Incubadora com lysoforme em spray

Tranquilin

Esporo
Membro Novo
Antes de tudo: peço perdão se algum participante do fórum ja fez um post sobre isso, nao fui capaz de achar.

A um tempo atras tentei pela 3 vez um cultivo de psilocybe cubensis pela técnica PF TEK e a strain TKSSS, nas primeiras duas vezes que nao consegui foi por um erro com a panela de pressão, agora dessa ultima vez eu estava estudando bastante a respeito e pensei que pra evitar contaminação eu deveria estelizar
Mto bem antes de tudo, entao fiz o substrato com vermiculita, FAI e água potável, vedei com vermiculita, e fechei com papel alumínio, e mais duas camadas extras de papel, deixei na panela de pressão por uma hr e quinze e deixei na panela de noite e so no dia seguinte na hr de inocular que abri a panela, esterelizei o local de inoculação(banheiro) passei cloro, lysoforme em spray e alcool 92,8 INPM, logo depois de inocular fechei com fita micropore e coloquei as duas camadas extras de papel alumínio novamente, depois coloquei os copos dentro de um saco preto de lixo(10L se nao me engano) e passei lysoforme em spray por dentro do saco, amarrei bem o mesmo e guardei dentro de uma caixa térmica... esperei alguns dias e fui ver como estava os copos, se havia algum desenvolvimento do micélio ou nao. Me deparei com uma situação um pouco frustrante kkkk principalmente pelo fato de ser a terceira vez que tento, enfim, nao havia nenhum sinal de micelio e nem de contaminantes. A questão é a seguinte, por que o micelio nao se desenvolveu?? Foi pelo exagero de esterilização? Principalmente em relacao ao saco preto e lysoforme, ou isso não é prejudicial ao fungo? Muito obrigado pessoal.
HAUX
 

Mitopilubare

Hifa
Membro Ativo
Também estou tendo uns problemas quanto essa questão do micélio não desenvolver, e continuo fazendo tudo da mesma maneira que sempre fiz, é estranho...

É mais aconselhável usar álcool 70 do que álcool 90, isopropílico e tal.

Tens que ter cuidado ao esterilizar o ambiente com os químicos, evitar o contato ao máximo com o substrato, esterilização dele deve ocorrer normalmente na PP, essa de amarrar num saco e mandar Lysol dentro eu acho mal hein, e pra você também, cuidado com o excesso do Lysol, nunca usei, mas já vi matérias sobre ser um produto cancerígeno :morto:

Aprendi que cloro mata tudo, borrifar água sanitária diluída no ambiente de trabalho já se mostra bem eficiente.

Pessoal aconselha esperar cerca de 15 dias para se certificar se o micélio está vivo, eu particularmente acho que se o micélio não da as caras em 1 semana já é de se preocupar.
 

Tranquilin

Esporo
Membro Novo
Também estou tendo uns problemas quanto essa questão do micélio não desenvolver, e continuo fazendo tudo da mesma maneira que sempre fiz, é estranho...

É mais aconselhável usar álcool 70 do que álcool 90, isopropílico e tal.

Tens que ter cuidado ao esterilizar o ambiente com os químicos, evitar o contato ao máximo com o substrato, esterilização dele deve ocorrer normalmente na PP, essa de amarrar num saco e mandar Lysol dentro eu acho mal hein, e pra você também, cuidado com o excesso do Lysol, nunca usei, mas já vi matérias sobre ser um produto cancerígeno :morto:

Aprendi que cloro mata tudo, borrifar água sanitária diluída no ambiente de trabalho já se mostra bem eficiente.

Pessoal aconselha esperar cerca de 15 dias para se certificar se o micélio está vivo, eu particularmente acho que se o micélio não da as caras em 1 semana já é de se preocupar.
Puts irmao, tbm achei que exagerei, mas so depois de ja ter exagerado kkkkkkkk, acho que pelo trauma de estar errando todas as vezes acabei fzn coisas comprometedouras, mto obg pelo ensinamento irmao, haux
 
Superior