Teonanacatl

Aqui discutimos micologia amadora e enteogenia.

Cadastre-se para virar um membro da comunidade! Após seu cadastro, você poderá participar deste site adicionando seus próprios tópicos e postagens.

Artigo O fungo Ophiocordyceps unilateralis ( Faz voce pensar )

Artigos & Livros details

1604454108008.png
O fungo Ophiocordyceps unilateralis
Veja o Video


O fungo Ophiocordyceps unilateralis tem apenas um objetivo: autopropagação e dispersão. Os pesquisadores acreditam que o fungo, encontrado em florestas tropicais, infecta uma formiga forrageadora por meio de esporos que se fixam e penetram no exoesqueleto e, lentamente, assume seu comportamento.


À medida que a infecção avança, a formiga encantada é compelida a deixar seu ninho por um microclima mais úmido e favorável ao crescimento do fungo. A formiga é compelida a descer até um ponto vantajoso a cerca de 25 centímetros do solo, afundar suas mandíbulas na veia de uma folha no lado norte de uma planta e esperar pela morte.

Enquanto isso, o fungo se alimenta das entranhas de sua vítima até que esteja pronto para o estágio final. Vários dias após a morte da formiga, o fungo envia um corpo frutífero pela base da cabeça da formiga, transformando seu cadáver enrugado em uma plataforma de lançamento da qual pode lançar seus esporos e infectar novas formigas.

“Definitivamente, fala à imaginação dos cientistas e do público em geral”, diz Charissa de Bekker, professora da University of Central Florida que estuda as interações parasita-hospedeiro que levam a manipulações comportamentais.



Embora a infecção seja 100 por cento letal, o objetivo não é converter todas as formigas em mortos-vivos. Para que os ecossistemas permaneçam equilibrados, os fungos devem manter as populações hospedeiras sob controle. Na verdade, apenas algumas formigas em uma colônia são infectadas em determinado momento.

“É quase como um resfriado crônico”, diz de Bekker.

E talvez no maior desvio do manual de zumbis, Ophiocordyceps unilateralis não parece invadir o cérebro.

Usando um tipo de microscopia fluorescente, os pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia observaram a colonização de fungos em formigas, desde o gaster, a parte posterior do abdômen, até a cabeça - e não encontraram vestígios de células fúngicas no cérebro. Eles acoplaram essas informações com algoritmos de computador para mapear o movimento dos fungos enquanto formavam uma espécie de estrutura tubular dentro e ao redor dos feixes musculares das formigas.

Isso sugere que o fungo lança seu controle mental por meio de compostos bioativos que interferem no sistema nervoso da formiga e controlam os hospedeiros diretamente nos músculos, diz de Bekker.

Pesquisadores na Tailândia e nos Estados Unidos estão estudando diferentes espécies de Ophiocordyceps que infectam outras espécies de formigas para comparar seus mecanismos de controle. Ao todo, os pesquisadores identificaram mais de 200 espécies de Ophiocordyceps que podem infectar hospedeiros de 10 ordens de insetos, bem como aranhas, embora nem todos levem à manipulação comportamental.

  • Curtir
Reações: EremitaMarrom

Informação do Artigos & Livros

Categoria
Artigos & Livros
Added by
Estrelinha
Visualizações
67
Última atualização

Share this Artigos & Livros

Superior