Incubação no inverno

Brunostange

Esporo
Membro Novo
Bom dia Pessoal!

Moro em Curitiba, e estamos em pleno inverno, a temperatura está baixíssima e eu tenho visto isso como um grande problema para meu cultivo. Sou novo neste mundo e tenho tentado me informar ao máximo neste momento. Recentemente comprei um kit automatizado na internet justamente por vir com um termômetro, e achava que ele resolveria meus problemas neste período de inverno. Para quem não conhece Curitiba, no inverno a temperatura vai lá embaixo, eu diria que a variação neste período é de -4º à 25º. Bom, vamos lá:

Neste kit veio com o substrato pronto, e uma seringa de esporos do Albino A+. Esterelizei todo o material, seringas, potes e etc. Fiz a inoculação como deve ser feita,. Coloquei numa caixa de papelão junto com o termômetro de aquário dentro de uma garrafa pet de água na temperatura de 24º e coloquei os bolos para iniciar a incubação, isso era dia 03/07/2019. Percebi que passaram 2 semanas e meia e nada do micélio começar a se desenvolver. Então, comprei um termômetro de ambiente e notei que o termômetro do aquário da garrafa PET não estava deixando a temperatura ambiente na temperatura adequada, na verdade ele não estava adiantando nada, a temperatura ficava variando entre 18º e 22º. Então resolvi improvisar, tenho uma sala com ar condicionado, e começei a manter o ambiente climatizado em 27º, para ver se geraria algum resultado, e funcionou o micélio começou a se desenvolver de forma lenta, mas começou.

A minha dúvida é, estou com eles incubados a 34 dias, pelo que procurei, este periodo já seria o ideia para eles estarem completamente tomados pelo micèlio. Será que devido a demora para o desenvolvimento, ele vai continuar crescendo? Porque notei que o micélio não está crescendo tanto mais. Vou deixar algumas fotos e vídeos para que vocês possam dar uma olhada e me dar uma opinião.

Aparentemente eles estão bonitos, mas minha dúvida é em quanto tempo eles vão se desenvolver por completo? Pq não estou vendo mais muita evolução no processo.
Fotos do termômetro dentro da garrafa PET. Que ao meu ver não adiantou nada para aumentar a temperatura.
 

Anexos

Concorda?

Esporo
Membro Novo
Boa tarde amigo!

Qual a potência desse aquecedor que você está usando? Pq dependendo da potência, ele não vai dar conta de aumentar uma temperatura ambiente tão baixa como essa do inverno de Curitiba. Eu recomendaria utilizar ao invés de uma caixa de papelão, uma caixa de isopor revestida com papel alumínio, com o lado brilhante virado para dentro, pra que ele possa manter melhor a temperatura interna da incubadora, ou então comprar outros aquecedores de aquário para ajudar o que não está dando conta sozinho.

Outra coisa que talvez possa ter ocorrido é que os bolos tenham ficado um pouco secos depois de tanto tempo, mas eu acho bastante improvável que tenha sido esse o caso, visto que depois do aumento de temperatura ambiente pelo aquecedor de ar, o micélio resolveu dar as caras.

A quantidade de furos na tampa do seu pote também influencia na troca gasosa necessária para o desenvolvimento do micélio, no meu cultivo eu optei por fazer 4 furos equidistantes e injetei 0,4 ml de solução em cada um, e depois tampei com micropore do mesmo jeito que você fez, e tive bons resultados.
 

Texugo

Hifa
Membro Ativo

Brunostange

Esporo
Membro Novo
Leia as regras do fórum.
Opa! Desculpa amigo!

Em nenhum momento citei onde foi comprado justamente para não incentivar ou fazer propaganda do fornecedor!

Era meu primeiro post, não me atentei a este detalhe!
Boa tarde amigo!

Qual a potência desse aquecedor que você está usando? Pq dependendo da potência, ele não vai dar conta de aumentar uma temperatura ambiente tão baixa como essa do inverno de Curitiba. Eu recomendaria utilizar ao invés de uma caixa de papelão, uma caixa de isopor revestida com papel alumínio, com o lado brilhante virado para dentro, pra que ele possa manter melhor a temperatura interna da incubadora, ou então comprar outros aquecedores de aquário para ajudar o que não está dando conta sozinho.

Outra coisa que talvez possa ter ocorrido é que os bolos tenham ficado um pouco secos depois de tanto tempo, mas eu acho bastante improvável que tenha sido esse o caso, visto que depois do aumento de temperatura ambiente pelo aquecedor de ar, o micélio resolveu dar as caras.

A quantidade de furos na tampa do seu pote também influencia na troca gasosa necessária para o desenvolvimento do micélio, no meu cultivo eu optei por fazer 4 furos equidistantes e injetei 0,4 ml de solução em cada um, e depois tampei com micropore do mesmo jeito que você fez, e tive bons resultados.
Obrigado pela resposta!

Vou tentar ajustar a caixa para uma de isopor!

Fiz somente 2 furos em cada com cerca de 0,5ml por furo, seria suficiente?
 

Concorda?

Esporo
Membro Novo
Opa! Desculpa amigo!

Em nenhum momento citei onde foi comprado justamente para não incentivar ou fazer propaganda do fornecedor!

Era meu primeiro post, não me atentei a este detalhe!


Obrigado pela resposta!

Vou tentar ajustar a caixa para uma de isopor!

Fiz somente 2 furos em cada com cerca de 0,5ml por furo, seria suficiente?
É suficiente sim, o problema é que com apenas 2 furos, creio eu que demore mais para haver a colonização completa do substrato. Com 4 furos, você teria 2 pontos adicionais de crescimento do micélio, e também mais furos na tampa pra aumentar a troca gasosa.
 

Brunostange

Esporo
Membro Novo
É suficiente sim, o problema é que com apenas 2 furos, creio eu que demore mais para haver a colonização completa do substrato. Com 4 furos, você teria 2 pontos adicionais de crescimento do micélio, e também mais furos na tampa pra aumentar a troca gasosa.
Eu não poderia fazer mais 2 furos agora só para aumentar a troca gasosa? Sem injetar o esporo?

Outra questão é, não poderia tirar o micropore delas para facilitar?

Eles estão bonitos, mas o processo tá bem lento! haha
 

Concorda?

Esporo
Membro Novo
Eu não poderia fazer mais 2 furos agora só para aumentar a troca gasosa? Sem injetar o esporo?

Outra questão é, não poderia tirar o micropore delas para facilitar?

Eles estão bonitos, mas o processo tá bem lento! haha
Poderia sim, mas teria que assumir os riscos de contaminação do bolo ao realizar estes procedimentos.

Pra diminuir ao máximo esse risco, eu passaria um pouquinho só de álcool 70% na tampa, passaria também na agulha da seringa, e depois faria a flambagem da agulha no fogão (antes de cada furo), e realizar os furos em um ambiente bem limpo e com todas as entradas de ar fechadas, pra evitar a movimentação de ar contaminado no local.

Eu não recomendo tirar a fita micropore, porquê vai deixar seu substrato muito desprotegido contra os contaminantes do ar. Embora possa melhorar a troca gasosa, também facilita muito a entrada de esporos de fungos indesejados no bolo.
 
Superior