coisas espirituais, às coisas que passam em seu coração, mais perto a pessoa chega perto da iluminação, que seria se concentrar totalmente no chákra mais superior. Até agora estou tento dificuldade de descrever esse insigth em palavras, mas é mais ou menos isso aí que eu disse.

Então falei pra minha mulher, pode tomar que é bom demais. Vai sem medo, isso aqui é bom demais. Quando minha trip já estava acabando começou a trip da minha mulher. Ela pesa 64kilos e ingeriu também 2g de secos cambodiam cultivados por mim. Isso já era quase 14:00h. Eu ainda sentia um pontinho de trip, mas eu me consentrei para ficar aqui no plano material e cuidar dela.

Ao começar a sentir as sensações físicas ela imediatamente lembrou que já havia sentido isso antes, e não foi bom. Ela teve certeza que já tinha sentido isso antes e se arrependeu de ter tomado, e ficou querendo que acabasse logo. Então caiu na bad. Sentiu uma sensação ruim e profunda. Sentiu todos os sentimentos ruins que se pode sentir, medo, tristesa, desespero, raiva, angustia, tudo muito profundamente. Eu fiquei conversando com ela o tempo todo até que ela saiu da bad. Aí ela entrou na good e viu basicamente as coisas q eu vi, mas ela nao ouviu música e nem leu nada. Mas ainda ficava com aquela sensação de que tinha sentido isso tudo alguma vez em algum lugar, tanto a bad, quanto a good trip.

Então ela sentou e colocou a cabeça entre o joelhos e tentou lembrar quando foi. Fez uma auto-regressao e conseguiu lembrar ela criança, tendo a mesmas sensações e ouvindo a mãe dela gritar desesperada. Tudo veio claro na mente dela, o povo correndo com ela para o hospital, e o que antes ela só lembrava como flashs agora veio a toda e completo em sua mente. Nisso ela entro de novo na bad. Durante um período de 2 a 3 segundo ela se sacudiu como uma epiléptica. Ela disse que não viu isso acontecer, durante esse período ela nao teve conciencia do seu corpo, tudo ficou escuro e ela foi a um lugar escuro e com fogo, que leubrou ao filme Constantine, quando ele foi ao inferno. Aguém já viu acontecer isso com alguém? Esse tipo de reação é comum acontecer durante bad trip?

O que aconteceu na infância foi um ovo de solitária no lado esquerdo do cérebro, que provocou esse tipo de coisa. Hoje ela já está curada, mas sempre vinha esses flashs na mente dela e ela não consegui lembrar do que. Ontem conversamos com a mãe dela e todos esses eventos foram confirmado por ela.

Para mim a trip foi linda. Adorei. Quero de novo o mais rápido possível :) Aprendi algumas coisas, mas não posso dizer que me tornei uma nova pessoa. Sou exatamente o mesmo.

Já para minha mulher foi Céu e Inferno. Mas segundo ela nem a good compensa a bad. A bad é ruim de mais, e ela num quer cogumelos nunca mais. Apesar da experiencia ter sido muito ruim e desconfortável ela aprendeu demais. Nunca imaginava aprender tanto numa única tarde. Durante a trip ela aprendeu muito mais coisas do que relatei aqui. Cogumelos são demais.

Obrigado a todos e até a próxima. :pos:
 
Carinha muito boa sua experiencia, os cogus foram super generosos com vc nem tanto com sua esposa mas tudo é aprendizado né!

Parabens e boa sorte na sua proxima jornada psicodelica!


Paz e luz!
 
Carinha muito boa sua experiencia, os cogus foram super generosos com vc nem tanto com sua esposa mas tudo é aprendizado né!

Parabens e boa sorte na sua proxima jornada psicodelica!


Paz e luz!

Acho que os cogus foram muito generosos com ela também, afinal de contas ela aprendeu muito com tudo isso. Agora acabei de receber uma notícia da minha mulher que me deixou muito feliz. Ela disse que está melhor e já até pensa na possibilidade de uma nova trip :D
 
Legal seu relato irmão, é por aí o caminho.

É importante começar com doses baixas, e ir adquirindo bagagem para poder ir mais adiante.

Sou exatamente o mesmo.

Isso eu ainda duvido.
Mas não vamos falar disso agora, deixe as mudanças se mostrarem para você.
Aguarde um tempo, tente digerir ao máximo sua tripp.
Então, vc vai perceber que algo mudou, aí dentro.

Good vibes, firme no caminho;)
 
isso ae bem legal manim

com o tempo se vai acertando suas doses e vai vendo a melhor forma de mergulha e aproveitar cada vez mais!

e sua mulher eh claro sem conhecer mto da enteogenia e tal e com alguns problemas acontece isso mesmo

eu achei mto legal,parece pra mim que o cogu tiro um blokeio ke tava preso na cabeca dela e simplesmente foi removidoe saio sabe,aquela coisa,tirando uma dorzinha pra ela nunca mais voltar..quem sabe ela conseguio curar um trauma de infancia!!;)


good vibes:pos:
 
Isso eu ainda duvido.
Mas não vamos falar disso agora, deixe as mudanças se mostrarem para você.
Aguarde um tempo, tente digerir ao máximo sua tripp.
Então, vc vai perceber que algo mudou, aí dentro.

Good vibes, firme no caminho;)

Na verdade eu aprendi muito, mas não mudei nada. Não é fácil mudar assim de uma hora pra outra. Mas os encinamentos que eu recebi estão me fazendo mudar agora, daqui pra frente. Agora estou mudando aos poucos usando os ensinamentos. Enteógenos ensinam a maneira certa de viver :)

isso ae bem legal manim

com o tempo se vai acertando suas doses e vai vendo a melhor forma de mergulha e aproveitar cada vez mais!

e sua mulher eh claro sem conhecer mto da enteogenia e tal e com alguns problemas acontece isso mesmo

eu achei mto legal,parece pra mim que o cogu tiro um blokeio ke tava preso na cabeca dela e simplesmente foi removidoe saio sabe,aquela coisa,tirando uma dorzinha pra ela nunca mais voltar..quem sabe ela conseguio curar um trauma de infancia!!;)


good vibes:pos:

Espero que sim. Isso só o tempo dirá. Ela disse que aprendeu muito, mas ainda ta tentando organizar as idéias, ainda ta diregindo a trip. Ela percebeu, além disso que eu relatei, muitas outras coisas, inclusive ela tinha um complexo de inferioridade que foi embora com essa trip.:pos:
 
Ramzaaa!

Que experiência e tanto!

Me parece que a magia da enteogenia escolhe a quem influenciar, e pelo que vi, já o influenciou bastante.

O amigo muilok não quis dizer que vc mudaria de uma hora pra outra.

É um processo evolutivo, só vc vai poder colocar em prática as revelações de sua trip. Não o cogumelo em si.

Posso dizer que depois de minha trip nunca mais fui o mesmo. Por uma simples razão, a necessidade constante de se evoluir como indivíduo.

Sempre busquei a evolução, porém, ao viver minha primeira trip, os filtros de minha consciência puderam se desintegrar, e deram passagem ao meu verdadeiro ego. O ego desprendido do super ego.

Foi na minha primeira trip que pude realmente aceitar a amar incondicionalmente. Foi nela também que descobri o poder do amor própio.

Fora o fato de também me ensinar a não julgar o próximo, e sim aceitá-lo, de um jeito ou de outro, agente tem sempre o que aprender com alguém.

Nada está escrito sobre pedras. Somos nós quem construimos nossa própia jornada, e podemos utilizar a enteogenia para nos auxiliar no alcance de nossos objetivos mais pessoais, mais introspectivos.

Hoje posso dizer que estou no caminho da evolução. Antes de ter minha primeira experiência, eu achava que estava neste caminho, porém, não estava.

Só após enxergar a vida por um outro ângulo, pude aceitar minhas fraquezas e lutar contra elas.

Então Ramza, deu tudo certo. Sua primeira trip já te influenciou, e te ajudará a tomar decisões importantes em sua vida pessoal e espiritual. Agora só depende de vc!!!

Forte Abraço!
 
OOOooo Ramza escondendo uns cambodian é? :D
Legal teu relato :pos:
As coisas só tendem a melhorar meu irmão!
Continue na jornada.
 
É isso ai Ramza:), em um de seus posts você disse algo parecido com o que eu queria dizer por aqui.

Muito mais importânte que ter uma trip e aprender muito com a mesma, é praticar o que foi aprendido em seu estado mental agora perante outros ou não.

Quando o aprendizado sai da teoria e acontece na prática é infinitamente mais gratificante e para acontecer, só basta querer, lógicamente muitas coisas podem não parecer tão simples quando esta iniciando a prática.

Lindo relato, fiquei muito feliz pelo casal!

CAMBOCAMBOCAMBOCAMBO
 
Ria toda hora. Ria de mim mesmo, ria das minha manias que agora eu percebia. Ria do meu jeito mole de falar.


Muito boa sua trip! Dei até risada do seu relato!
É muito bom saber que cogumelos tem muito a nos ensinar =D


Abraço!
 
Obrigado pelos comentários amigos. Espero que estejam comentando minha segunda trip logo logo :)
 
muito bacana sua trip. Abordagem adulta, preparo, sem paranoias e medos adolescentes poluindo a mente.

que bom que sua esposa é aberta aos experiementos, topou tomar também. Pelo seu relato, me parece que sua trip foi bem recreativa, enquanto ela teve uma trip de cura, esse ataque epiletico que vc menciona é super normal, é a couraça muscular descarregando a energia represada, os nós traumaticos se desfazendo e relaxando a musculatura do corpo. Que bom que o "eu superior" dela foi direto no ponto necessario, enteogenos são excelentes ferramentas de cura da mente e do corpo

tomar enteogenos juntos aproxima muito o casal. Ou então separa de vez, quando as coisas não vão bem. Me parece que vcs sairam fortalecidos. Regojizo-me com isso, identifico-me com os sentimentos que estão nas entrelinhas de seu relato, pois já viajei algumas vezes com minha esposa também.

que bom que ela conseguiu fazer a regressão ao trauma da infancia. Agora pode trabalhar isso conscientemente, esse material não está mais recalcado no porão da mente dela.

minha esposa também já topou tomar enteogenos comigo, mas ela não encara dosagens altas, tem muito medo da loucura definitiva. Quando jovem, namorei uma garota que também encarava tomar psicodelicos, e o interessante é que ela também sempre tinha essa coisa de chorar muito, depois rir desbragadamente, uma coisa meio ceu e inferno mesmo. Minha esposa segue o mesmo padrão, pelo jeito a sua também. Será que bate diferente dependendo do sexo?

Adoro relatos, obrigado por compartilhar...

Abs!
 
que bom que sua esposa é aberta aos experiementos, topou tomar também.

Eu tenho minhas suspeitas que ela já tomou pensando em curar os traumas dela, por isso as duas bads. Agora ela num quer nem saber mais.

esse ataque epiletico que vc menciona é super normal, é a couraça muscular descarregando a energia represada, os nós traumaticos se desfazendo e relaxando a musculatura do corpo.

Quem bom, estou bem mais tranquilo agora, fiquei bem preoculpado com isso. Mas também é normal a pessoa não se lembrar?

tomar enteogenos juntos aproxima muito o casal. Ou então separa de vez, quando as coisas não vão bem. Me parece que vcs sairam fortalecidos. Regojizo-me com isso, identifico-me com os sentimentos que estão nas entrelinhas de seu relato, pois já viajei algumas vezes com minha esposa também.
Pena que eu acho que não terá outra vez, ela ficou mesmo com medo.



Obrigado por comentar. Abraços.:pos:
 
Demorei um tempão pra decidir que ia tomar 2g, agora pra segunda trip to em dúvida de novo quanto tomar hehehe. Será que 4g agora é muito?
 
Muito legal Ramza
gostaria que a minha primeira fosse igual.
abraço e Paz
 
Back
Top