Controle de pH em culturas P. Cubensis e limites.

novomapa

Hifa
Contribuidor
Existe algum benefício em reduzir/aumentar o pH em fases distintas como colonização, formação de primordias e/ou frutificação?

Pelo que tenho observado, um pH ácido favorece a germinação de esporos. Usando pH 5~6 obtive germinação mais rápida em cultura liquida com 2,0% glicose.

Acompanhando alguns cultivos pude constatar que um pH alcalino, quando aplicado sobre o substrato, aparenta contribuir para controle de alguns contaminantes... O aumento do pH em todo substrato (pré inoculação) poderia prevenir contaminantes?

Qual seria o pH recomendado para um bom desenvolvimento da cultura e os limites/teto de pH (colonização e frutificação); sem prejudicar a cultura de P. Cubensis?
--
Se postei em local não apropriado, desculpe. Não encontrei as respostas no fórum. Poderia indicar leitura adicional?
.
 

Mitopilubare

Hifa
Membro Ativo
Existe algum benefício em reduzir/aumentar o pH em fases distintas como colonização, formação de primordias e/ou frutificação?

Pelo que tenho observado, um pH ácido favorece a germinação de esporos. Usando pH 5~6 obtive germinação mais rápida em cultura liquida com 2,0% glicose.

Acompanhando alguns cultivos pude constatar que um pH alcalino, quando aplicado sobre o substrato, aparenta contribuir para controle de alguns contaminantes... O aumento do pH em todo substrato (pré inoculação) poderia prevenir contaminantes?

Qual seria o pH recomendado para um bom desenvolvimento da cultura e os limites/teto de pH (colonização e frutificação); sem prejudicar a cultura de P. Cubensis?
--
Se postei em local não apropriado, desculpe. Não encontrei as respostas no fórum. Poderia indicar leitura adicional?
.
Cara, esses dias vinha enfrentando problemas com Verticillium Spp. Pesquisando descobri que um dos problemas pode ser acidez do substrato o que seria causado pela água sanitária que eu vinha usando dentro do terrário. Embora não tenha encontrado relatos de que a contaminação seja prejudicial para o consumo humano é sempre procurar evitar.
Belo tópico, de grande utilidade (y)
 

Mitopilubare

Hifa
Membro Ativo
Só que a água sanitária não é acida. O PH gira em todo de 11-12.
Bom saber! Eu gosto muito de usar água sanitária no meu terrário, até borrifo um pouco no próprio casing vez em quando.
Foi lendo um tópico aqui do fórum que vi essa informação, só que bem antigo por sinal.
A principio me pareceu bem convincente a informação pois do que eu li foi o que mais se encaixou no quadro para aparecimento do Verticillium Spp no meu cultivo.
Vlw pela orientação @PsychoEvie (y)
 

Wanderer

Primórdia
Membro Ativo
Qual seria o pH recomendado para um bom desenvolvimento da cultura e os limites/teto de pH (colonização e frutificação); sem prejudicar a cultura de P. Cubensis?
A faixa ideal pro crescimento dos Psilocybes é de pH 6,0 a 7,0. Isso pra colonização. O negócio é que voce deve considerar dificultar o crescimento de contaminantes. Se a sua manipulação é quase estéril, voce pode usar o melhor parametro isolado pro cubensis, já eu prefiro acidificar bem o meio, deixo em torno de 5,5 o pH, mesmo que atrase um pouco o crescimento do micélio, isso porque bactérias sofrem bastante em pH ácido.

Já na parte do casing, eu vi no livro The Mushroom Cultivator, o pH que ele recomenda é de 6,8 a 7,0. Essa parte é difícil a contaminação por bactérias, um tanto pela composição do casing não ser tão nutritiva.

2 coisas que comecei a fazer desde o ano passado fizeram eu zerar as contaminações. 1- Eu preparo o substrato, adiciono a água e deixo em repouso 24 hrs + ou - . 2- Aí passando esse tempo eu adiciono vinagre até chegar no pH 5.5 e só então esterilizo na panela de pressão.

Sobre bibliografia, vc já leu os livros do paul stamets?
 

Samucogu

Hifa
Membro Novo
A faixa ideal pro crescimento dos Psilocybes é de pH 6,0 a 7,0. Isso pra colonização. O negócio é que voce deve considerar dificultar o crescimento de contaminantes. Se a sua manipulação é quase estéril, voce pode usar o melhor parametro isolado pro cubensis, já eu prefiro acidificar bem o meio, deixo em torno de 5,5 o pH, mesmo que atrase um pouco o crescimento do micélio, isso porque bactérias sofrem bastante em pH ácido.

Já na parte do casing, eu vi no livro The Mushroom Cultivator, o pH que ele recomenda é de 6,8 a 7,0. Essa parte é difícil a contaminação por bactérias, um tanto pela composição do casing não ser tão nutritiva.

2 coisas que comecei a fazer desde o ano passado fizeram eu zerar as contaminações. 1- Eu preparo o substrato, adiciono a água e deixo em repouso 24 hrs + ou - . 2- Aí passando esse tempo eu adiciono vinagre até chegar no pH 5.5 e só então esterilizo na panela de pressão.

Sobre bibliografia, vc já leu os livros do paul stamets?
salve irmão, como você mede o pH?
 

Wanderer

Primórdia
Membro Ativo
salve irmão, como você mede o pH?
O certo era usar aquelas fitas de pH, da pra fatiar elas e fazer cada uma virar 4 pra render mais, porém eu estou usando um medidor de pH de solos (o modelo mais podre q tem no mercadolivre por uns 35 reais). Esse de solo eu compacto um pouco a mistura e finco as hastes dentro. Se fosse com as fitas ou pHmetro teria que pegar por exemplo 10g de amostra da mistura, 100ml de água destilada, agitar bem e determinar o pH dessa mistura. Esse de solos funciona bem melhor do que eu imaginava mas ainda tem um erro bem grande. Se a aplicação for só pra fazer uma estimativa dá boa mas se quiser determinar o pH bem certo as fitas são a melhor opção. Aqueles pHmetros mais fodas descalibram bem fácil e são bem trabalhosos, nem compensa ter um.
 
Última edição:
Superior