Em Andamento 3° Cultivo - Puerto Rican - Munguzatek

Magafafo

Hifa
Membro Ativo
==================
DIÁRIO DE CULTIVO
==================

STRAIN: Puerto Rican
PROCEDÊNCIA: @sheroomeroon me mandou em 2017 :D

---------------------------------------------
SUBSTRATO PARA COLONIZAÇÃO:
---------------------------------------------

GRÃOS:
(x) Milho (munguzá)
( ) Centeio
( ) Trigo
( ) Outro:_____

Método de preparação e esterilização do substrato:
Lavei o milho de canjica branco numa panela umas 5 vezes, esfregando bem os grãos

Na sexta enchi a panela com água, joguei uma colher de sopa rasa (?) de bicarbonato de sódio, 2 colheres médias de café e coloquei para ferver.
(Cuidado ao usar bicarbonato, com a temperatura ele se decompões em carbonato e co2, fazendo bolhas que junto ao amido podem sujar o fogão)

Cozinhei até sentir com a faca que a superfície estava cozida e o interior ainda firme, demorou pouco mais de 10 minutos depois que começou a ferver.

Jogue a água fora e lavei mais 4 vezes com água da torneira, a fim de tirar bastante o amido que manteria os grãos excessivamente grudados.

Escorri o melhor que pude e com um pano de prato sequei os grãos, adicionei uma colher rasa de chá de bicarbonato e uma média de sopa de café.

Coloquei em potes de 200ml com tampa de P5, deixando um dedo da tampa, foram para a panela de pressão com o pano de prato no fundo por uma hora.

-------------------------------------------------
INOCULAÇÃO: Data 06/05/2020
-------------------------------------------------
( ) Seringa Multiesporos
( ) Cultura Líquida
(x ) Outro: Spawn

Tinha duas seringas de esporos que fiz em 2019 com o carimbo de 2017 e estavam a um ano no freezer, levei na mala, ficaram uns 5 dias fora da geladeira e mesmo assim um dos 5 copos colonizou. Esse procedimento foi feito um mês atrás, dos 4 que sobraram, um está contaminado e foi descartado, os outros três serão abertos e receberão spawn igual os copos novos.

Mais tarde haverão updates sobre o terrário do primeiro spawn e a inoculação dos copos novos.
 

Magafafo

Hifa
Membro Ativo
Inoculação 07/05/2020

Acendi o forno no máximo e deixei esquentando um pouco. Peguei uma tesoura e deixei sua ponta mergulhada na água sanitária pura por uns 20 minutos e depois expus a chama do fogão para evaporar o hipoclorito.

Coloquei os materiais na boca tampa aberta do forno e abri o pote colonizado, cada um dos potes novos ganharam dois grãozinhos de milho colonizado, os potes velhos que não tinham colonizado nem contaminado também.

96360361_300509254272188_8568477841627283456_n.jpg

Um dos potes velhos foi deixado em contato direto com a tampa do forno e derreteu o fundo (kkkkkkkkk), todo seu milho foi jogado no pote do colonizado.

96421780_558631291738246_3140974579304890368_n.jpg

Fiz um casing com o milho colonizado restante com grama. Primeiramente fiz um "chá" de grama seca, esperei a água ferver, desliguei o fogo e deixei a grama lá por um dia. Em seguida troquei a água e deixei a grama ferver por uns 15 minutos, desliguei o fogo, deixei o "chá" de grama descansando novamente e algumas hora depois a sequei completamente. Hoje a misturei com um pouco de água fervida e foi para o microondas por 3 minutos.

Os grãos colonizados foram para um potinho verde e encima foi a mirradinha camada de grama úmida (apertada até sair toda água livre). Meu terrário é uma caixa organizadora sem furos com uma fina camada de perlita muito pequena (menos de mm de diametro) em parte do fundo, o melhor que consegui durante a quarentena.

96295964_252437235908143_3435326344710324224_n.jpg

Minha incubadora precisou de aquecimento com essa friaca absurda que está fazendo, infelizmente eu não tenho nada, então improvisei o seguinte: Um pote de palmito encapado com uma calça de moleton com água bastante quente fica num armário pequeno, entre ele e os potes existe um caderno grosso para evitar que o calor excessivo mate o micélio.

96215247_1092268981159317_7004956316766568448_n.jpg96255002_242045490351703_1904895172043341824_n.jpg

Fotos anexas e obrigado pra quem desejou sorte.
 

Magafafo

Hifa
Membro Ativo
Os copos parecem estar se dando bem com os spawns, consigo ver claramente alguns pontos promissores de micélio se espalhando.

Entretanto há um problema. Como os copos de munguzá iniciais feitos com as seringas ficaram muito tempo para serem colonizados, os dois que abri apresentaram um cheio meio estranho. Como não apresentaram visualmente nenhuma contaminação, acredito que o cheiro seja proveniente de fermentação bacteriana, não sei o quanto isso pode retardar minha colonização e o crescimento dos meus cogumelos no casing.

O controle de temperatura do meu terrário é precário para não chamar de inexistente, torço para que meu improviso, muito parecido com o da incubadora, dê conta de resolver esse problema. Estou pensando em colocar uma garrafa de 1 litro com água quente dentro do terrário.
 

Magafafo

Hifa
Membro Ativo
Pensa num cara ruim de manter um diário, volto para atualizar.

Tirando um de desenvolvimento excessivamente lento todos copos foram completamente colonizados, a técnica do spawn é impressionante pela velocidade de colonização.

De longe a colonização mais rápida foi do milho jogado no pote "sujo" com micélio, não demorou uma semana, foi impressionante.

Como meu casing com palha não foi pra frente tive que repensar no meu terrário. Esse longo repensar durou até essa semana, e como podem reparar pelo tempo entre minha postagens, foi mais que os micélios suportaram. Todos micélios recuaram, tirando dois copos, um que salvei para usar o spawn e o outro foi o de colonização demorada.

Comprei um saco de perlita para meu terrário, fibra de coco e arroz integral. Novos potes e a terceira vez que aquelas seringas velhas vão rodar.

Moí o arroz integral, mas não muito, quando visualmente os grãos maiores tinham um terço do tamanho de um grão normal parei de moer. Cortei grosseiramente a fibra de coco (1~1,5cm) e a fervi na panela por alguns minutos por medo da hidratação fazer os potes estourarem quando inchasse (apertei ela e "fritei" rapidamente para secar). Fervi no caneção água de torneira para evaporar os compostos de cloro voláteis .

Misturei a fibra de coco com o arroz e tive certeza que tinha dado errado, não misturava por nada. A água resolveu os problemas, foi só juntar que tudo misturou direitinho. Coloquei água até caírem poucas gotas ao apertar uma bolinha na mão.

Foram para os mesmos potes de antes, lavei com água quente, detergente, água fria, água quente e paninho com álcool (coloquei um pouco no pote e sacudi com a tampa deixando uns minutos). Panela de pressão por uma horinha.

Amanhã irei colocar um grão de micélio em cada pote na boca do forno e fé no micélio.
 

diegosf

Esporo
Membro Ativo
Muito bom! Obrigado por detalhar seus procedimentos, ajudam bastante a verificar possíveis erros meus pela comparação, assim como ter ideias novas!
Também fiz algumas inoculações com canjica, e depois de sofrer um pouco com contaminações por conta do amido, por observação de um membro do fórum, creio que terei mais sucesso no futuro.
Me diga uma coisa, esse bicarbonato de sódio você tem usado pra regular o PH por conta da acidez do café? Ele é eficaz, mesmo?
 

Magafafo

Hifa
Membro Ativo
INOCULAÇÃO 28/06

Sou impressionantemente desleixado nesse processo em comparação a alguns colegas do fórum. Acho que parte dos processos é mais mandinga que ciência, isso pode assustar e afastar uma galera nova e não é o objetivo.

Liguei o forno no máximo e deixei esquentando igual antes de fazer bolo por uns 20 minutos. Abri a tampa, pus a panela de pressão e uma forma velha virada para não derreter o plástico de novo (rs), passei rapidamente um paninho com água sanitária nas superfícies.

A ponta da tesoura ficou uns 15 minutos na água sanitária, depois sequei na chama do fogão. Também joguei um poquinho de água sanitária na tampa para evaporar e tornar o ambiente mais agressivo para esporos do ar (mandinga).

O processo era o seguinte, tirava o pote da panela, colocava a tampa por cima de volta. Destampava os potes de spawn e de substrato o menos possível bem perto de dentro do forno. Pegava UM grão de milho colonizado com a ponta da tesoura e colocava no substrato, lacrava os potes de volta e pronto. Tudo muito rápido, sem chance pro azar.

-----------------------------------------------------------

Por mais que o PH da fibra seja bem próximo de neutro, fiquei meio receoso de não tem pensando no controle dessa variável, até tinha cal mas não usei. Até fervi na água de torneira, acredito que o PH está adequado.

------------------------------------------------------------

@diegosf Sim, segundo a receita que tinha seguido do munguzátek era necessário uma correção por conta do café. Bicarbonato tem pH levemente básico, uma solução saturada tem pH em volta de 8. Quando você aquece o bicarbonato ele decompõe fácil em carbonato, liberando co2 (é fácil de monitorar por conta das bolhas), e esse tem ph acima de 11 quando em solução saturada. Então é razoável usar ele para aumentar o pH do substrato, mas somente depois do aquecimento.
 

ExPoro

Psiconauta Apaixonado. Enteogenista Floyd-Gospel.
Membro Ativo

Magafafo

Hifa
Membro Ativo
Rapaz, cada pote de milho é pra inocular 200 a 300 spawns? Um por milho? Kkkk Que preciosismo hehe
Alá eu fazendo a mandinga que critiquei. Pensei que por usar só um milho manteria o micélio novo com maior pureza genética, tipo aqueles texanos que tem filho com a prima kkkkkkkkkkkkkkkkk.

Mas acho que não vale a pena, já que é perfeitamente possível eu simplesmente escolher uma genética ruim, já que não existe nenhum critério útil de seleção. Ainda sonho em usar placas de petri e culturas de ágar ágar um dia.

NOVIDADES

A incubadora mais ineficiente termicamente do mundo foi melhorada. Agora no lugar de usar água quente no pote de palmito para aquecer o ar do armário e uma calça velha para não ser tão rápido.... rufem os tambores .....

A calça velha foi trocada por uma mala térmica de brinde de natal da sadia, os potes ficam lá dentro, fica quentinho até o outro dia (só aqueço a noite).

EEEEE......

Comprei mais potes de pp5 de 350ml e algumas marmitas de 500 ml, não desistirei de fazer o milho funcionar tão cedo.
 
Superior