• Aqui contém tópicos de discussões automaticamente criados para os artigos que são enviados a nossa biblioteca. Para exibir o artigo, clique na aba "overview" dentro de cada tópico. Se você prefere navegar pelos artigos e não pelas suas discussões, acesse a biblioteca aqui. Ou clicando na aba "Biblioteca" em nosso menu principal.

Injetando água nos bolos colonizados - Raça: THAI KOH SAMUI

  • Autor do tópico Mauricio
  • Data de Início

calimba

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Muito boa essa sua tecnica de injetar agua no meio dos bolos, é bem mais facil que fazer o afogamento normal (dunk). Você notou alguma alteração muito discrepante entre os dois procedimento?
 
M

Mauricio

Visitante
Fala @calimba

O dunk é uma janela pra contaminação.

A 1ª injeção é feita logo depois que os bolos estão 100%.

100 ml de água usada para solver medicamento (destilada).
Encontrada em farmácia ou drogaria.

Minhas seringas são veterinárias, 20 ml de volume.
Encontradas em pet shop.

O procedimento é o mesmo usado na inoculação.
Limpo a superfície de papel alumínio do pote com álcool é injeto.

Furo 4 pontos equidistantes e um central, 20 ml cada.
Depois fecho com fita durex.

Para não expor a contaminantes envolvo os potes em saco de lixo (novos).
Ficam assim 2 dias na geladeira.

Depois do 1º flush apliquei mais água nos bolos.

Esse é o 1º cultivo com bolos que tenho sucesso.

A 1ª vez que cultivei (South America ) tive alguns bolos secos no terrário.
Então fiz o dunk nos bolos restantes e esses contaminaram.

Apesar de utilizar água fervida e os procedimentos corretos.
Foi um cultivo totalmente perdido.

Dai em diante só casing
Como obtive cogumelos logo no 1º casing, esqueci os bolos.

Nesse útimo cultivo (thai), eu tinha pouca vermiculita para os casing
Tentei os bolos novamente injetando água ao invés do dunk.
 
Editado por um moderador:

Night Storm

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Mesmo que vc injete água esterilizada dentro dos bolos, isso num pode ser fatal para o micélio? Estragando-o? Uma vez que precisaria ser cuidadosamente calculado a injeção de água.
 
M

Mauricio

Visitante
Quando solto o bolo do pote para colocar na quentinha de alumínio,
Viro o bolo sobre a quentinha levanto o pote e abaixo novamente.

Ou seja os bolos ficam no terrário uns dias com o pote em cima.
Os bolos recebem luz, oxigênio mas ainda estão protegidos nesses primeiros dias.

Ao notar os primeiros pins abro o terrário e retiro os potes.
Os bolos estão agora livres para frutificarem.

Daí em diante para fotografar ou colher os cogumelos,
levo o terrário para um quarto, limpo-o externamente com água sanitária,
jogo spray de lisol no ambiemte, coloco luvas e máscara e então abro a tampa do terrário.

Esses procedimentos baixaram em muito as contaminações.

O micélio que envolve toda a superfície do bolo deve ser preservado
de qualquer tipo de ataque (biológico, mecanico, etc).

Qualquer trauma nessa superfície diminui as chances de frutificação.

O furo de uma agulha é um trauma mínimo para essa superfície
Com a injeção eu tenho o controle da quantidade de água.
Posso dar 100, 40, 20 ml dependendo da minha observação.

No dunk o bolo é mergulhado em água, fica ali 20, 24 horas.
O bolo absorve água até inchar, com certeza mais do que é necessário.

No dunk, o micélio na superfície do bolo, recebe contato direto com a água.
Com certeza isso é prejudicial.

O uso de vaporizador ultrasonico é justamente para diminuir esse impacto.
 
Editado por um moderador:
P

Phyllomedusa

Visitante
mais uma vez, parabens pelo cultivo Maurício! (y)
Ficou muito bom e sua metodologia bem clara! ;)
Estou tendo problemas aqui com meus bolos de (SA) tbm. Com certeza a proxima vez vou pensar em casing e cultura de micelio em grãos.(y)
BOA SORTE!
 
M

Mauricio

Visitante
Procedimento de injeção de água destilada em bolo 100%.

Material:
Seringas( 20 ml ) e agulhas.
Frasco (10 ml ) de água destilada.
Álcool
Fita durex.
Sacos de lixo novos.
Tesoura

Limpar o tampão de papel alumínio do pote com álcool.
Limpar os frascos de água e tesoura com álcool.

Fazer 4 furos equidistantes e um central.
Limpar os furos com álcool e cobrir com durex.

Imagem 0193.jpg Imagem 0194.jpg

Os potes são colocados em sacos de lixo (novos).
Ficam 2 dias na geladeira.
 
M

Mauricio

Visitante
Flush - 12/06/2006
Imagem 0195.jpg Imagem 0196.jpg Imagem 0197.jpg

2º Flush - 12/06/2006
Imagem 0198.jpg Imagem 0199.jpg Imagem 0200.jpg
 
Editado por um moderador:

Night Storm

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Q maravilha q tah isso hein!

Só uma perguntinha
na foto nº 2 do 2º fluxo oq são akeles objetos não-identificados no bolo do canto inferior direito? Parecem cogumelos pekenos, mas brancos???:confused:
 
M

Mauricio

Visitante
Quando apareceram os primeiros pins nesse bolo, eu virei o bolo de cabeça para baixo.

Queria ver se os cogumelos acompanhariam a direção da luz.

Aí eles cresceram, mas brancos.

São cogumelos albinos.
 
M

Mauricio

Visitante
1ª foto - Sílica reativada
Imagem 0201.jpg
2ª foto - Cogumelos secos obtidos no 1º flush
Imagem 0202.jpg
3ª foto - Carimbos obtidos no 1º flush
Imagem 0205.jpg

2º Flush

Carimbos obtidos após 24 horas.
Imagem 0206.jpg Imagem 0207.jpg Imagem 0208.jpg
Posicionei os mesmos cogumelos sobre outras folhas.
 
Editado por um moderador:

Kynolab

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Mauricio disse:
1ª foto - Sílica reativada
O que seria uma sílica reativada? Como reativar? Por quê a tua está azul? Porque as minhas são brancas, mas algumas parecem estar ficando laranja? :D

Desculpe o questionário, mas tenho essas dúvidas quanto às bolinhas de sílica, caso possa me ajudar... ;)
 

ABRAXAS

Cogumelo maduro
Membro Ativo
essa sílica ai é azul por ter cobalto, a cor azul indica quando ela está seca e a rosa/laranja quando ela está saturada

para reativar a sílica deve se aquecer ela no forno em temperatura superior a 100ºC e inferior a 200ºC, não tenho certeza que de para fazer isso com todos tipos de sílica, mas não vejo por que não
 

allansnake

Cogumelo maduro
Membro Ativo
bons frutos, gostei muito dessa strain, em 2 casings aconteceu aqui de nascerem pequenos cogumelos brancos bem pequeninos, quando colhidos ficaram azuis tb, cheguei a pensar em albinos tb...
as trips que tive com eles foi diferente de todas as que tive com os do pasto, ambos me encinaram muitas coisas...
abraços
 
M

Mauricio

Visitante
Flush - 15/06/2006
Imagem 0209.jpg Imagem 0210.jpg Imagem 0211.jpg Imagem 0212.jpg

2º Flush - 15/06/2006
Imagem 0213.jpg Imagem 0214.jpg Imagem 0215.jpg Imagem 0216.jpg

2º Flush - 15/06/2006
Imagem 0217.jpg Imagem 0218.jpg Imagem 0219.jpg
 
Editado por um moderador:
M

Mauricio

Visitante
Ontem transferi os 3 bolos que restam para uma caixa plástica.

Nesta caixa não há coller para ventilação.
Abro a tampa para troca de ar.

Também não há perlita para umidificação.
Tenho injetado água destilada nos bolos.

Ainda assim os bolos continuam frutificando.
Não há sinal de contaminação.

O objetivo primordial desse cultivo foi a obtenção de carimbos.
Por isso sempre esperei os cogumelos abrirem.

Recolhi os carimbos em folhas de papel alumínio.

Os carimbos estão guardados em ziplog com sílica.
 
Editado por um moderador:

Mortandello

Mortandello Himself
Contribuidor
lindos mesmo
! vc sabe se esse KOH vai bem em meio liquido de cultivo?
tou ficando viciado em reproduzir na agua viu... que coisa linda aquele BOLAO de micelio nadando o dia todo!
se eu conseguir com koh ae eh firmeza... a partir do liquido fica facil testar milhares de meios de cultivo sem medo de errar e perder o print!pelo menos por enquanto tá só aumentando as garrafas aqui! tah quase no ponto pra coar e fazer um cházao. enquanto eu nao faço o chá de micelio , eu vou inoculando em vários meios a partir dessas culturas liquidas! eheheh
 

Night Storm

Cogumelo maduro
Membro Ativo
mortandelo disse:
tah quase no ponto pra coar e fazer um cházao. enquanto eu nao faço o chá de micelio
Me corrijam se eu estiver errado

Mas o fungo num começa a produzir psilocibina apenas qdo o micélio dicariótico está pronto pra frutificar?
 
Superior