• Aqui contém tópicos de discussões automaticamente criados para os artigos que são enviados a nossa biblioteca. Para exibir o artigo, clique na aba "overview" dentro de cada tópico. Se você prefere navegar pelos artigos e não pelas suas discussões, acesse a biblioteca aqui. Ou clicando na aba "Biblioteca" em nosso menu principal.

Cultivo de Shimeji

Crânio

TeoBot
Administrador
INTRODUÇÃO

O cultivo de Pleurotus pode ser feito em tronco (da mesma forma descrita para o Shiitake), ou em casas de cultivo com uso de serragem, palhas de capim, bagaço de cana etc... como substrato. Neste segundo sistema vem sendo feito com muito êxito, e com produtividade muito superior ao sistema de troncos.

indisp.png

Esse sistema de cultivo possui muitas vantagens, pois o período de cultivo é mais curto, a produção é estável, e o cultivo pode estender pelo ano todo. Para este cultivo são utilizados potes de vidro ou plástico, caixas e sacos plásticos. Neste texto explicaremos o sistema de cultivo em pote de vidro ou plástico.

Preparação do substrato:

Serragem: a preferencia é para serragem de árvores de folhas largas ou folhas aciculares. Dependendo do tipo de árvore a serragem pode conter substancias resinosas, solúveis ou inibidoras do crescimento. Por isso, antes de sua utilização, a serragem deve ser deixada ao ar livre e exposta por longo período a chuva, orvalhos e raios solares, para que as substancias danosas se decomponham e se percam. Farelo: existem farelos de arroz, milho, trigo etc., o mais utilizado é o farelo de arroz. Contudo o farelo de milho e o de trigo faz aumentar a produção, além de melhorar a qualidade do cogumelo. A este exemplo utilizamos o farelo de arroz, nele misturando 2 a 3 partes de farelo de milho e trigo.

Mistura do substrato: a combinação do farelo e da serragem deve ser feita na proporção de 1:4, em termos de volume, mais água até atingir umidade de 62 a 65 %. Esta umidade deve ser alcançada na serragem pura. A densidade estará correta quando num recipiente com capacidade de 1 litro, o conteúdo pesar de 400 a 430 gr. Mas o padrão é que esse recipiente
contenha 600 gr. O pH deve estar entre 6,8 e 7.

Esterilização: - podemos dizer que a esterilização é a chave do sucesso desse cultivo.

Ela pode ser feita de duas formas :

- em autoclave a 1,0 atm. de pressão e temperatura de 120 C por 1,5 horas, tomando ocuidado para que a temperatura não se eleve demasiadamente, pois as substância nutritivas podem sofrer alterações;

- em câmaras de esterilização a pressão normal com vapor d' água a temperatura chega a 100 C por 5 horas contados a partir do momento em que for atingido os 100 C, tomando cuidado para que a temperatura não abaixe durante a esterilização. Não se deve colocar excesso de potes na câmara, pois pode ocorrer irregularidade na esterilização.

indisp.png

Inoculação: Terminada a esterilização dos potes, quando a temperatura interna abaixar para 20 C, realiza-se a inoculação das "sementes" em condições estéreis, já citada no cultivo do Shiitake em serragem. Um litro deve ser dividido em 50 potes.

Incubação: passado 4 a 5 dias pode haver um acréscimo na temperatura do substrato de 3 a 5 C, acima da temperatura ambiente, e que 40 C por 48 horas ocorre morte do micélio. Assim para permitir que o micélio possa desenvolver uniformemente, o ambiente deve manter temperaturas de 18 a 20 C. Agora é muito importante que o substrato esteja a 25 a 30 C.

indisp.png

Periodicamente deve-se renovar o ar do recinto. A baixa umidade pode desidratar a superfície do substrato, por outro lado, a alta umidade facilita o surgimento de bactérias nocivas, de modo que o recinto deve ser mantido entre 65 a 75 %. Em condições normais com 25 dias de semeados, o pote estará pronto para ser induzido a produção.

Indução: para que os potes tenham uniformidade no crescimento, realiza-se uma raspagem na superfície do substrato tornando-a plana. Logo depois, preenche o pote com água até sua borda. Passada 2 a 3 horas, retira-se água, tampa-se o recipiente, para que a superfície não se resseque e mantenha-o a temperatura de 13 a 16 . 5 a 7 dias após a raspagem inicia-se a formação de primórdios, então abra o recipiente, e aumente a umidade relativa para 90 %. Daqui para diante os cogumelos exigem muita ventilação de ar fresco. A falta de ventilação pode resultar na não abertura do chapéu, na formação de cogumelos compridos, ou no surgimento de ferrugem (avermelhamento e fenecimento).

Colheita: Depois de 7 dias os cogumelos estarão prontos para a colheita, quando o chapéu estiver de 1 a 1,5 cm de diâmetro. Após a colheita retira-se a serragem da base, e acondiciona-se os fungos em bandejas, em porções de 100 a 200 gr, para a comercialização.

:: CULTIVO EM PALHAS, BAGAÇO DE CANA DE AÇÚCAR ::

Preparação do substrato: molha-se a palha ou bagaço até 70 % de umidade, e adicionamos farelo de arroz ou de algodão na base de uns 10 % do peso de bagaço ou palha e misturando-o muito bem. Quanto mais rico em farelo, maior é a produção. Em contra partida maiores são os cuidados a serem tomadas a fim de evitar as contaminações, pois os riscos de infecção desta aumentam.

Pasteurização: este substrato deverá ser levado ao túnel de pasteurização, onde receberá tratamento a vapor d' água, para elevar a temperatura do composto até 90 C por umas 10 a 12 horas. Logo após, deixar a temperatura abaixar sozinha, até 30 C, para executar a semeaduras.

Semeadura: o composto deverá ser ensacado com porções de 7 a 10 kg e receber "sementes" numa quantidade de 2 a 4 % sobre o peso de composto. Se o composto estiver bem rico em farelos há de se aumentar a quantidade de sementes, assim faremos com que o Pleurotus cresça mais rápido do que as contaminações. Os sacos deverão ser amarrados em sua boca, e colocados nas prateleiras.

Incubação: os sacos devem ser colocados em prateleiras, onde ficarão em fase de colonização por 25 a 40 dias. Somente após esse período o composto estará completamente branco (coloração provocada pelo crescimento do micélio)

Indução e Frutificação: Faz-se então vários cortes no saco plástico, de 2 cm de comprimento, por onde apareceram os cogumelos, num prazo de 1 a 2 semanas.

Colheita: após 4 dias a contar do início da brotação, eles estarão grandes o suficiente para serem colhidos, torcendo a base do "pé" do cogumelo ou do cacho se for o caso.

É comum efetuar um toalete no cogumelo cortando na base do pé do cogumelo para eliminar uma parte que fica suja com composto.
 

ArmillariaOstoyae

Primórdia
Membro Novo
Quero fazer o cultivo em pequenas quantidades, não tenho autoclave e nem câmaras de esterilização, posso cozinhar ou não?
Se sim qual o método correto de se cozer?

Desde já agradeço!
 

Enzo

Hifa
Membro Novo
gostaria de saber se é possivel fazer carimbos de shimeji...se não como é possivel conseguir essas "sementes" a partir dos cogumelos ??? Desde já muito obrigado.
 

Enzo

Hifa
Membro Novo
Sim, é possível.

O que os cultivadores chamam de 'semente' são grãos colonizados pelo micélio, ou seja, spawn. Você pode comprar o spawn pronto para inocular o substrato ou fazê-lo você mesmo.
Muito obrigado pelas dicas, pretendo iniciar algumas culturas de cogumelos...em especial o shimeji, sou novo por aqui então se eu estiver fazendo algo de errado me avisem por favor rsrsrs
 

chespirito

Esporo
Membro Novo
Olá.
Antes, eu vinha utilizando sacos plásticos para produção de shimeji branco, mas tinha muito problema de contaminação, por que a palha que eu usava furava os sacos...

Por isto, passei a usar potes de vidro... De fato, eles se desenvolveram muito bem e com muito pouca contaminação.

Porém, agora tenho vários recipientes em ponto de fazer a indução e estou na dúvida. Hoje cedo abri a tampa de alguns, raspei levemente a parte de cima, coloquei água e mantive por duas horas... Depois, virei os potes e deixei a água escorrer...

Segundo as orientações acima, agora devo tampar e aguardar ele se desenvolver...

A dúvida é: tampar hermeticamente? Ou com filtro de ar (algodão, papel toalha, etc) e deixar ar passar pela "tampa"?

Como vocês fazem?
 

Zenonzord

Esporo
Membro Novo
Segundo as orientações acima, agora devo tampar e aguardar ele se desenvolver...

A dúvida é: tampar hermeticamente? Ou com filtro de ar (algodão, papel toalha, etc) e deixar ar passar pela "tampa"?

Como vocês fazem?
Eu faço vários furos de alguns milímetros na tampa e fecho com fita porosa (dessas encontradas facilmente em farmácia).
 

kinopio

Hifa
Membro Ativo
Se for esterilizar na panela de pressão seriam quantas horas?
 
Superior