• Aqui contém tópicos de discussões automaticamente criados para os artigos que são enviados a nossa biblioteca. Para exibir o artigo, clique na aba "overview" dentro de cada tópico. Se você prefere navegar pelos artigos e não pelas suas discussões, acesse a biblioteca aqui. Ou clicando na aba "Biblioteca" em nosso menu principal.

Bulk/Spawn Esclarecimento sobre Técnicas Bulk, Casing ou Balde

Baal

Hifa
Membro Ativo
Obrigado @Salaam`aleik ! só mais uma coisa, se eu colocar no fundo do balde fibra úmida e o spawn que seria o bolo no meio e tampar com saco, precisa ser transparente né? pra que nascem em direção a luz, e uma entrada de ar é o suficiente ou não é preciso?​
 

Salaam`aleik

Kal-hifa
Administrador
Pode abolir a entrada de ar e abrir para abanar, é mais simples e eficiente.

E se eu cobrir com vermiculita e colocar pra frutificar não deixa de ser casing, até porque não há motivos pra esperar a vermiculita colonizar, não?
É verdade, não deixa de ser casing.

Mas eu pelo menos espero o micélio colonizar um pouco a camada e refazer a rede, antes de colocar para frutificar. Até para dar a chance de o micélio cobrir eventuais grãos expostos, e também a camada de casing aderir ao resto.
 
Última edição:

AlfaZemma

Hifa
Membro Ativo
O que acham?

Estou pensando em misturar borra de café + vermiculita para usar como substrato para um bulk - o spawn seria grãos de painço colonizados.

Pensei em colocar também uma colher de calcário...

Vocês acham que os cogus gostam de café? será que é um bom substrato?

outra coisa...

Rola misturar bolos quebrados e grãos colonizados no mesmo bulk (monotube) ?
... [ou seja misturar diferentes spawns]
 
Editado por um moderador:

gldtn

Artífice esporulante
Administrador
Vocês acham que os cogus gostam de café? será que é um bom substrato?
Veja: site:teonanacatl.org borra de café at DuckDuckGo

Lenvando em conta que o pH do café é alto, o cálcario ira ajudar baixar o pH do substrato sim.

Rola misturar bolos quebrados e grãos colonizados no mesmo bulk (monotube) ?
... [ou seja misturar diferentes spawns]
Qual seria o motivo disso? Acelerar a colonização? Se sim, não vejo vantagem em fazer isso. Os bolos quebrados sera suficiente, guarde os grãos para outro cultivo ou colonizar mais quentinha ;)
 

AlfaZemma

Hifa
Membro Ativo
Levando em conta que o pH do café é alto, o cálcario ira ajudar baixar o pH do substrato sim.
Velho, acho que o PH do café é baixo (ácido) e não alto...


Qual seria o motivo disso? Acelerar a colonização? Se sim, não vejo vantagem em fazer isso. Os bolos quebrados sera suficiente, guarde os grãos para outro cultivo ou colonizar mais quentinha ;)
O motivo não seria a velocidade de colonização, seria por bastante fungo pra germinar ao mesmo tempo!

Tenho a cultura liquida que acreditei ser melhor para armazenar do que armazenar os grãos - como você armazenaria os grãos? geladeira?

Obrigado!
 
Editado por um moderador:

gldtn

Artífice esporulante
Administrador
Velho, acho que o PH do café é baixo ( ácido) e não alto...
Engano meu é ácido sim, desculpa! Eu nunca usei mais ja andei pesquisando sobre o uso de café e dizem ser bem facíl de contaminar e muitos preferem não usar por este motivo.

Se tiver que misturar, não tem problema. Só creio que não seja vantajoso. Já guardei na geladeira por pouco tempo sem problemas.
 

Psilo.Cube

Esporo
Membro Novo
Respondendo aqui a dúvida do @Psicx e outros:

Se você deixar o bolo inteiro continua sendo um bolo PF-Tek, mas se despedaçar e cobrir com uma camada de fibra, esperar colonizar a camada e aniversariar depois de colonizada a camada, é um Casing.

A menos que você use um substrato nutritivo na camada (normalmente a fibra ou vermiculita com esterco e mais outras coisas), aí é um Bulk.
A fibra de coco é orgânica, mas não é considerada uma camada nutritiva, para estes propósitos. Então seria um casing mesmo.

Se você colocar camada não nutritiva em cima E embaixo, é um double casing. Que também pode ser feito "de fábrica" nos bolos PF (colocando vermiculita ou fibra no fundo do copo e por cima do substrato, antes de colocar para esterilizar).

Casing ou bulk, se você fizer o cultivo colocando o spawn + substrato direto no fundo de um balde ou caixa fechado, com espaço para os cogumelos crescerem sem o uso de um terrário, é um Monotub.

E finalmente, Spawn ou Inóculo é aquilo que é colonizado previamente para ser despedaçado e usado para inocular uma quantidade de substrato. Normalmente milho ou outros grãos, sem adição de vermiculita ou outros ingredientes que promovem aeração e deixam o substrato colonizado coeso como num bolo.
Legal, muito interessante esse post, está sanando muitas dúvidas do novato aqui. rsrs.

Mas ainda tem duas dúvidas que persistem.

1- Se eu colonizar um bolo SPAWN 100% somente com substrato (geralmente uso trigo ou milho) e aniversariar ele no terrário, ele produzirá cogumelos normalmente, certo? Semelhante ao que ocorre no PF-tek (que além do substrato contém a vermiculita).

2- Se o bolo SPAWN colonizado por si só já produz cogumelos, porque fragmentar o bolo SPAWN para montar o casing? Qual a vantagem de separar individualmente os grãos colonizados e montar o casing? Seria para aerar o micélio? Para aumentar a área de contato?
Porque ao meu entender ele terá que restabelecer comunicação com outros grãos colonizados.

Desde já meu profundo agradecimento a aqueles que estão compartilhando conhecimento!
 
Última edição:

Ecuador

Artífice esporulante
Administrador
1- Se eu colonizar um bolo 100% somente com substrato (geralmente uso trigo ou milho) e aniversariar ele no terrário, ele produzirá cogumelos normalmente, certo? Semelhante ao que ocorre no PF-tek (que além do substrato contém a vermiculita).

Bolos somente de grãos geralmente não frutificam diretamente. Por isso se faz casing ou bulk com eles.

Uma vantagem do substrato com vermiculita (ou fibra de coco) é poder frutificar diretamente.
 

Psilo.Cube

Esporo
Membro Novo
Bolos somente de grãos geralmente não frutificam diretamente. Por isso se faz casing ou bulk com eles.

Uma vantagem do substrato com vermiculita (ou fibra de coco) é poder frutificar diretamente.
Saquei, é necessário fazer o casing para frutificar. Mas tem uma coisa que eu ainda não entendi.
Porque se deve fragmentar o bolo SPAWN? Tem haver com aeração? É pra quebrar a fase de dormência? Ou é pra que os grãos colonizados restabeleçam contato com outros grãos? Ou tem haver com a ausência ou presença de vermiculita (que é adicionada na montagem do casing)?

Alguém sabe me responder?
 
Última edição:

Ankardo

Primórdia
Membro Ativo
Saquei, é necessário fazer o casing para frutificar. Mas tem uma coisa que eu ainda não entendi.
Porque se deve fragmentar o bolo? Tem haver com aeração? É pra quebrar a fase de dormência? Ou é pra que os grãos colonizados restabeleçam contato com outros grãos? Ou tem haver com a ausência ou presença de vermiculita (que é adicionada na montagem do casing)?

Alguém sabe me responder?
Parece que você está meio confuso, deixa eu esclarecer umas coisas.

Bolo é só PFTEK, grãos colonizados não são bolo e sim spawn.

Grãos não precisam de "casing" para frutificar, ele precisa de algo que forneça água, que pode ser um "casing" ou um substrato.

O motivo pelo qual é quebrado o micélio colonizado, é que na técnica bulk o substrato (esterco, pó/fibra de coco, palha etc) é colonizado pelo micélio, e cada grão colonizado se torna um ponto de inoculação desse substrato.

E não é necessário quebrar o micélio para que ele frutifique, com um casing na boca do pote ele frutifica de boas, nunca vi ninguém usar essa técnica aqui no fórum mas tem um pictorial em inglês no shroomery: Violet Tek
 
Última edição:

Psilo.Cube

Esporo
Membro Novo
Parece que você está meio confuso, deixa eu esclarecer umas coisas.

Bolo é só PFTEK, grãos colonizados não são bolo e sim spawn.

Grãos não precisam de "casing" para frutificar, ele precisa de algo que forneça água, que pode ser um "casing" ou um substrato.

O motivo pelo qual é quebrado o micélio colonizado, é que na técnica bulk o substrato (esterco, pó/fibra de coco, palha etc) é colonizado pelo micélio, e cada grão colonizado se torna um ponto de inoculação desse substrato.

E não é necessário quebrar o micélio para que ele frutifique com um casing na boca do pote ele frutifica de boas, nunca vi ninguém usar essa técnica aqui no fórum mas tem um pictorial em inglês no shroomery: Violet Tek
Irmão, vc tem razão. Estava me referindo ao Spawn colonizado e erroneamente escrevi bolo. Vou tentar editar para corrigir meu erro.

Voltando ao assunto: No momento em que eu tiver um SPAWN 100% colonizado, basta eu cobrir ele com vermiculita e ele frutificará?

Quando eu chegava a esse ponto (SPAWN 100% colonizado) eu fragmentava todo o spawn, grão por grão, e espalhava por uma bandeja com duas camadas de vermiculita (uma inferior e uma superior ao spawn). Logo após, cobria com papel alumínio e deixava mais umas 3 semanas incubando. Quando eu ia aniversáriar, surpresa: contaminação (Cobweb, eu acho). Já cheguei a ter 100% de contaminação e perder tudo várias vezes.
Tudo isso ocorreu na montagem do casing, mesmo sendo realizado em caixa manipuladora, no ambiente mais asséptico possível.

Se eu não precisar fragmentar o spawn, ele terá menos contato com o ambiente e as chances de contaminar irão diminuir.

Valeu pela ajuda, Obrigado!
 

Ankardo

Primórdia
Membro Ativo
Voltando ao assunto: No momento em que eu tiver um SPAWN 100% colonizado, basta eu cobrir ele com vermiculita e ele frutificará?
Sim, mas é simplesmente a pior maneira de frutificar o cultivo em grãos.

Quando eu chegava a esse ponto (SPAWN 100% colonizado) eu fragmentava todo o spawn, grão por grão, e espalhava por uma bandeja com duas camadas de vermiculita (uma inferior e uma superior ao spawn). Logo após, cobria com papel alumínio e deixava mais umas 3 semanas incubando. Quando eu ia aniversáriar, surpresa: contaminação (Cobweb, eu acho). Já cheguei a ter 100% de contaminação e perder tudo várias vezes.
Tudo isso ocorreu na montagem do casing, mesmo sendo realizado em caixa manipuladora, no ambiente mais asséptico possível.

Se eu não precisar fragmentar o spawn, ele terá menos contato com o ambiente e as chances de contaminar irão diminuir.

Valeu pela ajuda, Obrigado!
Quando tu quebra o spawn, o micélio enfraquece, se a vermiculita estava suja, ou se tu fez em um ambiente muito sujo, ou se já tinha uma contaminação que o micélio cobriu....
 

Psilo.Cube

Esporo
Membro Novo
Sim, mas é simplesmente a pior maneira de frutificar o cultivo em grãos.



Quando tu quebra o spawn, o micélio enfraquece, se a vermiculita estava suja, ou se tu fez em um ambiente muito sujo, ou se já tinha uma contaminação que o micélio cobriu....
Valeu irmão, muito obrigado pela ajuda. Vou trabalhar novamente nos cogus e tentar melhor a montagem do casing. Comprei uma lâmpada UV, deve ajudar a evitar a contaminação.
vlw
 

Ankardo

Primórdia
Membro Ativo
Valeu irmão, muito obrigado pela ajuda. Vou trabalhar novamente nos cogus e tentar melhor a montagem do casing. Comprei uma lâmpada UV, deve ajudar a evitar a contaminação.
vlw
A lâmpada UV destrói os esporos e mata o micelio de psilocybe cubensis.

Pra mim o único momento em que seria bom ter essa lâmpada, seria pra deixar ela ligada em cima do grãos enquanto eles esfriam e talvez pra esterelizar o ar do ambiente que uso pra inocular e tal.

Esqueci de dizer, cara, pra frutificar grãos o mais fácil e prático é o pó de coco.

Eu cozinho até o pó ficar escuro, misturo bem o spawn com os grãos e faço uma camada bem fina em cima, mas bem retinha.
 
Última edição:

Psilo.Cube

Esporo
Membro Novo
A lâmpada UV destrói os esporos e mata o micelio de psilocybe cubensis.

Pra mim o único momento em que seria bom ter essa lâmpada, seria pra deixar ela ligada em cima do grãos enquanto eles esfriam e talvez pra esterelizar o ar do ambiente que uso pra inocular e tal.

Esqueci de dizer, cara, pra frutificar grãos o mais fácil e prático é o pó de coco.

Eu cozinho até o pó ficar escuro, misturo bem o spawn com os grãos e faço uma camada bem fina em cima, mas bem retinha.
A lâmpada UV eu vou usar pra esterilizar o ar e paredes da minha caixa de manipulação, antes de preparar o casing.

Estou pensando em arriscar um cultivo Bulk.

Encontrei na internet Esterco bovino esterilizado, mas será que realmente é livre de microorganismos? Será que é confiável?

 

Ankardo

Primórdia
Membro Ativo
A lâmpada UV eu vou usar pra esterilizar o ar e paredes da minha caixa de manipulação, antes de preparar o casing.

Estou pensando em arriscar um cultivo Bulk.

Encontrei na internet Esterco bovino esterilizado, mas será que realmente é livre de microorganismos? Será que é confiável?

Esterco esterelizado eh um problemão, contamina bem fácil.

Se quiser usar esterco vai ter que pasteurizar.
 

Psilo.Cube

Esporo
Membro Novo
Esterco esterelizado eh um problemão, contamina bem fácil.

Se quiser usar esterco vai ter que pasteurizar.
E no caso de esterilizar esse esterco (autoclave) será que daria certo?
Tecnicamente ele estaria livre de contaminantes, mas será que não perde a qualidade?
Uma autoclavagem é mais eficiente que a pasteurização no controle de microrganismos.
 

Texugo

Hifa
Membro Ativo
E no caso de esterilizar esse esterco (autoclave) será que daria certo?
Tecnicamente ele estaria livre de contaminantes, mas será que não perde a qualidade?
Uma autoclavagem é mais eficiente que a pasteurização no controle de microrganismos.
Sim, é mais eficiente e é exatamente esse o problema.

Você deixa um substrato cheio de nutrientes livre de tudo, qualquer esporo/bactéria que cair ali tem um prato cheio pra colonizar e nenhum limitador.

Já a pasteurização, com sua temperatura certa, mantém os microrganismos bons para o cultivo e esses protegem da eclosão de outros esporos invasores ou semelhante.

Quando você insere o spawn, por ser micélio e em boa quantidade, ele consegue colonizar sem problemas e com segurança.

Mas também é importante não armazenar muito tempo, pois esses mesmos organismos que protegem, vão se proliferar demasiadamente.

Não sei se alguém já tentou inocular estrume esterilizado em condições de laboratório realmente asséptico, mas o trabalho e gasto seria bem maior do que o necessário.
 

Salaam`aleik

Kal-hifa
Administrador
Se realmente for esterco esterilizado, já se foram os microoganismos bons. Que haviam vindo da natureza, e das entranhas da vaca. A flora intestinal. Os bichinhos que curtiram o esterco.

Pasteurizar nesse caso não vai fazer nada, porque não haverá nada mais para matar. Esterilizar novamente, muito menos.

Mas quando se fala em "esterilizado", tem que se ver com que propósito. Pode ser que tenha sido "esterilizado" apenas no sentido de matar sementes de gramíneas, que poderiam germinar e atrapalhar o crescimento da planta que se aduba. Ou seja, pode ter sido apenas pasteurizado, ou fervido, ou cozido a vapor... etc.

Em qualquer caso, sempre é necessário pasteurizar ou esterilizar qualquer substrato, de modo apropriado, você mesmo. Pois nunca se tem certeza da procedência de nada. A menos que seja material laboratorial, por exemplo.

Então,
Será que é confiável?
Não.
 
Superior