Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

Simbiose a longo prazo

Matus

Primórdia
Cadastrado
21/05/2016
Mensagens
127
Reputação
0
Pontos de reações
116
Pontos
20
Olá, boa noite!

No dia 25/05/2014 tive minha primeira experiência com cogumelos mágicos psilocibínicos. Me foram dados de presente por um amigo que estudava na mesma universidade que eu (que não concluí..mas isso são outros quinhentos rs). Como nunca havia experimentado antes nada do mundo das triptaminas a não ser minha própria serotonina, triptofano e melatonina, não poderia imaginar nem saber o que esperar de uma experiência como essa. A experiência em si posso comentar em outro post.
Esse amigo me deu 4 cogumelos Panaeolus Cyanescens que ele encontrou em vasos de uma floricultura perto de onde morava. Foi a única vez que experimentei Pans. Usei sozinho nesse dia, uma Segunda Feira. Depois ele conseguiu pegar mais, que usei com outro amigo na Sexta feira, 29/05, se não me falham as contas rsrs Então pode-se dizer que usei duas vezes.. mas fazem parte de um 'mesmo pacote'.
Depois disso pedi algumas vezes pela internet os Psilocybes Cubensis. Ainda não consegui gerar frutos de meu próprio cultivo.. =( mas é uma de minhas metas! Última vez que consumi foi esse ano entre Fevereiro e Março. Mas nada como as experiências que tive alguns anos atrás.


Agora o ponto dessa postagem é se o consumo ao longo do tempo pode deixar uma 'marca' na gente. Analisando quimicamente qual pode ser o significado de tudo isso somando com percepções pessoais. A psilocibina entra em nosso organismo e pela digestão é transformada em psilocina, que é extremamente similar a serotonina!
Consumo cannabis com certa frequência. Quando acaba as vezes não tem como pegar mais e fico uns dias sem. Pode variar..pode ser 3 dias, uma semana..20 dias! Mas sem neura. Confesso que rola uma ansiedade nos primeiros dias. Meu corpo parece que 'precisa daquilo'. Algo provavelmente ligado a dopamina e mecanismo de recompensa. A cannabis me ajuda em alguns aspectos, mas ela me ilude em outros. Tudo fica muito mental. Entendo - e não apenas mentalmente - como a antítese do cogu, ainda que juntos possam ser complementares. Mas digo em relação a seus efeitos. Até porque a cannabis podemos usar todo dia e ter relativamente o mesmo efeito. Enquanto que os cogus, não.

Agora cheguei onde queria. Perdoem-me a demora. Quando paro de usar cannabis sinto - e sei - que minha serotonina começa a voltar ao normal e minha dopamina tem uma queda. Fico desmotivado...porque não tem cannabis. Isso dura uma semana, digamos. Mas com o aumento da serotonina tenho momentos muito, muito semelhantes aos do cogu. Claro que não tenho visuais, não tem o mesmo poder e força do momento da experiência. Mas posso sentir e encontrar a influência deles em mim mais facilmente sem a cannabis! Isso me faz lembrar o momento em experiências com os cogus, depois de passar duas horas da ingestão, por exemplo. Depois da pêia, seja ela branda ou forte, que ainda estou na força, mas não estou mais confuso nem desnorteado. Então penso..'ué, já acabou? Estou normal!'. kkk Mas não acabou... mas parece muito que sou meu eu verdadeiro. Me sinto satisfeito. Esse momento é muito semelhante aos momentos que tenho quando não estou usando cannabis diariamente. Pode ser que isso pareça óbvio para muitos..mas levou tempo para eu realmente aceitar isso. A cannabis me faz imaginar que alcancei algo, ou me motiva, da aquele boost de energia. Mas só. E o relaxamento não é o mesmo, comparando com os cogus. Pode haver semelhanças as vezes, dependendo da alimentação no dia, da química corporal naquele momento. Há experimentos sobre pequenas doses de cannabis terem poder de aumentar os níveis de serotonina. Mas doses maiores que esse limite podem reverter seriamente esse quadro! Um indicador é a libido. Níveis altos de serotonina são acompanhados de falta de libido. Níveis baixos de serotonina são acompanhados de alta na libido. E provavelmente acompanhados também por um aumento na dopamina. E não estou meramente repetindo palavras. Verifiquei mesmo..e faz muito sentido! Então a cannabis me atrapalha em relação aos 'ensinamentos do cogu', embora uma parte minha adore usar. Isso causa um conflito. Mas penso que administro bem essa situação. Agora não tem e 'tudo bem'. Uma de minhas metas é cultivar uma strain específica..para que me acostume com seus efeitos dentro de determinado padrão. Como experimentei Pans, psilocybes..absorvi uma 'gama geral' do poder ou entidade desses 'seres'. Pretendo ter mesmo um 'aliado', como diria Don Juan para Castaneda.

Meu ponto então é esse. A força deles está rodando em mim agora. Se me concentrar consigo sentir. Em todos que fizeram um uso relativamente prolongado, ou que tiveram vários encontros durante a vida até hoje, a força está aí rodando. O que te impede de ver e sentir com presença física, emocional e mental isso? Tenho meditado bem mais de um ano para cá, com ou sem cannabis. Esse é outro ponto..me interesso muito por 'Gurdjieff Work' e tenho praticado com mais afinco e consistência os exercícios de meditação. Neles pude perceber que uma energia é acordada e que essa energia sou eu. Mais eu do que meu eu diário..e que o cogu já havia me dado vislumbres, mas que eu deveria me esforçar 'sem usar nada' para alcançar. Estou com saudades dos cogus. Sinto que 'necessito' deles novamente. Mas é um sentimento diferente do sentimento da falta de cannabis. Muito diferente... a da cannabis é uma coisa meio possessiva. O cogu é algo calmo, desapegado. Uma saudade de me ver por completo. De estar presente com determinada continuidade.
Penso que consegui fazer meu ponto... rsrsrs
 

Mortandello

Mortandello Himself
Cultivador Confiável
Cadastrado
01/11/2005
Mensagens
6,913
Reputação
22
Pontos de reações
6,103
Pontos
98
belíssimo relato. saudades de ter esse impulso.
 
Top