Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

Apresentação, fascínio e dúvidas

Roberson

Esporo
Cadastrado
31/01/2021
Mensagens
3
Reputação
0
Pontos de reações
2
Pontos
2
Boa noite, gente!

Estou bem empolgado de fazer meu primeiro post aqui. Esse fórum foi importante para mim algumas vezes nos últimos meses.

Sem delongas, vamos ao que interessa.

Me chamo Roberson, tenho recentes 26 anos e sou diagnosticado com doenças psiquiátricas. Já foi depressão, depressão+ansiedade e, recentemente, transtorno de personalidade genérico. Este último, incerto. Tive uma agitação psico-motora ano passado e durante a crise aguda o psiquiatra disse que ainda era cedo para saber o que era, mas medicou bem para controlar a crise.

Passado o pico, não sei ainda o que é até por que ele saiu da clínica e não pude ter um diagnóstico mais preciso, mas ainda tomo os medicamentos recomendados por ele:
Quetiapina (25mg), Sertralina (200mg) e Divalproato de sódio (250mg).

Visto que tenho esse problema, procurando pelos tratamentos há muito me deparei comos alucinógenos, mas apenas recentemente me aprofundei (com a leitura do maravilhoso livro do Michael Pollan). Então decidi começar a microdosagem já a algumas semanas e estou cheio de dúvidas:

1 - comprei cápsulas de 200mg no site (excluído pela moderação).

2 - Com informações básicas de cultivo (conseguir uma siringa de micelio, o substrato e a estufa) quero começar. É recomendável ?

3 - já devo estar na 3 semana de microdosagem de 200mg. Hoje tomei 400mg. Quais são as consequências disso ?


4 - Normal ter sono e torpor nos dias de microdosagem para um iniciante ?

Por enquanto é isso. Mas estou ancioso para compartilhar mais da minha história, visão de mundo e experiências que serão interessantes para todos e para aqueles que sofrem de patologias psiquiátricas.

Muito obrigado, gente !
 
Última edição por um moderador:

sert

Esporo
Cadastrado
30/07/2020
Mensagens
26
Reputação
0
Pontos de reações
45
Pontos
3
Bem vindo amigo

A interação de cogumelos e outros psicotrópicos não é recomendada, os efeitos podem se embaralhar ou anular. Chegou a notar alguma diferença com as microdosagens?

Normal ter sono e torpor nos dias de microdosagem para um iniciante ?
Não sou psiquiatra então me desculpe se falar besteira mas quetiapina diminui a atividade cerebral que leva à mania, podendo dar sono e a interação com cogumelos talvez intensifique isso. Já a sertralina (assim como outros antidepressivos) não tem boa interação com TAB porque costumam levar à um estado de humor misto.

Eu recomendaria você pesquisar e conversar com algum psiquiatra QUE ENTENDA pelo menos um pouco de tratamentos com "psicodélicos" pra poder ir desmamando desses remédios aí. Também vale a pena (caso não o faça) conversar com um psicólogo (que de preferência não seja behaviorista) pra juntos descobrirem as causas dos seus gatilhos, as vezes a mudança precisa ser externa e não interna.

Paz irmão, boa sorte com as microdosagens. 😁
 
Última edição:

luaenn

Esporo
Cadastrado
14/06/2021
Mensagens
4
Reputação
0
Pontos de reações
4
Pontos
2
Bem vindo amigo

A interação de cogumelos e outros psicotrópicos não é recomendada, os efeitos podem se embaralhar ou anular. Chegou a notar alguma diferença com as microdosagens?


Não sou psiquiatra então me desculpe se falar besteira mas quetiapina diminui a atividade cerebral que leva à mania, podendo dar sono e a interação com cogumelos talvez intensifique isso. Já a sertralina (assim como outros antidepressivos) não tem boa interação com TAB porque costumam levar à um estado de humor misto.

Eu recomendaria você pesquisar e conversar com algum psiquiatra QUE ENTENDA pelo menos um pouco de tratamentos com "psicodélicos" pra poder ir desmamando desses remédios aí. Também vale a pena (caso não o faça) conversar com um psicólogo (que de preferência não seja behaviorista) pra juntos descobrirem as causas dos seus gatilhos, as vezes a mudança precisa ser externa e não interna.

Paz irmão, boa sorte com as microdosagens. 😁
Oi, sert. Fiquei curiosa, por que um psicólogo de preferência não comportamental?
Pergunto porque estou iniciando a terapia com esta linha agora. E junto com isso, vou começar a fazer a microdosagem. O psicólogo ainda não sabe, vou informá-lo na próxima sessão. Você tem questões com a psicologia behaviorista para acompanhar o uso de cogumelos?

Roberson, como você ficou? Eu li que algumas pessoas experienciam sono e cansaço sim. Algumas resolveram tomando à noite, outras diminuindo a dosagem. Eu vou começar com 100mg.
 

sert

Esporo
Cadastrado
30/07/2020
Mensagens
26
Reputação
0
Pontos de reações
45
Pontos
3
Oi, sert. Fiquei curiosa, por que um psicólogo de preferência não comportamental?
Essa vertente surgiu estudando ação e reação dos animais e se desenvolveu como terapia para os humanos mais relacionada ao comportamento e estímulo-resposta em relação ao meio externo do indivíduo e como o mesmo se relaciona (reage) à ele que de fato à compreensão dos processos mentais do mesmo. Pra eles basicamente se resume a ação e reação, eu acho que isso é superficial, não basta.

É claro que todas as vertentes seguem uma mesma base de aprendizado geral mas a forma que o behaviorismo desenvolve a terapia não sei se condiz com um uso enteogênico. Apesar disso, se você se identifica com esse processo eu diria que TCC abrange uma maior área de compreensão já que junta o estudo do estimulo-resposta do behaviorismo com o estudo da mente e percepção individual da realidade do cognitivismo. Já a humanista (fenomenológica) e gestalt estão mais relacionadas à consciência presente e na minha opinião é aí que está a chave só que encontrar psicoterapeutas que seguem essas linhas de abordagem é mais complicado, a maioria segue o behaviorismo mesmo.

De qualquer forma independentemente da abordagem acho que se houver uma boa relação com o profissional e as energias se encaixarem é o que importa pra terapia fluir bem.
 
Top