Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

Anseios de cultivo inicial e apresentação.

Citrowong

Esporo
Cadastrado
15/09/2021
Mensagens
4
Reputação
0
Pontos de reações
2
Pontos
2
Bom dia/tarde/noite (onde quer que estejam)! Antes de tudo devo agradecer por esse fórum maravilhoso com tanto conteúdo.

Eu tomava bastante chá de cogumelo na minha adolescência (comecei com 15 e a última "dose normal" foi com 17), antes mesmo de fumar o primeiro baseado - hábito esse que nunca foi constante e já não fumo faz bastante tempo. Teve um período que eu e uns amigos íamos no pasto toda semana para caçar.

Reconheci o potencial dos cogumelos mas na cabeça que tinha na época talvez não tenham sido aproveitados 100%, porém devem ter feito alguma alteração ao meu modo de ver o mundo, a arrogância jovem baixou bastante naqueles tempos, não que tenha sumido completamente.

Mas cá estou caminhando para os 25 anos e eles nunca saíram do meu subconsciente, estive faz tempos me "preparando" para um possível ritual que eu via necessidade de acontecer, porém apenas estava esperando o tempo certo. E bem, agora esse tempo está chegando, já consegui muitas das coisas que me causavam conflito: um emprego razoável cujo faço algo criativo, estou casado e nós estamos independentes dos pais, casa "própria" (leia-se: alugada) e um certo conforto decorrente das coisas descritas antes.

Antes que me crucifixem digo que concordo com a posição do fórum e de alguns membros (já li algumas discussões por aqui) sobre não comprar cogumelos e sim cultivá-los. Mas infelizmente por falta de possibilidade de cultivar me dei de presente um tanto de cogumelos secos, comprei restos de cogumelos (a maioria quebrados e praticamente em pó), um total de mais ou menos 45g.

Mesmo com os cogumelos em mãos ainda não fiz a tal ritualística, porém eu, minha esposa e um casal de amigos próximos estamos microdosando já vai fazer 2 meses. Os resultados estão sendo ótimos, estou mais focado, produtivo, empático e até ansioso, acredito que aumentar os sentimentos ruins nos façam procurar a causa deles, então até os efeitos "negativos" se transformam em positivos. Além do mais esse amigo tem TDAH e é incrível perceber o quão atencioso e silencioso ele vem sendo, antes ele não conseguia focar num assunto por mais de 2 minutos e vivia tagarelando, os efeitos tem sido visíveis.

Então cá estou, ainda não comprei nenhum carimbo/seringa pois quero ter tudo certo para produzir. Pretendo crescer no PF Tek em alguns copos de vidro longos e passar posteriormente para um garrafão de 5l (daqueles de água), similar a técnica dos garrafões de 3 litros de garrafa pet que vi aqui.

Porém não quero apenas crescer Cubensis! Mas também Lion's Mane (ou Juba de Leão). Não vi muitas coisas no fórum sobre eles, mas espero que a experiência dos antigos possam me ajudar aqui.

Pretendo utilizar tanto os cogumelos como o próprio substrato do Lion's Mane para consumo, pelo que vi a vermiculita não é comestível. É difícil encontrar conteúdo sobre isso! O que vocês sugeriam para substituir a vermiculita? Como fazer um substrato totalmente comestível após a inoculação e frutificação completa?

Antes que me perguntem: o motivo de comer/ingerir o micélio do Lion's Mane é porque as substâncias que ajudam a reduzir a degeneração dos axiomas se encontram no micélio pelo que andei lendo, outros compostos ocorrem apenas no corpo frutificado.

Pretendo seguir com o "Stamets Stack" modificado, alguns microgramas de Cubensis secos, algumas gramas do cogumelo e do micélio do Lion's Mane também secos e algum vasodilatador como a vitamina B3 que ele recomenda. Porém seguindo o protocolo de 2 dias entre as doses, como já estamos fazendo.

O que acham? Agradeço desde já a atenção!
 

Texugo

.
Membro da Staff
Cultivador Confiável
Cadastrado
02/05/2019
Mensagens
828
Soluções
6
Reputação
7
Pontos de reações
3,033
Pontos
8
Bem vindo.

Não recomendo ingerir vermiculita e nenhum outro substrato utilizado em cultivo.

A vermiculita que fica nos meus cogumelos já é uma baita dor de barriga e mal estar.
E é só o que não consegui limpar.
(Não tive mais depois que comecei a usar só pó de coco).

O Lions mane é fungo de madeira, né?
Não acredito que tenha qualquer substrato que seja seguro consumir.
Todos vão algo que não digerimos ou que podem fazer mal.

Sei que tem gente que consome micélio de amanita cultivado na fibra de coco e diluído no vinho.
Mas só de relatos e fóruns online.
Nunca conheci ninguém.

Acho que só seria viável através de cultura líquida, que é água e mel ou outro aditivo culinário.

Não tô recomendando ou mesmo falando que é saudável. Aliás, até contraindico.

Mas... Tô respondendo o que perguntou.
 

Citrowong

Esporo
Cadastrado
15/09/2021
Mensagens
4
Reputação
0
Pontos de reações
2
Pontos
2
Opa @Texugo ! Obrigado pela resposta rápida, agradeço também pela sua quase onipresença em todos posts que vejo hahaha

No caso não tem como eu deixar de usar totalmente vermiculita? Apenas arroz integral não é o suficiente? Ela tem um papel tão fundamental assim?

Edit: Lion's Mane cresce tranquilamente com PF Tek, pelo que andei pesquisando, não preciso de madeira.
 

Texugo

.
Membro da Staff
Cultivador Confiável
Cadastrado
02/05/2019
Mensagens
828
Soluções
6
Reputação
7
Pontos de reações
3,033
Pontos
8
Opa @Texugo ! Obrigado pela resposta rápida, agradeço também pela sua quase onipresença em todos posts que vejo hahaha

No caso não tem como eu deixar de usar totalmente vermiculita? Apenas arroz integral não é o suficiente? Ela tem um papel tão fundamental assim?

Edit: Lion's Mane cresce tranquilamente com PF Tek, pelo que andei pesquisando, não preciso de madeira.
É o meu tempo de ócio enquanto meu computador compila meu trabalho.
Também por ser preguiçoso e funcionar melhor perto do prazo.

Shiitake também cresce no PFTek, mas a produção é mínima.

Vale muito mais a pena usar serragem.

Pra fazer spawn é suficiente.
Mas para frutificar precisa de substrato para reter umidade e criar um microclima ideal.

Utilizando apenas o grão, pode até ser que frutifique (apesar de incomum), mas o rendimento é tão mínimo e o grão fica tão ressecado que é só perda de tempo.

Vermiculita é substituível pelo pó de coco, que é mais "orgânico".
Mas seria a mesma pergunta se pode comer terra.
Vai morrer se comer? Não. Mas não é algo muito saudável e agradável.
Se bem que tem culturas que praticam a geofagia....

Ainda preferiria a cultura líquida, se tivesse esse objetivo.

Agora tô pensando naqueles frascos de epocler para ingerir micelio hahaha

IMG-20210924-WA0001.jpg
 

Citrowong

Esporo
Cadastrado
15/09/2021
Mensagens
4
Reputação
0
Pontos de reações
2
Pontos
2
Compreendi @Texugo ! Obrigado pelas dicas hehehe

Agora já não encontro mais a fonte que diz que alguns princípios ativos ficam pelo micélio 🤔 Vi em algum post no Reddit mas já era.

Acho que só o fruto basta.

No meio tempo continuo nos meus árduos estudos para em breve começar a primeira produção. Sobre isso tenho uma curiosidade:

Vale a pena tentar diversas variações para uma primeira leva? Por exemplo: frutificar com terrário com pouca umidade e outro com umidade excessiva, fazer o "casing" em uns e deixar de fazer em outros, fazer o cold dunk em uns e apenas colocar na geladeira sem dunk em outros, etc. Não sei se é demais pra quem nem teve a primeira leva... Mas talvez aumente a experiência mais rapidamente, pois já vi argumentos a rodo na gringa que vários processos e cuidados são meio "desnecessários". O que acha disso?
 
Top