Cíclos Curtos

Ramza

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Andei dando uma lida em vários diários e percebi que tem gente que faz cíclos de iluminação de 12h/12h, ou 8h/16h, ou seja, a luz se acente apenas uma vez por dia.

Em outros cultivos ví cíclos onde a luz ficava ligada 15 minutos, depois apagava por 45 minutos. Fazendo o cíclo 24 vezes ao dia.

Quais as vantagens e desvantegens de fazer cíclos grandes de um dia de duração, em relação a fazer vários cíclos pequenos de 1 hora de duração?
 

MuiLok

Artífice esporulante
Contribuidor
Saudações, Ramza :pos:

Em meus cultivos, geralmente utilizo o seguinte padrão de fotoperíodo:

Após aniversariar os bolos, luz branca direta sobre o terrário, no período de 12/12h, até surgirem os pins.

Após a pinagem, o fotoperíodo muda para 5min a cada 3 horas, o que já é o suficiente para os cogumelos devenvolverem "retos". Utilizo este padrão, pois passo a acionar a lâmpada juntamente com o umidificador, utilizando um timer digital.

Não é regra alguma utilizar assim, já tive cultivos quase que com escuridão total.

O fato é que, a luz é muito importante para dar início ao estágio de frutificação, após, ela só serve para guiar a direção de crescimento/desenvolvimento dos frutos.

Se a claridade estiver disponível por bastante tempo, já no estágio de desenvolvimento dos frutos, essa faz os mesmos crescerem mais rápido, porém ficam mais finos e abrem o chapéu antes, se comparados a frutos com controle deste parâmetro.

Espero ter ajudado, um abraço irmão.:pos:
 

Ramza

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Beleza, valeu mesmo. Agora pergunto: Ví em um dos cultivos aqui do forum um cara usando apenas um led azul para fazer essa iluminação. Isso é realmente o suficiente?
 

Atackama

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Beleza, valeu mesmo. Agora pergunto: Ví em um dos cultivos aqui do forum um cara usando apenas um led azul para fazer essa iluminação. Isso é realmente o suficiente?
Se crescem na escuridão total, quiçá com um led !!!
 

Caruero

Cogumelo maduro
Membro Ativo
tem um topico no shroomery q o cara mostra um armario com muitos monotubs utilizando led azul.. otimos resultados.. acredito no led azul sim :p

paz
 

viniciusc

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Bem, já havia colocado este textinho no diário de cultivos de gt do leocbarret, mas reproduzirei aqui. Ele é do livro 'The Mushroom Cultivator', de Stamets e Chilton:
"' Uma aprofundada investigação da fotosensibilidade pode ser encontrada numa tese de mestrado de E.R. Badham (1979). O trabalho reforça as conclusões de outros pesquisadores que trabalham com basidiomicetos: mais 'pins' são formados mediante exposição a luzes azuis e ultra-violeta com picos distintos de 370, 440 e 460 nanômetros. Badham mostrou que estímulos a estes comprimentos de onda por menos de um milisegundo por dia faz com que primórdias se formassem. Em contraste, luz infra-vermelha, vermelha e verde com comprimentos de onda acima de 510 nanômetros eram ineficientes. "
 

tupy

★ vento sul ☆
Administrador
:!:Por favor, não esqueçam de postar os resultados!
 

Atackama

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Bem, já havia colocado este textinho no diário de cultivos de gt do leocbarret, mas reproduzirei aqui. Ele é do livro 'The Mushroom Cultivator', de Stamets e Chilton:
"' Uma aprofundada investigação da fotosensibilidade pode ser encontrada numa tese de mestrado de E.R. Badham (1979). O trabalho reforça as conclusões de outros pesquisadores que trabalham com basidiomicetos: mais 'pins' são formados mediante exposição a luzes azuis e ultra-violeta com picos distintos de 370, 440 e 460 nanômetros. Badham mostrou que estímulos a estes comprimentos de onda por menos de um milisegundo por dia faz com que primórdias se formassem. Em contraste, luz infra-vermelha, vermelha e verde com comprimentos de onda acima de 510 nanômetros eram ineficientes. "
Aprofundada mesmo a informação !!!

Vlw VinicuisC...
 

viniciusc

Cogumelo maduro
Membro Ativo
Eae Cia Oregon! Cara esse livro é uma piração do começo ao fim... legal comparar as técnicas laboratoriais 'do século passado' com as práticas caseiras...ele mesmo cita isso no finalzinho do livro:
'A informação mais útil ao cultivador comercial e caseiro virá de áreas com avanços produtivos e o cultivo de cogumelos exóticos em materiais baratos e de fácil aquisição. Por sorte, esta é uma área de pesquisa que não está além dos meios do cultivador caseiro que inova.'

Tudo a ver, os mestres já enxergaram que dava pra fazer !

Vou completar a informação sobre as luzes com mais um trecho do livro:
' :luz: Iluminação :luz:
Muitos cogumelos cultivados requerem luz para a formação de primórdias e desenvolvimento dos corpos de frutificação. Na verdade, tais cogumelos fototrópicos torecem-se e viram-se mediante uma fonte de luz, especialmente se ela é opaca e distante numa sala escura. Consequentemente, é importante ter no ambiente de cultivo um sistema iluminatório que providencie claridade a todas as áreas e setores.
Lâmpadas fluorescentes são as mais práticas e dão a cobertura mais ampla. Estas lâmpadas devem ser espaçadas e posicionadas verticalmente na lateral das paredes da sala ou horizontalmente no teto sobre a 'ilha principal' (*hm tá me lembrando outro tipo de cultivo _\|/_ hehe. Estas ilhas ele fala porque toma como base um cultivo imenso, numa sala mesmo <-comentário meu). Uma alternativa é montar as luzes na parte inferior de cada prateleira, pelo menos a 18 polegadas sobre a superfície de cultivo. Para eliminar o calor e a consequente ação de secagem por conta da lâmpada, esta pode ser colocada fora da sala.
O melhor tipo de iluminação é a que chega mais próxima à natural: por exemplo uma que tenha pelo menos 140 microwatts por 10 nanômetros por lúmen de espectro azul (440 - 495 nanômetros). Em contraste, luzes brancas 'quentes' fluorescentes têm somente 40-50 microwatts/nn/lum e as luzes 'frias' têm 100-110 microwatts/nn/lum. As lâmpadas comerciais que preenchem os foto-requisitos das espécies mencionadas neste livro são a 'Daylight 65', manufaturada pela Durotest Corporation e que apresenta 'temperatura de cores' de 6500ºK e a 'Vita-Lite' fluorescente com temperatura de 5500ºK. Estas temperaturas de cor providenciam uma quantidade apropriada de luz azul para proporcionar a formação de primórdias em Pleorotus Ostreatus, Psiclocybe Cubensis e em outras espécies fotosenssíveis.'
Isso aí galera, boa sorte nos cultivos e um abração! :pos: ; )
 

Beat

Cogumelo maduro
Membro Novo
indica alguma lâmpada nacional? não encontrei muitas tabelas com temperatura de cor... principalmente de leds...obrigada ;)
 

Spitzenkörper

Cogumelo maduro
Membro Ativo
eu usei led azul no meu cultivo!
Em outro usei um saco azul no topo do terrário, pra refletir pros coguns a parte azul da luz.

Creio q uma luz negra seria filas, mas tb n tem pq nao imitar a natureza... clicos de luz natural 12/12h
 

MuiLok

Artífice esporulante
Contribuidor
eu usei led azul no meu cultivo!
Em outro usei um saco azul no topo do terrário, pra refletir pros coguns a parte azul da luz.

Creio q uma luz negra seria filas, mas tb n tem pq nao imitar a natureza... clicos de luz natural 12/12h
Aí está a questão:
tentar atingir ao máximo uma semelhança com a perfeição da Mãe Natureza. Sempre foi a idéia central quando penso em testar novas técnicas ou fazer novos aparatos para o cultivo.

O ciclo natural, facilmente atingido com uma janela do ambiente onde se está cultivando aberta, já é o suficiente para ter sucesso em um cultivo.

Em cultivos utilizando a luz natural como citado acima, onde eu dispensava o uso de uma lâmpada fria que comumente utilizo, percebi um certo nível de "torção" dos frutos, cheguei à conclusão que isso ocorre devido á movimentação da luz natural na sala, pelo movimento do planeta azul.

Então, se o objetivo for cogumelos retos, que ficam mais belos e facilitam a retirada de prints, o ideal é manter uma fonte de claridade fixa, acima do terrário, e este deve ter elementos internos (paredes, suportes) de cor fosca, evitando que o brilho da lâmpada seja refletido para outros pontos, eliminando assim deformações causadas pelo sentido de crescimento dos frutos.
:pos:
 
Superior