Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

O Sexto relato - O Palhaço

figurinha

Amor decompositor
Contribuidor
Afiliado
1 Mai 2006
Mensagens
1,285
Reputação
9
Reações
1,131
Pontos
88
O Sexto relato - O Palhaço

(antes de começarem a lêr, preciso deixar claro que, no meio do relato, vocês perceberão que algumas vezes abro o parenteses e comento sobre minha atual situação durante o tempo que estava escrevendo o relato(ainda com alguns efeitos), dentro destes parenteses vocÊs vão encontrar horarios do momento que eu estava escrevendo e talz, por tanto não confundam ao se depara com eles! vou deixar estes momentos na cor laranja ;)).

Uma viajem, vários pensamentos, extensos e esticados momentos de percepção sensorial.

È estranho para mim nestes lapsos e colapsos do pensamento, pensar que estou pensando em como relatar esta “trip”, ainda mais começando com ela do jeito que começou, do FINAL...

É isso ai agora são 00:40AM da data 02/08/09, estou me sentindo muito bem depois de ter passado alguns momentos só, que dediquei a minha própria mente, a trabalhar livremente em meio ao hambiente menos urbano do que estar em casa, é isso, fui caminhar, subi em um morro que é um pasto as 17:30, peguei de minha mochila mágica um ingrediente “mágicogus” para serem misturados com leite e chocolate que também são mágicos para o paladar. Misture, triture e extraia tudo dentro do seu organismo digestivo e manda para a “central” de comandos, uma hora depois ele vai começar o serviço dele, mas até lá, suba a montanha da umas voltinhas, senta na pedra, acha as melhores posições possíveis e se acomode, foi mais ou menos como eu agi(que palavra estranha “agi” eita, acho que nunca escrevi isso antes kkk).

Agradecendo a mim mesmo e a todo o que eu acho que pode me contornar, eu falei todos os meus problemas, tudo o que eu queria e VOU mudar em mim mesmo, perante tudo que venho analisado e sentido em mim. Aquela sensação de “meu deus o tempo não para” e eu nem comecei a fazer nada do dia de ontem, estava me espancando na cabeça desde que entrei de férias, na verdade ela só ficou mais acentuada neste período, que na verdade não foi férias, foi um verdadeiro desperdício de tempo, antes disso ela já acontecia menos “visível”.

A verdade é que olho para minhas coisas e vejo uma baita bagunça, coisas intermináveis, coisas que ficaram ali jogadas, sabe como é... uma hora eu vou terminar de fazer aquilo mesmo, deixa ali por enquanto... bla. Estou cheio disso, tudo está uma zona, até a sala da bateria(que para mim deveria ser uma espécie de templo sagrado) virou uma espécie de museu que nada foi acabado ou museu de coisas começadas e jamais terminadas. E a bagunça tem uma origem talvez até como... “a origem da tragédia”. Mas... é pior, sinto meus pensamentos bagunçados, minha mente confusa, que não consegue terminar algo, inicia mil coisas e não termina nenhuma. E poxa isso é muito foda, não consigo ter a sensação de concluir alguma coisa!

Mas todo bem, vamos tomar uns cogus e rezar pra ver se toda essa bad passa, é como dizem: os chapeludos sempre cobrem nossa cabeça para não torrar no sol.

Na montana....
Passado algum tempo...

PUUUUUUUUUUUMMM(isso não é um peido)MMMMMMMMMM(talvez agora seja)MMMM.... (fedeu sim, peidei geral).
A trip começou a bater, como eu tenho essa mania(é como se fosse um tique de toque ou coisa assim) não resisti e olhei no celular para ver que horas eram 18:30, marquei até de lembrete para não esquecer...(que tosco, nem precisei olhar no celular para lembrar que horas eram).Pa, como de sempre aquela ansiedade(nem sei se é isso mesmo, nem sei porque raios eu falo que é hehe), aquele frio na barriga e vontade de sair pulando pra todo lado no mato bateu em mim(na verdade essa é uma falsa versão do que ocorreu, todo mundo que tomou sabe que ninguém derrepente fica doido aponto de querer ficar pulando sozinho no meio do mato só porque tomou cogus, seria uma desculpa esfarrapada para poder liberar sua insanidade presa, o que não veio ao caso.

Mas sim aquela vontade de me mexer, de levantar, dar uma volta sei lá, normal, acontece com todo mundo, todos os dias, e eu me mexi, estiquei as pernas, peguei umas luvas de frio(e coloquei claro), já estava a noite e como todo mal acostumado, eu quis me agasalhar mais, as sensações eram ótimamente normais ou aparentavam isso, os bocejos aconteciam acho que de 15 em 15 minutos ou mais, talvez eu estivesse cansado de ficar ali parado, ou com sono pois tinha acordado as 09:00AM, quem sabe para meu corpo isso era motivo para bocejar, sei lá, tudo natural.

Acho importante tentar passar a quem lê como era o setting, bom era simples, um pasto inclinado, com vista para o pequeno bairro iluminado, com algumas pedras em volta típico dos terrenos daqui, a luz da lua, estrelas, uma nuvem bastante fina e grande que “separava” eu e a lua deixando uma espécie de anel de luz ao redor da lua, o setting exibia diversas sonoridades, como sons de carro, moto, sons de avião passando, sons de coisinhas estranhas, sons de coisas muito estranhas e alguns sons do além que talvez fosse da minha cabeça, TALVEZ. Hahahahah(não riam é sério).

Acho que nem convêm de eu falar sobre estes “sons do além” que acho que era alguma coisa do meu interior, ou algum som muito distorcido pelas montanhas, etc. mas que eram muito estranhos ERAM. Fiquei muito curiozo a respeito destes sons que vinham como um zunido no ouvido, mas a diferença é que não parecia o som de um mosquito, parecia um som de um hibrido entre vaca e aquele alienígena do independence day. Fazia um Ooooooooooooooo na minha cabeça bem sinistro, que parecia vir de fora, mais precisamente, parecia vir do meu lado direito, procurava para vêr se encontrava algo, mas nada, o som apareceu umas três vezes.(pronto pronto um parágrafo sobre este som está ótimo).

As vezes rolava umas músicas que eu não sabia se era djavan, ou roberto carlos ou o que fosse, mas parecia uma mistura de tudo também, e parecia que alguém estava cantando como em um daqueles karaokê, olhei n direção que o som parecia vir, e dãr vinha do meio da floresta, o que não me fez sentido nenhum, pensei, só me falta sair uns macacos românticos cantando essas músicas do meio da mata. Bizarro, mas rolou, O PENSAMENTO.

Gostava muito de perceber como o vento parecia ser visível para mim, isso foi novo, eu não sei se o que via era só a luz entre alguma nuvem ralinha e lua passsando no pasto, mas eu sabia que podia vêr algo que era novo para mim, ainda terei mais oportunidades para me acostumar com isso então por enquanto deixa de explicações sobre.

Logo de inicio eu sempre me via em pensamentos constantes, muitos mesmo, tão constante quanto o sons de grilos e sapos da noite que ali estavam em toda a região cantarolando, e também logo no inicio olhei para o lado direito e poha não sei por que eu olhava para o lado e via um PALHAÇO sentado, voltado para minha direção apoiado na pedra, com um braço em cima de uma das pernas, claro pintado porém com cores escuras, nada de vermelho cheguei, etc, e me olhando com a face um pouco voltada para minha direita e parcialmente séria meio triste(acho que mais pra séria), bom, para mim também estava óbvio que eu só estava vendo uma pedra, mas os musgos, sombras e formas da pedra me fazia sentir como se estivesse com um palhaço me observando o tempo todo. Eu estava tranqüilo quanto a ele, ele até que era um cara bem bacana e quieto, na verdade ele nem falava muito, com exceção(agora são 01:57AM pupilas daquele geitão lindo vontade de dormir, e em contradição me sinto energético e não quero parar de escrever aqui), ele não falava muito com exceção de quando eu olhei para ele(que era um palhaço de pedra e musgo) e disse, você é só um palhaço... dae essa parte foi sinistra, o palhaço olhando em meus olhos falou: “O palhaço neste momento é você garotão, veja bem, posso parecer um, palhaço, estar vestido como um, mas quem está exercendo a peça de comédia é você, eu só estou te observando aqui, parado, rindo de suas confusões”.

:confused::eek:CONGELEI:eek::confused:................. como? Como pode? Como ele consegue falar sem mexer a boca???? Haha de certa forma foi engraçado, mas o que ele falou me faz algum sentido, na verdade até gostei dele, poxa, atuar como palhaço me parecia melhor do que ficar parado, vendo a vida passar(vendo a melhor e mais bela peça de teatro acontecer) sem vivencia-la, apenas observar não me parecia nada agradável e poxa até pensei em dar um toque de mão com o parceiro, mas ele era de musgo e pedra, e eu ainda sabia disso. Então deixa pra lá, brother o que você me ensinou foi legal, mas não posso me socializar tanto com pedras estranhas, vai que as outras resolvem querer se enturmar também, ai vira festa do povo de pedra, e eu saio roxo. Ta sei que pareceu um pouco sinistro ou ridículo imaginar isso, mas na verdade ele não falava, eu olhava pra ele e pensava o que ele falava, tipo telepatia, a voz dele era a voz do meu pensamento.

Eu percebia em alguns momentos que era possível focar ou desfocar os sons, por exemplo, os carros ao longe que antes ficavam de certa maneira incomodando, estavam mudos, era como se alguém tivesse clicado no botão do controle remoto “MUDO” apontando pro carro, e mágica os motores não fazem sons!! Em compensação os grilos e sons do além estavam a solta, eu escutava sons de bombas e também via coisas estranhas no céu, parecia que estava rolando até um bombardeio ao longe, uma guerra aérea mesmo, que nem ia ser divulgada na mídia, assim ninguém vai ficar sabendo de um possível operação ilegal das forças aéreas em determinada região, bem vocês sabem, vi até um risco de fogo se desfazer bem na minha cara, na montanha da minha frente, e em alguns segundos fez BUM... pelo risco de fogo(q durou 1 segundo aceso) caindo rápido na horizontal(levemente inclinado para vertical) da esquerda para a direita atraz de uma montanha perto do NADA, seguido de um som que parece explosão, pó, pra mim parecia um avião, mas também não me faltavam alternativas do que poderia ser, ataque alienígena quem sabe kuakaukua, talvez um fogos de artifício(no meio da noite, época que não rolou nada Teve algum jogo?? que fez o brilho no céu e talvez com o efeito visu dos cogus eu tenha visto um rastro de fogo e o som que demorou uns 4 segundos para chegar). Haha acho que era qualquer coisa mesmo.

Bom, a noite foi passando fui sentindo mais frio, peguei a coberta pra me esquentar, fiquei variando posições para melhor acomodar o corpo(eu sempre estava ou agachado ou sentado). Fui fazer xixi com alguma dificuldade devido às variadas coisas que me passavam pela cabeça, mas fiz de boa, sem problemas e esparamos.

O pensamento novo da ROLETA me surgiu, essa roleta sempre está rodando, talvez ela represente a terra, se você não roda no tempo dela junto dela, você não acompanha e vai deixando tudo pra traz, e não consegue resolver nada do aqui e agora, porque na verdade você está acompanhando algo que já passou e você até desinteressa por saber disso e prefere tentar acompanhar outra coisa que também é passado, a roleta já girou, ta girando. Conseguir acompanhar o giro da Terra é como acompanhar as forças da natureza e toda energia cósmica que contorna o planeta, e se você o acompanha, você faz tudo no tempo perfeito para ser feito, no final do dia você descansa tranqüilo com aquela sensação ótima de uau fiz tanta coisa hoje(que quis ter feito mesmo) e agora me sinto satisfeito por ter realizado tais coisas. Caso contrário você dorme pensando no que vai ter de terminar para o dia seguinte o que era para terminar ontem e isso fica incomodando.

Bom, não sei se deu para entender algo, por isso vamos voltar ao simples haha, Há não resisti e olhei novamente no celular, eram 21:40 eu acho, fiquei pensando em como eu estava legal, me sentia normal e ao mesmo tempo diferente, quero dizer, eu até conseguia ser eu normal e também conseguia parecer para mim mesmo um estranho.
Minha voz parecia sair normal também quando eu resolvia falar sozinho, e ou cantar Om Namah Shivaya, que na verdade nem sabia o porque estava cantando aquilo, mas minha própria voz cantando aquela música me trazia muito conforto e bem estar, assim como tranqüilidade e calma. Foi ótimo, até ser interrompido pelos acasos de uma trip.

Falando em acaso, fala a verdade, que coisa incrível que é o acaso né, qualquer coisa naquele momento poderia acontecer na minha frente ou nas minhas costas, totalmente imprevisto assim, pufh! Aconteceu. Como sempre, na verdade isso já se tornou algo bem cotidiano em mim, principalmente quando ando de carro, fico analisando todas as possibilidades incríveis de morte ou de acidente naquele momento, e cara é muito louco isso, porque da aquela sensação foda de “Eita meu, eu sei exatamente como é sentir aquela dor e ou morrer daquele jeito”. Mas ai comecei a pirar mais alto, figura, e se o acaso resolve fazer acontecer aqui e agora mesmo? Se saísse do pensamento, puta eu ia estar gritando em minha própria mente: “vai garotão, está acontecendo agora, agora é eu e você, você consegue, vai lá peça alguma ajuda, sobreviva o máximo que puder e se puder, de o seu melhor.”
Viagens que sempre são ótimas pra quem não quer ficar com medo de morrer por ai né. Na verdade é até algo confortável pensar que tudo pode acontecer repentinamente.

O acaso é eterno, e preciso ir seguindo minha viajem, meus pensamentos, eu estava ansioso para ir onde eu me imagina estar, no caso eu focava a visão em um carro passando lá ao longe e me via na posição de estar visualizando-o da calçada do lado dele, andando ao lado do lago e tal(mas eu ainda estava na montanha), estou tentando dizer que qualquer coisa é possível para mim, da mesma forma que o esquema da morte anterior, consigo me posicionar facilmente em vários locais e vivenciar aquilo como se estivesse realmente lá.

A todo momento eu de alguma maneira também me sentia normal e pensava, puts, será que estes efeitos, só estou tendo por causa de uma irregularidade de oxigenação no corpo? Me perguntava isso pois para mim eu estava normal, com algumas modificações no campo sensorial é claro, mas pensava, E se eu chegasse aqui na semana que vem fizesse tudo novamente porém SEM ingerir cogumelos? É o que aconteceria se eu simplesmente ficasse aqui 3 horas seguidas parado no mesmo lugar, a noite, pensando na minha vida, na vida em geral e outras coisas? Eu ainda acredito que em estando normal eu também iria ter a sensação de estar vendo um palhaço do meu lado, porque de certa forma tudo ainda parece normal. E talvez eu também escutasse sons estranhos vindo de algum lugar não definido, sei lá as vezes diminuindo o nível de oxigenação no corpo, tipo uma breve sessão de meditação, o que será que rolaria? Fica ai minha dúvida.
E se na verdade, os cogus não fazem nada? E se o efeito deles for somente dilatarem minhas pupilas e de certa forma aumentar minhas capacidades sensoriais ou coisa simples? E o resto for tudo eu mesmo que faço, por acreditar que está acontecendo?
Quem sabe se eu mesmo estou fazendo as virtuosidades que acho que os cogumelos é quem faziam? Sim falo daqueles super pensamentos, das super idéias, super ensinamentos.
Na verdade, seria bem melhor descobrir que nem precisa-se deles para atingir tal coisa, e que na verdade ele seria algo meio ritualístico, tipo você come por comer e depois vai fazer uma sessão solitário para pensar, ou junto de outros para se divertir, ou para trocar idéia, sei lá. Mas isso ficou na minha cabeça por alguns momentos, e poxa eu VOU fazer um teste deste, vou comer alguma coisa pensando, isso é cogu isso é cogu, e isso vai me deixar no alto, e depois de comer eu vou seguir os procedimentos normal de uma trip e por mais que esteja intediante ficar ali sozinho, eu vou me segurar e vou fazer uma seção de respiração simulando algumas coisas que percebi quando tomo doses altas de cogu(a respiração muda muito).

Tive muitas explicações sobre a constância dos momentos, a importância dos momentos e a tolice de ficar bitolando que quanto mais rápido se faz as coisas melhor, tipo aquela frase linda “Time is money”, viva para o dinheiro tudo é ele não perca tempo, se tiver de subir uma rua com os amigos, nem conversa, fica quieto respirando e suba correndo, o mais rápido que puder porque assim você economiza tempo, chega no seu destino e faz tudo que tem pra fazer lá.... mas para mim naquele momento isso era tolice, como não saber viver, poxa as vezes é tão mais legal subir uma rua conversando, sem pressa, olhando a paisagem, rindo dos/com os amigos, amigas, parentes, cachorrinhos da rua, etc. todos sabem, a vida é simples... vou subir essa rua fazendo zigue e zague pois não quero que ela termine nunca, posso ter momentos ótimos aqui subindo ela compartilhando momentos com pessoas, etc. bom, pensamentos né, esclarecimentos, ensinamentos.

Bom resolvi fazer o que estava com vontade de fazer, levantar-me e dar um role pelo bairro mais calmo da cidade, comprimentei a pedra do palhaço sorrindo e comecei a caminhar. Desci o pasto devagar(eu acho), e nestes momentos eu sorria de pensar que a ultima vez que eu havia feito aquilo daquela maneira, foi no dia do casamento de uma grande irmã.(Susu, te amo eternamente maninha). E eu sorria olhando para as estrelas a vêr tudo se repetindo novamente, exatamente como eu havia descrito naquele meu segundo relato a segunda metamorfose, os sons estranhos me seguindo como passos, as sombras sinistras de objetos no pasto, as folhas amareladas na palha, o som dos grilos e sapos a sensação de estar pisando em uma bóstona de vaca, a sensação de estar descendo por um tapete infinito de chão fofo, andando na estrada de terra larga, torta, som de água, a sensação linda de observar tudo como se fosse pela ultima vez, andar por um caminho que faço varias vezes sempre que caminho, mas totalmente novo para mim, muito cheio de detalhes que nunca havia reparado, a sensação péssima, ofuscante e assustadora do meu encontro com o primeiro poste de luz rumo a rua super larga, as luzes mágicas das casas, etc tudo parecia outro mundo, aquele mundo que fazia tempo que eu não visitava, adoro caminhar anoite Nesse lugar, deste jeito.

Bom passei em frente a casa onde minha família e eu moramos, mas passei olhando como se eu não morace ali ou como se eu não fosse eu, olhei para ela por alguns momentos, e pensei, é, ali mora um cara chamado figurinha, que deve ser muito feliz mesmo sendo estranho, como ele de certa forma aparenta ser para mim, eu que gosto muito dele e sou amigo, ele tem uma irmã também que ele gosta muito e pensa muito nela,(cara eu to chorando agora 03:06AM) acho que ele gosta de verdade das pessoas, mas fica preso de mais dentro daquele quarto e não tem tempo para dizer mais a essas pessoas o quanto ele as ama.(porra agora eu estou derretendo em lagrimas. Na hora eu não chorei, mas agora olhando de fora ficou meio que emocionante de mais). Passei reto pela casa desse cara que chamam de figurinha que fica pensando na vida, no relacionamento lindo que ele aparenta ter com a mulher que o acompanha nas nuvens e o faz voar alto na imaginação. Fui mais atrás, em um local que ele gostava muito, neste local tem uma grande pedra que ele costuma ficar sentado em cima pensando e refletindo. Resolvi ir lá também e fazer como ele costumava fazer, sei que foi ali onde ele passou momentos que para ele, foram muito especiais ao lado de pessoas que para ele, são também especiais, a não muito tempo ele conheceu dois seres de pura mágica, vontade e determinação a completar o que eles acreditam que deve ser feito. Ele ouviu e gostou de ouvir o que essas duas pessoas pensavam, e ficou encantado. Pessoas que para ele já eram especiais e que ao conhece-las percebeu que estava enganado, elas eram muito especiais! (Obrigado aos dois de coração e alma)!

Fiquei ali algum tempo, senti o cheiro do mato(parecia que estava com uma caneca de chá de mato na frente do nariz), abri meu leitinho com chocolate e tomei acompanhado das clássicas bananas prata, dei um tempo, viajei bastante neste local.

RESUMINDO POIS ESTOU QUERENDO CAPOTAR NA CAMA HAHAHA

Voltei para casa, brinquei com a cachorrinha que divide a residência aqui, entrei meio que estilo agente secreto todo silencioso, senti o calor que é estar dentro de casa, fui para meu quarto descarregar as coisas, entrei no msn, e encontrei um carinha que poha eu amo de mais, começa com “B” de Bala e termina com “We” de Badawe(rsrsrs), eu me senti uma criança conversando com ele, enfim, ele me mandou um link que eu consegui abrir 7 paginas(descontrolei a quantidade de cliques no mouse e virou uma zona minha tela, cheia de paginas iguais) hahaha.

Eu percebia que estava sendo a maior viajem ficar ali sentado na frente do PC, até porque eu não conseguia fazer absolutamente nada, a não ser ficar pensando sobre isso e também sentindo varias sensações que costumo ter quando estou na frente do pc(que são de certa maneira desagradáveis).
Algum tempo depois, meu pai veio ao meu quarto dizendo que estava interessando na minha mochila, dae eu emprestei ela pra ele e em seguida ele me chamou todo animado para vêr mais algumas de suas invenções ou coisas úteis que ele aprende por ai, como sou um cara que me interesso por isto fui voando atrás dele para ir vêr, foi muito gostoso, fiquei conversando com ele acho que 1 hora inteira, minha mãe me fez comer um bolo super doce, de cenoura que acho que se eu estivesse de larica ia cair bem melhor aukaukak, mas foi ótimo brinquei com ela e me senti ótimo.

Voltei para o quarto após a prosa toda e aqui estou... relatando. A pouco tempo minha irmã chegou e conversamos e rimos bastante durante algum tempo, ela para mim é um anjo e ela sabe. Bom Ká estou, terminando mais um breve relato de como aconteceu parte das muitas coisas que acontecia.

Deixo aquele forte abraço para todos deste fórum
Pois eu os amo muito, mesmo que não percebam ou não sintam isto. EU AMO CADA UM DE VOCÊS!! Pode crer que sim, sempre amei!

Deixo aqui uma homenagem a um cara que acha que não está mais entre nós(ele NÃO morreu e também não é o Michael Jackson), mas nunca vai nos deixar, nem nunca nos deixou... Valeu Mortandello!!(03:16AM)

Acabou uma jornada que só está pra começar!(03:38AM)

:seta:Foto 1: esboço que fiz hoje pela manhã, dele...
:seta:Foto2: a dose.


Palhaço = meu medo de infância, simbolo que adotei para definir coisas que me causavam desconforto e medo no passado. Ele esteve presente em muitos momentos na montanha, e acho que está sempre ao meu lado. Hoje fico feliz por ter tido aquelas sensações estranhas de ter ele ali. me rodiando MEDO:rolleyes::pos:.
CLOWN tint3.jpgS6305546.JPG
 

Mortandello

Mortandello Himself
Contribuidor
Afiliado
1 Nov 2005
Mensagens
6,907
Reputação
21
Reações
5,953
Pontos
98
mas figurinha voce escreve bem!
deveria deixar de ser musico pra virar escritor!
otimo relato.
gostei do tom de proza (k) do relato vou re-ler amanha novamente.
depois de amanhã nao.:pos:
 

Lysergic D

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Afiliado
26 Fev 2009
Mensagens
1,145
Reputação
0
Reações
393
Pontos
72
Que trip bacana heim! Bem diferente e parece ter sido bem suave. Percebi vários insights bem bacanas que me fizeram pensar também.

Para béns e obrigado pelo relato.
 

figurinha

Amor decompositor
Contribuidor
Afiliado
1 Mai 2006
Mensagens
1,285
Reputação
9
Reações
1,131
Pontos
88
mas figurinha voce escreve bem!
deveria deixar de ser musico pra virar escritor!
otimo relato.
gostei do tom de proza (k) do relato vou re-ler amanha novamente.
depois de amanhã nao.:pos:

Quem sabe um pouco de toda forma de expressão, não é mesmo! Imagens, sons, letras, etc uma infinidade de meios de comunicação.

Sempre Presente:pos:

Lysergic D disse:
Que trip bacana heim! Bem diferente e parece ter sido bem suave. Percebi vários insights bem bacanas que me fizeram pensar também.

Para béns e obrigado pelo relato.

A potencia da coisa foi parecida com a do segundo relato, e como você disse, foi sussegado, atingi o que pretendia atingir, dose perfeita para o meu objetivo, manter o ego, manter os medos. E me encontrar com ele, cara a cara, novamente, sem fugir.
Uma Expe muito bem sucedida para mim, fazia algum tempo que não havia tido uma experiência deste "tipo".

Umas eu faço para quebrar barreiras, outras para me colocar diante dos meus medos, diante dos erros, para encontrar(aceitar), que eles existem em mim e então poder solucionalos ou enfrentalos, acredito que quando aceitamos um medo ou um erro este se materializa de tal maneira que se torna visivel, e isso facilita na identificação do mesmo. Coisas como esta podem ser feitas sem o auxilio dos cogumelos, mas eu particularmente tenho maior facilidade em faze-lo utilizando os mesmos.

No final tudo acaba sendo uma auto-expansão chame assim ou não, e vamos fazendo nossa vida né.
Nesta trip eu tomei por que eu sentia necessidade, muita necessidade de encontrar a fonte de meus próprios males, problemas, etc.(óbviamente estavam em mim). um ótimo resultado, estou fazendo mil vezes melhor as coisas que fazia antes, e meus pensamentos estão muito mais organizados de modo que eu me reconheça :D:pos:.

Toda trip é valida!
 

Lysergic D

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Afiliado
26 Fev 2009
Mensagens
1,145
Reputação
0
Reações
393
Pontos
72
Mas que cogu medicinal heim! Fala sério figurinha muito bacana mesmo seu relato agregado a esses ultimos comentários.

Pra mim esse é o verdadeiro xamã. Cogumelo-ferramenta.

Em breve espero compartilhar as minhas também. Que já adianto que quando administradas dessa maneira, como a sua, serão bem parecidas nos objetivos.

Um abraço lysergico pra você!
 

figurinha

Amor decompositor
Contribuidor
Afiliado
1 Mai 2006
Mensagens
1,285
Reputação
9
Reações
1,131
Pontos
88
Mas que cogu medicinal heim! Fala sério figurinha muito bacana mesmo seu relato agregado a esses ultimos comentários.

Pra mim esse é o verdadeiro xamã. Cogumelo-ferramenta.

Em breve espero compartilhar as minhas também. Que já adianto que quando administradas dessa maneira, como a sua, serão bem parecidas nos objetivos.

Um abraço lysergico pra você!

:) Ficarei muito contente em lêr suas experiências Lysergic D!
 

tupy

★ vento sul ☆
Administrador
Afiliado
29 Mai 2006
Mensagens
4,068
Reputação
64
Reações
9,925
Pontos
94
Sou teu fã :pos:
 

figurinha

Amor decompositor
Contribuidor
Afiliado
1 Mai 2006
Mensagens
1,285
Reputação
9
Reações
1,131
Pontos
88

Azrael

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Afiliado
31 Mai 2008
Mensagens
214
Reputação
0
Reações
42
Pontos
62
Muito bela!!!!Muitas informações... Preciso criar corage pra escrever as minhas...

Obrigado por compartilhar!


ABÇ!
 

Vincent

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Afiliado
5 Jun 2008
Mensagens
298
Reputação
1
Reações
78
Pontos
62
Belo Relato!
Sempre que posso levo um
gravador velho que tenho
aqui, ajuda bastante a lembrar
ótimas frases que se revelam
em nossas cabeças durante
a trip ;)

Qual Strain era essa?

Abraço forte!
Continue relatando!
 

figurinha

Amor decompositor
Contribuidor
Afiliado
1 Mai 2006
Mensagens
1,285
Reputação
9
Reações
1,131
Pontos
88
Muito bela!!!!Muitas informações... Preciso criar corage pra escrever as minhas...

Obrigado por compartilhar!


ABÇ!

O que?? Você tomou comgumelos... e diz que precisa de corajem para RELATAR a experiência? O que pode acontecer? Os cogumelos se vingarem de você por vocÊ ter revelado a intimidade sua com eles? ahuahuahua
Valeu Azrael!!

VINCENT disse:
Belo Relato!
Sempre que posso levo um
gravador velho que tenho
aqui, ajuda bastante a lembrar
ótimas frases que se revelam
em nossas cabeças durante
a trip ;)

Qual Strain era essa?

Abraço forte!
Continue relatando!

Tentei uma vez, mas a única coisa que consegui fazer foi não apertar o botão "REC".
A strain... bem, "a moda da casa"?!?!.
Sobre o gravador vou tentar em trips dessas, mais sussa.
(detalhe que sempre notei a dificuldade extrema de me dar com aparelhos eletronicos sob efeitos e isto inclui computador(este maldito), telefone celular, entre outros...
Continuarei!!
 

Psycho Vampire

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Afiliado
21 Jan 2006
Mensagens
106
Reputação
1
Reações
37
Pontos
73
Muito bom seu relato Figurinha! Ótima forma de aprendizado ler relatos assim... tudo muito calmo, no seu tempo e sem noieras..
Legal a parte que vc sabia que era pedras e musgo mas via o palhaço!
To precisando de lugares assim para minhas trips!
flow ótimo relato! :pos:
 

Mortandello

Mortandello Himself
Contribuidor
Afiliado
1 Nov 2005
Mensagens
6,907
Reputação
21
Reações
5,953
Pontos
98
Fala maluco...
Onde encontro Cogumelos pra fazer chá ??

Me responda nesse e-mail por favor.
[/email]

vlw mano

pergunta pro gatinho que ele sabe.

wicca.jpg
 
Superior