Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

Ingredientes que podem ser usados em um BULK OUTDOOR - Dúvidas

MuiLok

Artífice esporulante
Cadastrado
26/09/2006
Mensagens
1,705
Reputação
6
Pontos de reações
537
Pontos
83
Salve amigos!

Então, estou com 2 potes de grãos, em fase de inoculação. Estudo fazer um substrato bulk outdoor.

Tenho alguns itens, que gostaria de saber a viabilidade de usá-los no substrato, pode ser que algum deles não seja recomendado, então prefiro tomar conhecimento antes, pra não ficar sem meus frutos depois... lá vai a lista:

1) esterco de aves - comprado em agropecuária, já curtido, acredito ter origem em aviários de frangos.

2)um tipo de composto orgânico, feito com borra de sucos de uva, serragem, baixo teor de contaminantes, organismos patogênicos eliminados, alto teor de macro e micronutrientes.

3)um substrato utilizado naquelas bandejas que vendem mudas de hortaliças, vindo de um amigo que usa para produzi-las. A base de turfa, fibra de coco, e já misturado com vermiculita. Tb é rico em nutrientes.

4) pó / casca de pinus, comprado em agropecuária

5) fertilizante para solo líquido (não sei se devo usar, ele enriqueçe o substrato, tenho medo que surjam espécies indesejadas)

Bom, basicamente era isso. Será utilizado pó de concha pra corrigir o Ph, alguém sabe alguma proporção? Ulitizarei tb palha (essas de cxs com frutas, mamão) tratada com água, pra aerar e umidificar.

É necessário uso de vermiculita?

Como posso fazer uso de café? borra, ou café líquido na mistura?

Com esses compostos misturados, todos servem como alimento??? seria possível fazer o uso destes, sem esterco?

Amigos, se alguém puder ajudar, desde já agradeço, e postarei resultados.

paz e luz
 
M

Mauricio

Visitante
Fala MuiLok

Tirando o nº 5, basicamente todo o resto pode ser aproveitado.

Casing - Preparo da Camada

https://teonanacatl.org/threads/casing-preparo-da-camada.1082/

No link tem diversas montagens de camada.

Seria bom você conseguir fita para medir pH (tem em loja de produto químico),
para ajustar o pH final da mistura em 7.

Se a mistura ficar com pH ácido (abaixo de 7), bactérias competem com o micélio.

Encontrei o pó de ostra (parece cimento) numa loja de grãos vou usar em breve.

Manobras em ar livre

https://teonanacatl.org/threads/manobras-em-ar-livre.738/
 
Última edição por um moderador:

MuiLok

Artífice esporulante
Cadastrado
26/09/2006
Mensagens
1,705
Reputação
6
Pontos de reações
537
Pontos
83
Brigadão aí Mauricio!!!

Minha maior dúvida, era o esterco de aves... não sabia se era possível, mas porque não né?

Bom... começei ontem, a esterilizar os itens em separado, um potão de cada item já umidecido, vai tudo pra mistura.

Vou utilizar dessa vez uma floreira, dessas retangulares, plásticas. Farei uma camada de argila expandida no fundo, vermiculita, substrato, última camada em cima, vermiculita esterilizada. Será um casing - bulk - outdoor.

Tava pensando, q tu acha de eu pegar meus bolos que estão no terrário, dunkar, cortá-los em partes e mandar pra essa floreira? será que vinga, ou melhor manter os bolos?

Maurício, por aqui encontrei em loja de produtos agrícolas, tudo que citei, o pó de concha, custou 2,30 com 500g + medidor de doses.

Achei interessante alguns substratos que encontrei, como falei, já com adição de vermiculita, fibra de coco, turfa, fertilizantes que enriquecem o substrato, e o melhor, já com PH tendendo a neutro. Talvez, se vc passar por uma dessas lojas que vendem mudas em cxs de isopor, eles tb possuam esses substratos, se interessar, ou aguarda meus resultados, vai que algo aí dentro não é bom?

Grande abraço... muita paz e luz!
 

MuiLok

Artífice esporulante
Cadastrado
26/09/2006
Mensagens
1,705
Reputação
6
Pontos de reações
537
Pontos
83
Ow Maurício, ainda não tinha visualizado o conteúdo dos links q vc me passou acima... ou tinha e tinha esquecido, sabe como é a correria né....

Bom, agora saquei tudo, tá tudo aí... post muito rico e explicativo...

Tá sendo impresso então! forte abraço!
 

Kliphos

Cogumelo maduro
Cadastrado
25/01/2006
Mensagens
445
Reputação
1
Pontos de reações
173
Pontos
76
Será que o fertilizante para solo líquido não poderia ser utilizado (em baixíssimas quantidades) em conjunto com mel, para produzir culturas liquidas e clonagem?

Digo isso em alta escala, fazer um galões... Para por exemplo, 'inocular' todo um terreno.

(Isso se ele não fermentar, produzindo e reproduzindo inúmeras bactérias e micróbios)

;)
 

MuiLok

Artífice esporulante
Cadastrado
26/09/2006
Mensagens
1,705
Reputação
6
Pontos de reações
537
Pontos
83
Será que o fertilizante para solo líquido não poderia ser utilizado (em baixíssimas quantidades) em conjunto com mel, para produzir culturas liquidas e clonagem?

Digo isso em alta escala, fazer um galões... Para por exemplo, 'inocular' todo um terreno.

(Isso se ele não fermentar, produzindo e reproduzindo inúmeras bactérias e micróbios)

;)


Fala Irmão Kliphos!!
Kara, tu ainda vem me assombrar com isso??? huahueee

Desde que tu me falou dessa idéia, não tiro isso da cabeça....
Semana q vem, farei uma clonagem de micélio com mel... será mesmo que depois, se em um galão com água de poço artesiano fervida, mel, pensei em um pouco de cremogema diluída (em água fria senão dá mingau)... tem chances? pq vc acha que fermentaria, pois demora muito tempo será pro micélio se desenvolver?

Mas, se na cultura do 1º pote, o micélio estiver bem forte... vc viu posts do Invitro, acho, que ele usa um agitador magnético? o que impede que a gente dê uma agitada nesse galão com a cultura??

Bom...como já postei, prometi pra mim mesmo não mais esmolar por algumas gramas a mais.... se isso der certo, sai por aí com um canequinho molhando bostas...bem feliz da vida... essa de minar todo um terreno, acredito ser possível... vão arriscar por aí?? QQ novidade, posta aê!!!

Quanto ao fertilizante, acredito que em pouca quantidade, pode sim...desde que esterilizado juntamente com o meio líquido e o mel. Algo pra gente testar irmão!!!

paz e luz!!!
 

Kliphos

Cogumelo maduro
Cadastrado
25/01/2006
Mensagens
445
Reputação
1
Pontos de reações
173
Pontos
76
A idéia é miraculosa demais para esquecer...

Então, em um pote pequeno, o micélio começa a aparecer com força dentro de 2~4 dias (tem muitas variáveis incluídas). Depois desse impulso inicial ele passa a se desenvolver bem lentamente.

Por isso acredito que até que o micélio 'colonize' por completo um galão ou algo maior, o solo líquido irá fermenta.

Mas você mesmo deu uma boa idéia! Viu! Basta dialogar e deixar acontecer que nossas idéias vão amadurecendo.

O que acha de clonar um micélio e quando este estiver no ápice do desenvolvimento e estiver cobrindo parte do pote, aproveitar esse momento e fazer a migração dele para o galão, esterilizado (e esfriado) bem nessa hora? Poderia ser esse o momento ideal para colonizar uma grande quantidade de cultura de liquida e dar menos chances do liquido fermentar ou apodrecer.

São apenas teorias. Não sabemos se o solo liquido vai realmente 'enriquecer' a coisa... Pode ser que ele destrua o micélio, ou o micélio recusa-lo. Já não sei.

Só existe uma maneira de descobrir...

:)
 

Kliphos

Cogumelo maduro
Cadastrado
25/01/2006
Mensagens
445
Reputação
1
Pontos de reações
173
Pontos
76
Alias, do que estamos falando? Esse é um tópico sobre bulk! Olhe que idéia maravilhosa!

Colonizar um mega-bulk (ou vários bulks), espera-lo colonizar, e sair pelo pasto levantando o estrume e deixando um pedacinho de micélio debaixo de cada um, aonde há mais umidade.

:D
 

Infected

Cogumelo maduro
Cadastrado
26/07/2006
Mensagens
305
Reputação
1
Pontos de reações
82
Pontos
73
Nem precisa ser esse substrato bulk, você pode fazer um potão de grãos e sair colocando grãos no pasto, mas não sei como seria a adaptacao de uma strain, que a tanto tempo é usada em cultivos indoor, ao voltar para a "selva".

Talvez seja mais interessante você fazer um print de um selvagem do pasto, aí você pega o print e coloca num borrifador de água, deixa lá um dia inteiro, dá umas boas chacoalhadas de tempos em tempos e depois sai borrifando água em pontos estratégicos no pasto.

Assim eu acho que seria mais eficiente.
 

Pedro

Cogumelo maduro
Cadastrado
14/07/2005
Mensagens
132
Reputação
1
Pontos de reações
67
Pontos
73
Poderia ser esse o momento ideal para colonizar uma grande quantidade de cultura de liquida e dar menos chances do liquido fermentar ou apodrecer.

Cara, tente usar a técnica de clonagem do papelão, muito mais simples e, para mim, tem se mostrado mais eficiente também.

Apenas um grãozinho do Spawn coloniza um pedaço de papelão 3X3cm em questão de dias.

Sem falar que deve ter menos risco de contaminação usar um pedacinho de papelão com micélio para colonizar estrume no pasto. ;)
 

Pantaneiro

Cogumelo maduro
Cadastrado
27/07/2006
Mensagens
437
Reputação
0
Pontos de reações
113
Pontos
73
Composto orgânico é excelente paa outdoor. Eu tinha um cultivo de taz que rendeu cogus muito grandes para essa raça, infelizmente não tirei fotos pois estava sem câmara e cultivo foi dizimado por centopéias.
 

MuiLok

Artífice esporulante
Cadastrado
26/09/2006
Mensagens
1,705
Reputação
6
Pontos de reações
537
Pontos
83
Composto orgânico é excelente paa outdoor. Eu tinha um cultivo de taz que rendeu cogus muito grandes para essa raça, infelizmente não tirei fotos pois estava sem câmara e cultivo foi dizimado por centopéias.

Fala Tapykala, tudo na paz?
Será meu 1º bulk out-door, justamente visando esses maiores exemplares.
Sou marinheiro de primeira viagem nesse tipo de substrato, e tb no outdoor.

Alguma técnica para prevenir insetos?
Será que espalhando veneno para formigas, em um raio de 1m ao redor do cultivo, é viável ou pode contaminar o solo?

Cobrirei a área do bulk com tela sombrite, evitando muita luz e insetos. Farei uma armação, alta e retangular, a qual será coberta pela tela. Nas sobras de tela, no chão, penso em colocar pesos, ou algo que impeça de ser levada pelo vento, e que algum bicho entre no cultivo. Acho que ajuda.

Paz e luz...
 
Top